Política

Saúde do Acre é obrigada a fazer cirurgia de hérnia em criança que espera procedimento há mais de um ano

Publicados

Política

A família de um menino de 4 anos autista precisou entrar na Justiça para conseguir que a Saúde do Acre faça uma cirurgia de hérnia nele. O menino espera pelo procedimento desde junho do ano passado.

Sem resposta da direção Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), onde o procedimento deve ser feito, a família buscou a Justiça em novembro para relatar o caso. Em fevereiro deste ano saiu a primeira decisão do Tribunal de Justiça (TJ-AC), que determinou que a Saúde fizesse o procedimento. Porém, a Saúde recorreu e o caso foi parar na segunda instância.

O processo foi avaliado pela 2ª Câmara Cível do TJ-AC e o resultado foi o mantimento da tutela de urgência para que a criança seja submetida ao procedimento.

A decisão ainda cabe recurso. A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) informou que ainda não foi notificada do resultado e tão logo seja vai avaliar a situação para saber as medidas que deve tomar.

A defensora pública Juliana Marques Cordeiro, que representa a família, disse que o pedido de cirurgia foi registrado no dia 3 de junho de 2019. Em novembro, a defensora deu entrada na ação e o juiz concedeu uma liminar com o pedido de urgência para o Estado realizar a cirurgia.

Leia Também:  Vereador Zé Gabriele realiza visitas na zona urbana e zona rural de Brasiléia

“O Estado entrou com agravo, mas foi negado e tem que cumprir essa decisão de fazer a cirurgia”, disse.

No processo, uma das justificativas para a não realização seria a concentração dos serviços de saúde e equipes para atender pacientes infectados pela Covid-19. Porém, a defensora destacou que a criança aguarda há mais de um ano e que na época que foi dado entrada no procedimento não havia pandemia.

“A decisão do juiz saiu em fevereiro quando não tinha pandemia ainda e recorreram. As cirurgias eletivas estão voltando aos poucos”, frisou. Do G1 Acre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Fernanda Hassem teve o orçamento de quase 120 milhões aprovado na câmara, não fez nada até agora e vai receber mais R$ 6 mil de recurso federal

Publicados

em

Programa contribui para o processo de aprimoramento, implementação e integração sistêmica das atividades da assistência farmacêutica – Foto: Assessoria PMB

A prefeita do município de Brasileia, Fernanda Hassem, conseguiu a aprovação que tanto queria onde o orçamento anual chega a quase R$120.000.000,00 para serem aplicado nas mais diversas áreas do município, mas o que chama a atenção é que durante esse primeiro semestre não se viu estes milhões serem aplicados no município, muito pelo contrário, a população hoje enfrenta grandes problemas em virtude da falta de investimento.

A quem diga que, Brasileia hoje era para estar vivendo um dos melhores momentos de sua história, pois dinheiro tem o que falta é uma boa gestão. E em se tratando de dinheiro, mesmo com os quase R$120 milhões, a sua disposição e sem fazer nada, Brasileia está entre as Cidades que receberam do Governo Federal o valor de R$ 6.000,00 (seis mil reais).

As nove cidades do Acre receberam R$ 54 mil de recurso federal para monitoramento de 2022 do Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica. Segundo as diretrizes, o programa não só financia a aquisição e distribuição de medicamentos, como também ajuda no desenvolvimento do Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica, oferecendo cursos de capacitação de profissionais farmacêuticos.

Leia Também:  MDB esquece a esposa do Leão do Juruá, Antônia Sales, e deve indicar Roberto Duarte para compôr a mesa da ALEAC

Tem então, por finalidade, contribuir para o processo de aprimoramento, implementação e integração sistêmica das atividades da assistência farmacêutica nas ações e nos serviços de saúde, visando a uma atenção contínua, integral, segura, responsável e humanizada.

A liberação do recurso foi divulgada na quarta-feira (3) no Diário Oficial da União. Vamos ver se agora, com a destinação do recursos para este fim, se quando a população procurar remédio na farmácia municipal, se encontrarão.

Cada cidade vai receber R$ 6 mil e são elas:

Acrelândia

Brasileia

Bujari

Mâncio Lima

Marechal Thaumaturgo

Porto Walter

Rio Branco

Rodrigues Alves

Xapuri

Nove cidades do Acre recebem R$ 54 mil de recurso federal para assistência farmacêutica – Foto: Ana Paula Xavier / Rede Amazônica Acre

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A vereadora do município de Brasileia, Neiva Badotti, afirma que o mensalinho, agora na atual gestão o feito é praticado via pix, o que antes era mensalinho por meio de folhinha agora, na gestão de Fernanda Hassem foi informatizado, ou seja, modernizaram a possível prática de lavagem de dinheiro.

Leia Também:  Exclusivo: Gladson Cameli deixa faltar água; pacientes se desesperam no Hospital Wilde Viana em Brasileia

Acompanhe nossas Redes Sociais

Veja-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página do Instagram 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA