Política

Produtores de Brasiléia Ficam Sem Calcário Por Está Sendo Entregue Em Epitaciolândia

O município de Brasiléia foi contemplado através de emenda do então Deputado federal Fernando Melo

Publicados

Política

O município de Brasiléia foi contemplado através de emenda do então Deputado federal Fernando Melo

vereadora Fernanda Hassem (PT)

vereadora Fernanda Hassem (PT)

Fernando Oliveira/Chiquinho Chaves

Do plenário da Câmara Municipal de Brasiléia,  a vereadora Fernanda Hassem (PT), denunciou que a Prefeitura de Brasiléia está deixando de atender os  produtores rurais do município com o calcário e enviando para o vizinho município de Epitaciolândia.

O município de Brasiléia foi contemplado através de emenda do então Deputado federal Fernando Melo, com o projeto de calcário (Fertilizante mineral misto com característica de corretivo de acidez de solo), na ordem de 400 mil reais, e o fertilizante seria para beneficio dos produtores de Brasiléia, constando inclusive em planilha da secretaria Municipal de Agricultura.

Fernanda Hassem conta que por acaso estava em Epitaciolândia quando encontrou uma caçamba de Brasiléia fazendo a entrega do calcário. “de forma muito coerente eu procurei o secretário de agricultura e pedi informações e ele encaminhou dizendo que sobrou 220 toneladas. Isso não me convence essa justificativa tendo em vista que para aprovação do projeto foram especificados todos os produtores que seriam contemplados, isso quer dizer que alguém em Brasiléia está sem receber calcário, com todo respeito a Epitaciolândia, mas se houve essa situação, a Prefeitura de Brasiléia não está dando conta nem das ações daqui, quanto mais de Epitaciolândia”, denunciou.

A vereadora pede para que os produtores de Brasiléia que estavam inseridos no programa do calcário e que ficaram sem receber o mesmo, que procurem a Prefeitura ou a Câmara para que seja apurada a verdade de tudo isso.

Em entrevista ao repórter Fernando Oliveira, o Presidente da Câmara Mário Jorge (PSB), que foi Secretário de Agricultura na Gestão passada e esteve a frente do cadastramento de produtores que seriam beneficiados com o calcário, disse que tem conhecimento que para um recurso ser liberado se faz necessário o detalhamento do projeto de como será utilizado e para onde vai o recurso.

Mario Jorge reforça que é impossível sobrar calcário com base no que foi elaborado por ele quando secretário. “Quando foi liberado o projeto do calcário, já foi destinado para pessoas que seriam cadastradas, eu lembro que na época algumas famílias ficaram de fora do levantamento que foi feito, então eu acredito que não tinha como sobrar 220 toneladas, até por que a gente anda bastante, principalmente dentro da reserva e as pessoas com áreas destocadas e não tem o calcário para incorporara ao solo para que venha a produzir melhor”, comentou o presidente.

Para Mario Jorge, a secretaria de Agricultura tem que dar uma explicação para a sociedade e que vai solicitar todas as informações sobre essa grave denuncia.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Lixo e esgoto a céu aberto tomam conta dos bairro de Epitaciolândia

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

Os irmãos Hassem deram um chá de cadeira em Márcia Bittar e não compareceram em reunião na câmara de Brasileia

Publicados

em

A pré-candidata ao Senado, Márcia Bittar, esteve no município de Brasileia com o intuito de se reunir na Câmara de Brasileia, com os novos filiados do grupo do casal Bittar, os pré-candidatos Tadeu Hassem e Israel Milani, acompanhado da esposa, prefeita Fernanda Hassem, mas o problema é que na hora da reunião, os irmãos Hassem e o Primeiro Damo deram um chá de cadeira em Márcia e não apareceram.

Segundo informações repassadas a redação do site 3 de Julho Notícias com exclusividade, a reunião contou apenas com a presença de Márcia Bittar e poucos apoiadores, dentre eles a presidente da Câmara, Arlete Amaral; o ex-vereador Vagner Galli; Blandina; Zemar e outros. Já a turma dos irmãos Hassem não apareceu, comportamento este, tido com ingratidão, haja vista que, quando foi para Tadeu e Israel se filiarem aos partidos políticos sob comando de Márcio Bittar, o casal juntamente com um dos filhos se fizeram presentes no ato como forma de dar boas vindas.

Dentre as muitas especulações, a que apresenta mais força é de que o grupo não quer aparecer publicamente com os Bittar, pois isso colocaria os irmão Hassem em maus lenços pelo fato de estares iludindo outros políticos com o argumento de apoio.

Leia Também:  Grupo político da deputada Maria Antônia e ex-prefeito Dêda cresce no município de Mâncio Lima

Atualmente, o Casal Bittar encontra-se em situações estreitas com o governador Gladson Cameli, precisamente ambos os grupos estão rompidos, por ventura tem políticos tirando proveito desta situação e fazendo jogo triplo. As relações entre os irmão Hassem estão cada vez mais comprometedora, isto porquê a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem e Cia, prometeu apoiar, o senador Petecão, grupo no qual a sogra está acomodada; prometeu apoiar o grupo do senador Márcio Bittar, onde o irmão Tadeu Hassem e o esposo Israel estão filiados e por último após fazer as pazes com o Governador Gladson prometeu apoio, inclusive, Fernanda já colocou boa parte da família e amidos mais próximos no governo com cargos de chefia e altas CECs.

Dentre os nomeados está a esposa de Tadeu, Higia, e uma sobrinha dos irmão Hassem esse seria um dos motivos para que os Hassem não apareçam na foto com os Bittar, para não correr o risco os altos cargos da família.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA