Política

Prefeitos falam em endurecimento de medidas com aumento do coronavírus na região do Alto Acre

Publicados

Política

O crescimento dos números de casos de Covid-19 e aumento de 450% na ocupação dos leitos clínicos no Alto Acre levou as cidades da região a regredirem para a faixa vermelha, que é de emergência. A situação preocupa os gestores que falam em reforçar as medidas de orientação e até endurecimento, como caso de Xapuri, por exemplo, segundo informou o prefeito. Com Informações G1 Acre

A região, que é formada pelos municípios de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri estava na faixa amarela, desceu para a fase de emergência, segundo a avaliação do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 que anunciou a mudança nessa sexta-feira (22).

A coordenadora do comitê, Karolina Sabino, explicou qual o principal fator que fez com que a regional do Alto Acre regredisse da faixa amarela para a vermelha, sem passar pela laranja. Na fase de emergência, só podem funcionar os serviços considerados essenciais.

“Para a evolução negativa dessa regional para a bandeira vermelha, podemos observar que houve piora no isolamento social, uma redução de 3%, ou seja, as pessoas estão mais na rua. Além disso, teve piora no índice de internações por síndrome respiratória aguda grave, piora no número de caso de Covid-19, com aumento de 24% e o índice de óbitos por Covid também teve um aumento. Também houve piora considerável com relação à ocupação dos leitos clínicos, com aumento de 450%”, informou.

Leia Também:  Adolescente de 15 anos sofre tentativa de homicídio ao ser alvejado três vezes em Brasileia

A prefeitura de Brasileia, através da assessoria de comunicação, informou que a situação é preocupante e que cabe à gestão municipal conscientizar, alertar os riscos e dialogar com a população e empresários para que tomem as medidas cabíveis, seguindo os protocolos de saúde para evitar a proliferação do coronavírus na cidade.

A prefeitura negou ainda que iria fechar estabelecimentos ou multar trabalhadores. Mas, fez alerta que, para manter o funcionamento, é necessário a autoconscientização e que têm que ser aplicadas as normas de funcionamento que existem, como a restrição para capacidade total dos estabelecimentos e sobre a importância de usar os produtos de higiene e cuidados exigidos. Além disso, a prefeitura informou que é favor da vida e deve seguir o toque de recolher anunciado pelo governador Gldson Cameli.

A cidade registrou, até sexta (22), 1.520 casos e 23 mortes pela Covid-19, de acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre).

Xapuri tem maior taxa de contaminação do estado

A cidade, que também está em situação de emergência, registrou até esta sexta, a maior taxa de contaminação do estado, com 10.87 casos a cada 10 mil habitantes.

Antes mesmo de ser anunciado o toque de recolher do estado e o avanço para a faixa vermelha, o prefeito da cidade, Bira Vasconcelos, já tinha anunciado um decreto endurecendo as medidas de isolamento social.

Leia Também:  Equipe de saúde de Rodrigues Alves reforça combate à malária nas áreas ribeirinhas

“Xapuri tem sofrido muito nos últimos dias com essa pandemia. Então, precisamos fazer algo e como prefeito venho aqui na minha responsabilidade tomar as medidas necessárias. Elaboramos um decreto que corrobora com todas as medidas do governo do estado, mas estabelecendo novos horários para a cidade”, disse.

Entre algumas medidas deve constar no decreto a proibição do consumo de bebida alcóolica em espaços públicos e aglomerações a partir de cinco pessoas e toque de recolher.

E veja também no Plantão 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: As manifestações contra o governo de Jair Bolsonaro já iniciaram e seguem neste sábado com mais manifestações pedindo o impeachment do presidente (Cloroquina), devido o seu descaso com a pandemia e sobretudo com o estado do Amazonas.

Acompanhe nossas redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no Plantão 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: O amor é a força mais poderosa da existência humana. Sem ele perdemos nossa humanidade. É o sentimento que dar sentido a vida, que nos une, que nos torna feliz, mas que pode também nos trazer tristezas e traumas.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Fernanda Hassem teve o orçamento de quase 120 milhões aprovado na câmara, não fez nada até agora e vai receber mais R$ 6 mil de recurso federal

Publicados

em

Programa contribui para o processo de aprimoramento, implementação e integração sistêmica das atividades da assistência farmacêutica – Foto: Assessoria PMB

A prefeita do município de Brasileia, Fernanda Hassem, conseguiu a aprovação que tanto queria onde o orçamento anual chega a quase R$120.000.000,00 para serem aplicado nas mais diversas áreas do município, mas o que chama a atenção é que durante esse primeiro semestre não se viu estes milhões serem aplicados no município, muito pelo contrário, a população hoje enfrenta grandes problemas em virtude da falta de investimento.

A quem diga que, Brasileia hoje era para estar vivendo um dos melhores momentos de sua história, pois dinheiro tem o que falta é uma boa gestão. E em se tratando de dinheiro, mesmo com os quase R$120 milhões, a sua disposição e sem fazer nada, Brasileia está entre as Cidades que receberam do Governo Federal o valor de R$ 6.000,00 (seis mil reais).

As nove cidades do Acre receberam R$ 54 mil de recurso federal para monitoramento de 2022 do Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica. Segundo as diretrizes, o programa não só financia a aquisição e distribuição de medicamentos, como também ajuda no desenvolvimento do Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica, oferecendo cursos de capacitação de profissionais farmacêuticos.

Leia Também:  Equipe de saúde de Rodrigues Alves reforça combate à malária nas áreas ribeirinhas

Tem então, por finalidade, contribuir para o processo de aprimoramento, implementação e integração sistêmica das atividades da assistência farmacêutica nas ações e nos serviços de saúde, visando a uma atenção contínua, integral, segura, responsável e humanizada.

A liberação do recurso foi divulgada na quarta-feira (3) no Diário Oficial da União. Vamos ver se agora, com a destinação do recursos para este fim, se quando a população procurar remédio na farmácia municipal, se encontrarão.

Cada cidade vai receber R$ 6 mil e são elas:

Acrelândia

Brasileia

Bujari

Mâncio Lima

Marechal Thaumaturgo

Porto Walter

Rio Branco

Rodrigues Alves

Xapuri

Nove cidades do Acre recebem R$ 54 mil de recurso federal para assistência farmacêutica – Foto: Ana Paula Xavier / Rede Amazônica Acre

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A vereadora do município de Brasileia, Neiva Badotti, afirma que o mensalinho, agora na atual gestão o feito é praticado via pix, o que antes era mensalinho por meio de folhinha agora, na gestão de Fernanda Hassem foi informatizado, ou seja, modernizaram a possível prática de lavagem de dinheiro.

Leia Também:  União declara estado de emergência ambiental no Acre por causa do período de queimadas

Acompanhe nossas Redes Sociais

Veja-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página do Instagram 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA