Política

Prefeito Naudo Ribeiro é investigado por suposto nepotismo no Jordão. Câmara de vereadores e vice prefeito também são investigados

Publicados

Política

Lista foi solicitada também para a presidência da Câmara de Vereadores da cidade. Prefeitura afirmou que vai responder dentro do prazo estabelecido e nega prática – Foto: Arquivo / Prefeitura do Jordão

O Ministério Público do Acre (MP-AC) instaurou um procedimento preparatório para apurar a suposta prática de nepotismo na Prefeitura e na Câmara de Vereadores do Jordão, uma das cidades isoladas do Acre. A suspeita é de que há parentes de vereadores, do prefeito, do vice-prefeito e outros políticos trabalhando na administração pública municipal.

Com a apuração, o MP-AC enviou um documento ao prefeito da cidade, Francisco Naudino Ribeiro Souza, e à presidência da Câmara que, no prazo de dez dias, seja fornecida uma lista com os nomes e cargos do pessoal contratado. O documento foi encaminhado no último dia 29.

“A informação aportada nesta Promotoria de Justiça Cível com atuação na comarca não instalada do Jordão de que naquele município, possuem vários parentes dos gestores municipais contratados, inclusive vereadores e do próprio prefeito, para ocupar cargos comissionados”, diz parte da portaria do procedimento.

Leia Também:  Deputada Mara Rocha denuncia corrupção nas prévias do PSDB: "Vou dizer quem me ofereceu dinheiro para votar no Doria"

Ainda segundo o MP-AC, esses servidores ocupam cargos de comissão e seriam parentes do próprio prefeito, de vereadores e de secretários atuando na gestão.

“A Constituição Federal dispõe à administração pública direta ou indireta de qualquer dos poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; eventualmente comprovado o dolo específico para fins de improbidade administrativa, remanesce a legitimidade e o interesse processual por parte do Parquet, em perseguir a nulidade de tais nomeações de parentes de vereadores, do prefeito, do vice-prefeito e secretários municipais, por parte da Prefeitura de Jordão-AC”, destaca.

A lista de informar sobre todas as pessoas com parentesco com os gestores, ‘em linha reta, colateral ou porafinidade, até o terceiro grau, que atualmente estão ocupando cargos em comissão ou funções comissionadas no âmbito da administração pública municipal, englobando não apenas a prefeitura em si, mas as áreas da saúde e da educação, prestadores de serviços (contratos administrativos), estagiários’.

A assessoria de comunicação da prefeitura informou que vai repassar todos os dados exigidos pelo MP-AC dentro do prazo estabelecido. Diz também que a gestão trabalha dentro da legalidade. Do G1 Acre

Leia Também:  Gladson Cameli é vaiado na abertura dos jogos escolares que lotou o Ginásio em Cruzeiro do Sul

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A vereadora do município de Brasileia, Neiva Badotti, afirma que o mensalinho, agora na atual gestão o feito é praticado via pix, o que antes era mensalinho por meio de folhinha agora, na gestão de Fernanda Hassem foi informatizado, ou seja, modernizaram a possível prática de lavagem de dinheiro.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Veja-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página do Instagram 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Vereadora Marinete “taca fogo” e fala das 500 vacas que foram compradas com dinheiro na bolsa, e estão em áreas de reserva

Publicados

em

Veja o Vídeo:

A vereadora Marinete Mesquita usou a tribuna na manhã desta terça-feira (09) para falar das denúncias que a mesma tem recebido enquanto parlamentar com relação ao assédio moral que está acontecendo no Poder executivo para que os servidores votem em determinados candidatos.

A mesma relata que foi procurada por servidores que necessitam do emprego e ouviu com atenção a humilhação que lhe fora relatada. Na oportunidade, a parlamentar não hesitou em orientar esses servidores a colherem provas para que efetivem a devida denúncia nos órgãos competentes para que essas práticas imorais e desrespeitosas sejam banidas do funcionalismo público.

Marinete falou ainda sobre a denúncia sobre mensalinho via pix que vem acontecendo na gestão da prefeita Fernanda Hassem. Mesquita destaca que essa situação é falta de esperteza, ou burrice mesmo. A nobre edil destaca que as pessoas que estão cometendo isso, deveriam aprender com a patroa: “se vão comprar alguma coisa, leva o dinheiro na mão, na bolsa, não faz pix. As 500 vacas que foram compradas com dinheiro na bolsa, isso é ser inteligente, não deixou nenhum rastro”, destacou.

Leia Também:  Jesus Sérgio protocolou na Câmara dos Deputados, Projeto de Lei em defesa dos usuários de planos de saúde

Dando continuidade em sua manifestação, Marinete foi bem incisiva quando solicitou a investigação por parte dos órgão competentes, para que investiguem o laranjal que tem no município de Brasileia e Epitaciolândia, e em se tratando das 500 vacas muitas delas estão em áreas de reservas e dentro de terras de colegas que são autoridades e que a falta de fiscalização tem facilitado, pois se confia porque parente é quem comanda os órgão que deveria fiscalizar.

“Fica aqui o nosso pedido também para que os órgãos competentes comecem a fiscalizar de fato e investigar o verdadeiro laranjal que existe nos municípios de Brasileia e Epitaciolândia. Um verdadeiro laranjal!!!”, concluiu a parlamentar.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA