Política

Prefeito Everaldo foge do debate com os invasores do bairro José Braúna

Os invasores já passa de 90 e já limparam vários lotes

Publicados

Política

Os invasores já passa de 90 e já limparam vários lotes 

ALEMÃO MONTEIRO

Uma das líderes do movimento, Terezinha de Jesus citou que na terça feira os invasores vão a câmara de Brasileia - FOTO ALEMÃO

Uma das líderes do movimento, Terezinha de Jesus citou que na terça feira os invasores vão a câmara de Brasileia – FOTO ALEMÃO

Segundo nos foi informado, o prefeito Everaldo Gomes marcou uma reunião com os invasores do bairro José Braúna e não compareceu ou seja,se escondendo do povo.

Os representantes do setor de cadastro pastor Josué  e a secretária do bem estar social Lindaci  Pontes e vereadores Joélson Pontes e o presidente da camará  Mário Jorge comparecerão a reunião e conversa com líderes do movimento.

Na reunião o Pr. Josué disse que ali era área verde e que os invasores tinham que desocupar aquela área,como vocês vão construir no que não é de vocês porque essa  área é da prefeitura.

Uma das líderes do movimento, Terezinha de Jesus citou que na terça feira os invasores vão a câmara de Brasileia para sessão atrás de uma resposta com os vereadores da casa do povo.

Terezinha ressaltou que faz 10 meses que ele está no mandato e não fez nada até agora. Será que ele vai levar esse pessoal para morar na casa dele?”,perguntou ou na pousada da prefeitura. 

Leia Também:  No combate à Covid-19, ações do projeto Todos pela Saúde são implantadas no Hospital do Juruá

Eva reforçou ainda que a prefeitura precisa urgente dar uma resposta para as pessoas. “Aqui todo mundo mora de aluguel e a gente precisa de uma casa para morar!”, disse.

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

FOTO ALEMÃO MONTEIRO

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

Com afastamento de Sérgio Petecão e Márcio Bittar, Acre terá dois novos representantes no senado federal

Publicados

em

Das três cadeiras do Acre no senado federal, duas estarão com gente nova no assento. Maria das Vitórias assumirá a vaga do Senador Sérgio Petecão (PSD) e Eduardo Veloso assume a vaga de Márcio Bittar (União Brasil).

Ambos são suplentes dos titulares, que ficarão em média de 4 a cinco meses fora do mandato e assim abrem espaços para as caras novas. Maria das Vitórias tem 79 anos de idade e já foi deputada estadual, secretária de Assistência social e era esposa do falecido Deputado federal João Tota.

A mesma assumirá a cadeira do seu titular Petecão, que se afasta para se dedicar exclusivamente a campanha de governo do Acre. Natural da Paraíba e vivendo a décadas em Cruzeiro do Sul, Maria das Vitórias tem uma grande credibilidade na região do Juruá e pode dar uma grande contribuição na campanha de Petecão, inclusive o o filho João Tota, será o vice na chapa de governo do PSD.

Eduardo Veloso é médico oftalmologista, um dos mais respeitados do estado e de uma família tradicional de Rio Branco. Eduardo foi cotado para ser vice de Gladson Cameli na última eleição e nos 45 do segundo tempo, foi trocado por Werles Rocha. Com tudo ele virou suplente de Márcio Bittar, que vai se afastar para fazer um tratamento de saúde e também se dedicar a campanha da esposa Márcia Bittar (PL), que disputará o senado na chapa de Gladson Cameli (PP).

Leia Também:  Encontro Técnico do Tribunal de Contas do Estado é realizado em Brasiléia

Sobre o desempenho de ambos, só saberemos quando iniciar os trabalhos de verdade.

A posse dos novos senadores está marcada para ocorrer no final deste mês, dentro de poucos dias

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA