RIO BRANCO

Política

Policiais penais não aceitam proposta do governo Gladson para Lei Orgânica e mantêm paralisação

Publicados

Política

Policiais penais não aceitam proposta do governo para Lei Orgânica e mantém paralisação no AC — Foto: Arquivo/Asspen

Os policiais penais do Acre não aceitaram a nova proposta entregue pelo governo com relação à Lei Orgânica que regulamenta a categoria e continuam com protesto. Um grupo segue acampado na frente da Assembleia Legislativa do estado (Aleac) neste sexta-feira (3).

Após assembleia geral, a Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Acre (Asspen) emitiu uma nota dizendo que a categoria não aceitou a proposta sobre o enquadramento da carreira para o nível superior.

É que os policiais penais querem ser elevados de nível médio para superior e o governo diz que não existe lei que ampare essa solicitação.

“Sobre a carreira de nível superior informamos que não é possível fazer um concurso público em nível médio e ascender para nível superior sem passar por outro concurso. Não existe lei que ampare esse requisito”, diz a porta-voz do governo, Mirla Miranda.

A nova proposta apresentada pela equipe do governo era de que ficaria assegurado o nível superior aos policiais penais que, por ventura, venha a ingressar na instituição em concursos futuros.

Leia Também:  Sindicato dos Policiais Penais vem a público repudiar de forma veementemente a declaração de Kátia Nascimento

“A referida proposta visa assegura o nível superior apenas para os policiais penais que eventualmente ingressarão nas fileiras da instituição, deixando aqueles que já são parte, órfãos e em um quadro de cargos em extinção. A associação reitera que o parecer jurídico apresentado pela PGE está baseado em uma decisão inter partes, que não guarda relação com a realidade da Polícia Penal do Acre, servindo, portanto e tão somente, para justificar a falta de vontade política do governo em atender nosso pleito”, afirmou a associação em nota.

A categoria tem pressionado o governo a incluir no projeto de lei enviado pelo governo do estado à Aleac a equiparação de salários com as outras forças de Segurança, a incorporação da gratificação aos salários e mudança do contrato de nível médio para superior. Por G1 Acre.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O Gefron apreendeu dentro de Van do município de Brasileia aproximadamente 150 kg de entorpecente, seria esta a maior apreensão daquela regional. De acordo com informações preliminares, o veículo da prefeitura iria realizar mais um transporte de pacientes que estão fazendo tratamento em Rio Branco quando foi surpreendido pelo policiais, após revistarem os pacientes e o veículo encontraram em uma sacola preta com todo o entorpecente.

Leia Também:  Nem Bocalom nem Gladson aparecem para socorrer produtores do Polo Wilson Pinheiro que clamam pela melhoria do ramal

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

“Cabeça branca, toma vergonha nessa tua cara e manda alguém vir limpar a Cidade do Povo”, diz moradores revoltados com Bocalom

Publicados

em

A inércia da prefeitura de Rio Branco e a falta de compromisso e vontade de trabalhar do prefeito Bocalom tem dificultado bastante a vida dos moradores da Capital acreana, isso porquê, a atual gestão progressista tem se destacado como uma das piores do Estado do Acre.

Como exemplo como os inúmeros relatos de moradores revoltados com as péssimas condições de trafegabilidade e a ausência do Poder Público em fazer o seu trabalho, como é o caso dos moradores da comunidade Cidade do Povo que recentemente gravaram um vídeo, onde debaixo de chuva, mulheres, homens e crianças limpam um córrego em uma das praças principais do bairro.

A indignação nessas pessoas é visível, onde uma das moradoras chega a dizer que no tempo da ex-prefeita Socorro Neri, o local era limpo e aproveita a oportunidade para mandar o cabeça branca tomar vergonha na cara (referindo ao atual prefeito.

Veja o Vídeo: 

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Leia Também:  Deputada Leila Galvão solicita energia e água potável para comunidade do Nazaré, em Brasileia

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA