Política

Estado vem fazendo corpo mole e deixando todo enfrentamento da Covid-19 nas costas da prefeitura, diz Salomão Matos

Publicados

Política

Diante da explosão de casos de da Covid-19 no Acre fruto da nova variante Ômicron, as filas nas unidades de saúde de Rio Branco tem chamado atenção pela quantidade de casos diários que vem sendo registrados.

O governo Gladson Cameli (PP) que vinha liderando as ações de Enfrentamento ao vírus, assiste de longe a prefeitura de Rio Branco assumir quase toda responsabilidade diante da terceira onda.

O Jornalista Salomão Matos, usou suas redes sociais para criticar a omissão do Estado e afirma que as UPAS, e até o INTO estão se recusando fazer o que faziam antes e deixam as unidades da prefeitura sobrecarregadas. Veja o desabafo de Salomão;

“Desde o início da Pandemia do Corona Virus, tenho elogiado o governador Gladson Cameli pelo esforço e dedicação exaustiva, quando para trazer as vacinas para o nosso Acre e até construir hospitais de campanha no momento mais crítico. Mas ao que observo, a SESSACRE, diga-se as UPAS 24H e até o INTO, fazem corpo mole e “empurram”, nesse momento da Terceira Onda do Covid19, pacientes, para unidades de Atenção Básica do município de Rio Branco, o que tem estrangulado praticamente a Rede de saúde da SEMSA, e causado demora e transtornos à população que mais precisa de saúde nesse momento de guerra contra esse vírus maldito. Senhor governador, será mesmo que o senhor sabe que os profissionais do estado estão recusando atender pessoas com sintomas de Covid19? Eu quero crer que não e o senhor não esteja sabendo desse ruído, pra não dizer descaso total. Mas se sim, o senhor tem conhecimento do que relato, eu chamaria isso de omissão e genocídio. Fica o meu desabafo!”, Disse o jornalista.

Leia Também:  Prefeito e vice de Santa Rosa são investigados por usarem prédio público como comitê eleitoral

Mesmo tendo recebido milhões em emendas e repasses para o enfrentamento ao Coronavirus, o governo do Estado vem recebendo inúmeras críticas da sociedade e dos trabalhadores em saúde, que tiveram as promessas feitas pelo governador não cumpridas.

E Veja Também no 3 de Julho Brasil 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: A leseira dessa turma da potoca parece não ter limites e também falta a eles conhecimento da minha história no Amapá. No contra-ataque de hoje, vai uma aula sobre minha vida no Amapá. Do Santina Rioli, passando pelo CCA e pela UNIFAP até os dias como professor e parlamentar. Criei raízes no antigo bairro da Favela, hoje Santa Rita, onde moro até hoje. Mas essas e tantas outras coisas são ignoradas pelos que vivem da mentira. Já a gente, compartilha a verdade.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Leia Também:  Justiça determina que governo Bolsonaro transfira pacientes do AM que podem morrer por falta de oxigênio

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Isto são coisas desumanas. Não podemos dizer que a saúde tá bem, isto é um absurdo, governador!, diz Antônia Sales

Publicados

em

A deputada Antonia Sales (MDB) denunciou que está faltando nos hospitais o medicamento que é usado no tratamento de pacientes transplantados de rins e fígado, o Tracolimus. Ainda segundo a emedebista, existe apenas um nefrologista no Setor de Nefrologia da Fundação Hospitalar do Acre para atender 400 pacientes.

“Essa denúncia chegou até mim por um paciente, e eu fiquei muito preocupada. Ainda de acordo com esse paciente, o transplante está paralisado há mais de 4 anos. São 25 mil pessoas que estão esperando por um exame de ecodoppler. Senhor governador, faça alguma coisa, essas pessoas não podem ficar sem o tratamento”, disse.

A parlamentar também falou sobre o lançamento do super mutirão de cirurgias eletivas feito na última terça-feira (17), pelo governador Gladson Cameli (Progressistas).

“Peço a Deus que aconteça de fato porque a nossa saúde pública não anda nada bem. Recebemos, ontem, um aviso que o mutirão atenderá 5 mil pacientes e eu torço muito para que isso aconteça. Vou ficar acompanhando isso, porque falta muita coisa. As nossas unidades de saúde precisam funcionar porque quem precisa do hospital é o povo, o bacana pega o seu jato e vai para outro estado, vai até para os Estados Unidos”, concluiu. (Assessoria Aleac)

Leia Também:  Misericórdia-Abandono Pela Atual Gestão A Escola Socorro Frota

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA