Política

Nada de Salário: Prefeitura de Assis Brasil Diz que Não vai Pagar a Empresa Teceirizada

Nada de salário: Prefeitura de Assis Brasil diz que não vai repassar um centavo para empresa terceirizada

Publicados

Política

Nada de salário: Prefeitura de Assis Brasil diz que não vai repassar um centavo para empresa terceirizada

CRUZA OS BRAÇOS SOBRE O PAGAMENTO DE ASSIS BRASIL - FOTO ALEMÃO MONTEIRO

CRUZA OS BRAÇOS SOBRE O PAGAMENTO DE ASSIS BRASIL – FOTO ALEMÃO MONTEIRO

ALEMÃO MONTEIRO COM JERRY CORREIA 
A empresa Menezes e Dantas, que prestava serviços terceirizados à Prefeitura de Assis Brasil nas áreas de limpeza pública e manutenção das escolas municipais, apresentou sua versão para o atraso de três meses de salários a dezenas de servidores temporários. A reunião aconteceu na Câmara dos Vereadores e contou com a participação de centenas de pessoas entre comerciantes, servidores, autoridades e populares que esperavam um desfecho para o impasse.
 
Já no início da reunião os vereadores Neudo Lopes, Ivelina Marques, Eunício Pereira e Jerry Correia, todos do PT, denunciaram que vários servidores temporários foram ameaçados por Secretários e Assessores do Prefeito de perder o emprego caso participassem da reunião. O fato foi confirmado por muitos temporários que não se intimidaram e marcaram presença no encontro. Os representantes do Poder Judiciário e Ministério Público dizem que vão investigar o caso.
 
Já em relação ao pagamento dos três meses de salário atrasado, o advogado da empresa Menezes e Dantas, afirmou munido de provas contundentes que a culpa é da Prefeitura de Assis Brasil que não repassou o recurso para que os vencimentos dos prestadores de serviço fossem pagos. O advogado disse ainda que atualmente a Prefeitura de Assis Brasil deve mais de 800 mil reais para a empresa Menezes e Dantas referente aos três meses de salário atrasado e mais dois meses de salários que foram pagados pela própria empresa sem repasse algum do município.
 
Convidado para a reunião, o prefeito da cidade, Humberto Filho (PSDB), mais uma vez não compareceu e também não enviou nenhum secretário para representá-lo. O advogado Lauro Fontes, que presta serviços para a Prefeitura de Assis Brasil realizou uma apresentação técnica mostrando que a empresa não cumpriu com várias cláusulas do contrato firmado no início do ano. Segundo ele, o prefeito não vai repassar nenhum centavo para a empresa Menezes e Dantas e o caso será resolvido na justiça.
 
A pergunta feita pela maioria das pessoas que participaram da reunião foi o porquê só agora, depois de nove meses de contrato e três meses de salário atrasado, a Prefeitura de Assis Brasil tomou tal medida que prejudica diretamente dezenas de famílias e, por conseguinte, comerciantes e toda comunidade. Por outro lado, como que a Prefeitura repassou dinheiro para a empresa que hoje julga irregular durante os meses anteriores?
 
Muitas perguntas e poucas respostas. Não sobrou senão mais um dia de decepção e frustração para muitas famílias de Assis Brasil que passam por dias difíceis.  
prefeito não vai repassar nenhum centavo para a empresa Menezes e Dantas e o caso será resolvido na justiça.FOTO JARRY CORREIA

prefeito não vai repassar nenhum centavo para a empresa Menezes e Dantas e o caso será resolvido na justiça.FOTO JARRY CORREIA

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ministério Público apura supostos acúmulo ilícito de cargos por secretários de Mâncio Lima

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

Os irmãos Hassem deram um chá de cadeira em Márcia Bittar e não compareceram em reunião na câmara de Brasileia

Publicados

em

A pré-candidata ao Senado, Márcia Bittar, esteve no município de Brasileia com o intuito de se reunir na Câmara de Brasileia, com os novos filiados do grupo do casal Bittar, os pré-candidatos Tadeu Hassem e Israel Milani, acompanhado da esposa, prefeita Fernanda Hassem, mas o problema é que na hora da reunião, os irmãos Hassem e o Primeiro Damo deram um chá de cadeira em Márcia e não apareceram.

Segundo informações repassadas a redação do site 3 de Julho Notícias com exclusividade, a reunião contou apenas com a presença de Márcia Bittar e poucos apoiadores, dentre eles a presidente da Câmara, Arlete Amaral; o ex-vereador Vagner Galli; Blandina; Zemar e outros. Já a turma dos irmãos Hassem não apareceu, comportamento este, tido com ingratidão, haja vista que, quando foi para Tadeu e Israel se filiarem aos partidos políticos sob comando de Márcio Bittar, o casal juntamente com um dos filhos se fizeram presentes no ato como forma de dar boas vindas.

Dentre as muitas especulações, a que apresenta mais força é de que o grupo não quer aparecer publicamente com os Bittar, pois isso colocaria os irmão Hassem em maus lenços pelo fato de estares iludindo outros políticos com o argumento de apoio.

Leia Também:  Leo de Brito e Leila Galvão se reúne com lideranças do Alto Acre

Atualmente, o Casal Bittar encontra-se em situações estreitas com o governador Gladson Cameli, precisamente ambos os grupos estão rompidos, por ventura tem políticos tirando proveito desta situação e fazendo jogo triplo. As relações entre os irmão Hassem estão cada vez mais comprometedora, isto porquê a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem e Cia, prometeu apoiar, o senador Petecão, grupo no qual a sogra está acomodada; prometeu apoiar o grupo do senador Márcio Bittar, onde o irmão Tadeu Hassem e o esposo Israel estão filiados e por último após fazer as pazes com o Governador Gladson prometeu apoio, inclusive, Fernanda já colocou boa parte da família e amidos mais próximos no governo com cargos de chefia e altas CECs.

Dentre os nomeados está a esposa de Tadeu, Higia, e uma sobrinha dos irmão Hassem esse seria um dos motivos para que os Hassem não apareçam na foto com os Bittar, para não correr o risco os altos cargos da família.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA