RIO BRANCO

Política

Ministro da Integração trará recursos e soluções para enchentes no Acre

Bancada federal do Acre pediu auxílio para cidades que sofrem com as enchentes no Acre

Publicados

Política

Bancada federal do Acre pediu auxílio para cidades que sofrem com as enchentes no Acre

Por Romerito Aquino – De Brasília

ministro

O ministro da Integração, Gilberto Occhi, chega nesta sexta-feira, 27, ao Acre com a proposta de liberar recursos para o governo e as prefeituras bancarem os prejuízos das enchentes dos rios acreanos, mas também de contribuir para evitar que os períodos de cheias e secas no Acre deixem de ocorrer quase todos os anos.

Bancada-11-300x169Em entrevista que concedeu logo depois de receber, na terça-feira, 24, a bancada federal do Acre, que fora lhe pedir pressa para ajudar os milhares de desabrigados de Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri, Assis Brasil e Rio Branco, o ministro disse pensar em construir obras estruturantes, como barragens, para evitar as cheias e a falta de água nos cursos dos rios acreanos.

“Na minha ida ao Acre, estarei levando também o secretário de Infraestrutura Hídrica, porque, ao visitar as áreas alagadas, gostaria de começar a fazer uma avaliação por que as cheias e os desastres têm sido tão recorrentes”, assinalou o ministro.

Leia Também:  Prefeitura de Brasileia realiza café da manhã em homenagem ao Dia do Gari

Segundo Occhi, que chega ao estado acompanhado do comando da Defesa Civil Nacional, a quem caberá reconhecer os estados de calamidade pública no Acre, a ideia inicial é construir barragens que podem servir de anteparo para evitar as enchentes e também para armazenar água nos rios na época das secas amazônicas.

“É necessário que a gente pense numa solução definitiva de construirmos algumas barragens, que servirão primeiro para conter essas cheias que sempre ocorrem nesse mesmo período do ano. E depois, quando os rios secam, você pode fazer um represamento de água para a manutenção dela em favor das cidades”, afirmou o ministro.

O ministro da Integração disse considerar que as cidades têm de ser mais bem organizadas e planejadas. “Como nós não vamos mudar as cidades de lugar, temos que encontrar alternativas de obras que minimizem o impacto das cheias”, completou o ministro.

E concluiu: “Nós temos absoluta certeza de que a variação média das cheias na região amazônica, tanto no Rio Madeira quanto no Rio Acre, é de 15 metros. Por isso, temos que trabalhar uma obra maior, para que possamos evitar que as famílias tenham esses sustos permanentes de enchentes”.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Com expectativa de ampliação da cadeia produtiva do açaí no Estado, comitiva acreana vai ao Pará conhecer produção

Publicados

em

Na manhã desta quarta-feira, 1, o deputado Jenilson Leite (PSB), usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre para falar sobre a visita técnica que fará ao estado do Pará, onde visita a cadeia de produção do açaí na região. Na comitiva liderada pelo parlamentar, estão ainda outros parlamentares da Aleac, Prefeitos, Vereadores, Secretários e técnicos.

“O açaí no Pará se tornou um dos principais contribuintes na economia paraense, gerando mais de 5 bilhões para o PIB do estado e movimentando mais de 300 empresas”, disse Jenilson. O deputado ainda destacou que houve uma revolução agroindustrial na região, saindo do extrativismo e implementando cultivos do açaí no estado.

“Houve uma ousadia dos paraenses em sair do cultivo extrativista e iniciar plantios em várias regiões, sendo 90% do açaí produzido sendo de cultivo, ao contrário do nosso estado que é 98% sendo extrativista e nisso, os exemplos que estamos vendo devem ser implementados na vida dos acreanos”, destacou.

Jenilson ainda lembrou que o PIB do Acre é composto por 40% sendo de serviço público, agricultura e pecuária apenas com 10% e 2,3% sendo da indústria.

Leia Também:  Ex-secretário de Epitaciolândia deverá pagar quase 2 mil de multa por fornecer informações falsas ao Ministério Público

“Essa agenda de trabalho que está sendo conduzida pela Aleac, trará para o Acre a implementação de um forte programa que possa criar trabalho e renda para a população”, finalizou o deputado.

Projetos de Lei

O parlamentar já apresentou na Assembleia Legislativa do Acre projetos de lei voltados à certificação e incentivo. O primeiro PL apresentando foi o Selo do Açaí, instituindo o selo de qualidade do açaí.

E o segundo projeto é o Programa de Incentivo à Cultura do Açaí, que prevê assistência técnica para o plantio, colheita, transporte, comercialização e coleta dos caroços para a destinação de reuso dos resíduos.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A presidente do SINTEAC Rosana Nascimento, falando sobre o Abono da rede municipal de Rio Branco.. “É o governador Gladson Cameli e suas presepadas…ele não respeita a Educação do Estado, não respeita os professores…ele nem sabe os valores que serão pagos.. nós estamos pedindo esse abano e o governo e a secretaria não nos recebe”, diz presidente do SINTEAC Rosana Nascimento.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Leia Também:  Deputada Maria Antônia e ex-prefeito Dêda participam da entrega do ramal do km 59 e da inauguração da ponte

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA