RIO BRANCO

Política

Leo de Brito abre mão de cota para passagens aéreas de cônjuge

A Mesa Diretora da Câmara dos deputados em Brasília anunciou esta semana o aumento das verbas de gabinete.

Publicados

Política

A Mesa Diretora da Câmara dos deputados em Brasília anunciou esta semana o aumento das verbas de gabinete.

Da Assessoria

leo de brito

Além da autorização para que as esposas e maridos dos deputados e deputadas passem a utilizar a cota destinada ao custeio de passagens aéreas, desde que seja entre Brasília e o estado de origem. O deputado federal Leo de Brito (PT-AC) anunciou que vai abrir mão do benefício, por não concordar com a medida.

“Respeito a posição dos deputados que vão utilizar, mas quero tornar pública minha decisão de abrir mão do benefício, por considerar um retrocesso”, disse o deputado. “Estou em conversa para que toda a bancada do PT faça o mesmo”, completou.

O deputado lembra que até 2009, a cota de passagens aéreas era utilizada livremente, quando veio à tona casos de uso indevido da verba. Segundo as denúncias, muitos deputados estavam pagando passagem para familiares e amigos a fim de lazer. O escândalo foi conhecido como “Farra das Passagens”. “Vejo esse gasto como pessoal e defendo, obviamente, que o que é pessoal não pode ser incluído na cota, que vem do dinheiro público”, enfatiza Leo de Brito.

Leia Também:  Desembargador nega pedido de revogação da prisão da André Maia

A cota parlamentar para o custeio de passagens aéreas e transporte, entre outros gastos, foi autorizada pela Mesa a ser reajustada em 8,72%, significando aos cofres públicos um aumento de 19,9 milhões por ano nos gastos. O valor da cota varia conforme o estado de origem do deputado e para os mais distantes, como o Acre, acaba sendo maior.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Com expectativa de ampliação da cadeia produtiva do açaí no Estado, comitiva acreana vai ao Pará conhecer produção

Publicados

em

Na manhã desta quarta-feira, 1, o deputado Jenilson Leite (PSB), usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre para falar sobre a visita técnica que fará ao estado do Pará, onde visita a cadeia de produção do açaí na região. Na comitiva liderada pelo parlamentar, estão ainda outros parlamentares da Aleac, Prefeitos, Vereadores, Secretários e técnicos.

“O açaí no Pará se tornou um dos principais contribuintes na economia paraense, gerando mais de 5 bilhões para o PIB do estado e movimentando mais de 300 empresas”, disse Jenilson. O deputado ainda destacou que houve uma revolução agroindustrial na região, saindo do extrativismo e implementando cultivos do açaí no estado.

“Houve uma ousadia dos paraenses em sair do cultivo extrativista e iniciar plantios em várias regiões, sendo 90% do açaí produzido sendo de cultivo, ao contrário do nosso estado que é 98% sendo extrativista e nisso, os exemplos que estamos vendo devem ser implementados na vida dos acreanos”, destacou.

Jenilson ainda lembrou que o PIB do Acre é composto por 40% sendo de serviço público, agricultura e pecuária apenas com 10% e 2,3% sendo da indústria.

Leia Também:  'É Ele entrando por uma porta e eu saindo por outra', diz vereador sobre filiação de Isaac Pianko ao PSD

“Essa agenda de trabalho que está sendo conduzida pela Aleac, trará para o Acre a implementação de um forte programa que possa criar trabalho e renda para a população”, finalizou o deputado.

Projetos de Lei

O parlamentar já apresentou na Assembleia Legislativa do Acre projetos de lei voltados à certificação e incentivo. O primeiro PL apresentando foi o Selo do Açaí, instituindo o selo de qualidade do açaí.

E o segundo projeto é o Programa de Incentivo à Cultura do Açaí, que prevê assistência técnica para o plantio, colheita, transporte, comercialização e coleta dos caroços para a destinação de reuso dos resíduos.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A presidente do SINTEAC Rosana Nascimento, falando sobre o Abono da rede municipal de Rio Branco.. “É o governador Gladson Cameli e suas presepadas…ele não respeita a Educação do Estado, não respeita os professores…ele nem sabe os valores que serão pagos.. nós estamos pedindo esse abano e o governo e a secretaria não nos recebe”, diz presidente do SINTEAC Rosana Nascimento.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Leia Também:  Governo inicia construção do 3º Batalhão da PM e mais 10 reformas

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA