RIO BRANCO

Política

Leila Galvão solicitou o encontro com as autoridades para tratar sobre segurança na fronteira

A segurança pública na fronteira tem sido discussão nas mais diversas esferas do governo do estado. A reunião foi aberta pela Deputada Leila Galvão que solicitou o encontro com as autoridades na fronteira.

Publicados

Política

A segurança pública na fronteira tem sido discussão nas mais diversas esferas do governo do estado. A reunião foi aberta pela Deputada Leila Galvão que solicitou o encontro com as autoridades na fronteira.

Deputada Leila Galvão

A nível local já foram realizadas audiência públicas e reuniões visando apontar encaminhamentos através de ações e investimentos que garantam a segurança da população. Foi realizado no CEDUP uma reunião para tratar assuntos referentes à segurança das fronteiras.

Uma ação idealizada pela Deputada Estadual Leila Galvão que contou com a participação do Prefeito de Epitaciolândia Tião Flores, Vice-prefeito de Brasiléia Carlinhos do Pelado, Dr. Clovis Juiz da Comarca de Brasiléia, Dra. Fátima Promotora de Justiça, Sub-comandante da PMAC Cel. Ricardo, Ten. CelEstene Comandante do CPO III, Major Fredison Comandante do 10º BPM, Ten. Saturnino Comandante do Corpo de Bombeiros, Presidentes das Câmaras de Brasiléia Rogério Pontes e de Epitaciolândia Diojinos Guimarães e demais vereadores, Adalcimar do Conselho Tutelar, Júnior Paraíba representando os empresários locais e equipe municipal.

Foram realizados debates e alguns encaminhamentos forma apontados visando fortalecer as ações de segurança na fronteira.

Leia Também:  Trapiches construídos pela FCCV beneficiam 150 famílias em Cruzeiro do Sul

A Deputada Estadual Leila Galvão destacou essa ação no município “Agradeço a todos os participantes, de diversos segmentos da sociedade, por terem ouvido o nosso chamado para tratarmos sobre a segurança da nossa fronteira, dos municípios de Brasiléia e Epitaciolândia, onde serão tirados encaminhamentos para garantir maior segurança a todos”.

O vice-prefeito de Brasiléia Carlinhos do Pelado falou dessa importante ação “Estamos aqui participando desse momento importante onde discutimos ações para garantir a segurança da nossa população. A área de fronteira realmente precisa ter uma ação especial e o poder público municipal está à disposição para contribuir com esse trabalho”.

Já o Sub-comandante da PMAC Cel. Ricardo mencionou o árduo trabalho que a instituição tem desenvolvido para promover segurança “A Polícia Militar trabalha diuturnamente, de forma ostensivae esse trabalho será intensificado, principalmente nessas áreas de fronteira, local onde é rota de tráfico e de outros ilícitos. Estaremos unindo forças com o Exército, Polícia Civil, Polícia Federal e demais órgãos responsáveis para que possamos garantir maior segurança à população”.

Leia Também:  Secretários de Everaldo vendem ilusão acerca da reconstrução de Brasiléia

Leila Galvão solicitou o encontro com as autoridades 4

Leila Galvão solicitou o encontro com as autoridades 3

Leila Galvão solicitou o encontro com as autoridades 2

Leila Galvão solicitou o encontro com as autoridades 1

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Morador grava vídeo denunciando as péssimas condições de rua na atual gestão de Fernanda Hassem

Publicados

em

Um morador da rua Rondônia gravou um vídeo denunciando as péssimas condições da referida Via, segundo ele, os moradores que precisam trafegar pela rua não aguentam mais o abandono por parte da atual gestão de Fernanda Hassem, segundo ele há pelo menos 6 anos que a localidade não recebe manutenção da prefeitura de Brasileia.

Os moradores, revoltados com a situação resolveram tornar público essa situação para que o Poder Público tome providências quanto a esta situação específica. Vale destacar que não só a rua Rondônia encontra-se nesta condição, mas a maioria das vias do município encontra-se em péssimas condições.

Por se tratar de uma rua que dá acesso a escola infantil Menino Jesus e a uma distribuidora de gás os moradores almejam ainda mais uma melhoria, pois segundo eles, no período do inverno, os alunos enfrentam grande dificuldades para chegar a escola, onde saem de casa limpos e chegam na escolas sujos de lama por conta da falta de dignidade no tráfego.

“A cada chuva que cai o açude aumenta mais se jogar tambaqui aqui se cria porque a situação está cada vez pior, tá com mais de 6 anos que essa rua não recebe um tapa buracos, aqui quando as crianças estão indo para a escola elas sofrem”, concluiu um morador.

Leia Também:  Governador visita unidade de referência sustentável na zona rural de Brasiléia

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA