Política

Leila Galvão parabeniza Ney Amorim pela campanha “Aleac Solidária”

A deputada Leila Galvão parabeniza Ney Amorim pela campanha “Aleac Solidária” no alto acre

Publicados

Política

A deputada Leila Galvão parabeniza Ney Amorim pela campanha “Aleac Solidária” no alto acre

Leila Calvão

A deputada Leila Galvão (PT) agradeceu na sessão desta quarta-feira, 25, o presidente da Aleac, deputado Ney Amorim (PT), pela visita feita por ele e pelos demais parlamentares às cidades de Xapuri, Brasileia e Epitaciolândia, localidades atingidas pela cheia do Rio Acre. Durante a visita foram entregues os donativos da campanha “Aleac Solidária”, que arrecadou mais de seis toneladas de alimentos, materiais de limpeza e água mineral.

“Quero agradecer de coração a iniciativa do deputado Ney Amorim de ir pessoalmente aos municípios do Alto Acre. Ontem podemos levar um pouco de apoio para as famílias que foram atingidas pela cheia. Eu vivi na pele esse sofrimento quando ocorreu a enchente de 2012 e posso garantir que não é fácil. Hoje mais de 12 bairros de Brasileia estão sendo castigados pela enchente, a situação é grave”, destacou.

De acordo com a deputada, o apoio do governo estadual e federal não é o suficiente para atender as necessidades das famílias atingidas pela alagação. Ela informou que fará uma campanha através das redes sociais com o intuito de conseguir apoio de outras instituições do Estado.

Leia Também:  Prefeitura de Cruzeiro do Sul promove capacitação sobre queimadas e gestão de resíduos sólidos

“Durante a enchente de 2012, além do apoio do governo federal e estadual, também contamos com a ajuda de outras instituições. Hoje mesmo vou usar as redes sociais para pedir apoio de outras instituições, a situação não está fácil e precisamos da solidariedade de outros órgãos”, finalizou.

Mircléia Magalhães: Agência Aleac

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Vereadora Neiva levará a denúncia do tráfico de órgão para o MP/AC e PF para que envolvidos sejam punidos; Hospital se manifesta por meio de nota

Publicados

em

Devido a gravidade da denúncia feita na tribuna da Câmara de vereadores de Brasileia sobre o possível tráfico de órgão que estaria acontecendo na regional do Alto Acre, a vereadora Neiva Badotti decidiu que irá levar o caso para o Ministério Público e Polícia Federal, pois segundo Badotti esta situação não pode continuar e que os autores devem ser responsabilizados rigorosamente, de acordo com os princípios da lei.

A gravidade da denúncia foi tamanha que deixou a população dos município de: Brasileia, Epitaciolândia, Assis Brasil e Xapuri (que são os municípios que fazem parte desta Regional), assustada e com medo de se dirigirem aos setores de saúde de competência do estado.

Neiva Badotti, além de vereadora é servidora do quadro efetivo da saúde estadual, onde atua no Hospital Regional do Alto Acre. A mesma ressalta ainda que o caso do tráfico de órgão é só um dos muitos casos graves que vem acontecendo na gestão do governador Gladson Cameli.

Neiva enquanto vereadora têm adotado uma linha muito dura com o que ela caracteriza como “caos na saúde” e a falta de capacidade de alguns gestores colocados a dedo pelo próprio governador Gladson, para administrar uma pasta tão complexa como a saúde pública.

Leia Também:  Vereador Messias Lopes apresenta projeto de lei que obriga o dono e a Prefeitura a manter terrenos baldios limpo

Neiva tem insistindo e deixado claro que Gladson não está preparado para administrar o estado do Acre, pois foi em seus primeiros anos de governo que segundo apuração da Policia Federal foram desviados mais de R$ 800.000.000,00 (oitocentos milhões de reais) da saúde e educação e hoje ambas as pastas sofre com a falta deste recurso.

O outro Lado

Diante de tamanha repercussão, a direção do Hospital Regional do Alto Acre, por meio de seu gerente geral, Janildo Morais Bezerra, emitiu uma nota de esclarecimento a respeito desta situação, onde afirma desconhecer tal acontecimento, pois o referido hospital não desempenha qualquer atividade relacionada a doação ou transplante de órgãos e pede que a parlamentar se dirija a ouvidoria da pasta, para a realização de uma denúncia formal.

A nota trata ainda sobre a apuração dos fatos e caso seja comprovado a veracidade, os responsáveis serão devidamente responsabilizados e punidos de acordo com o rigor da lei.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA