Política

Gladso leva mais um: Ver. Neudo Lopes de Assis Brasil troca o PT pelo PP

O vereador Neudo Lopes decidiu abandonar o Partido dos Trabalhadores e vai se filiar no Partido Progressista do senador Gladson Cameli.

Publicados

Política

O vereador Neldo Lopes decidiu abandonar o Partido dos Trabalhadores e vai se filiar no Partido Progressista do senador Gladson Cameli.

Por Paula Alcântara 3 de Julho Noticias

Vereador neldo lopes de Assis Brasil ACRE

A saída do vereador Neldo Lopes foi anunciada essa semana, mas as articulações vinham sendo feitas há vários meses com uma promessa do vereador ser o pré candidato a prefeito no município de Assis Brasil nas próxima eleição pelo Partido Progressista (PP).

O vereador Neldo Lopes deixa o Partido dos trabalhadores (PT) com um sonho de ser prefeito. O parlamentar agora integra o bloco de sustentação do atual prefeito Humberto Filho (PSDB) que além do PP, tem como aliado o PMDB e o DEM. 

Com a saída do vereador Neldo Lopes do PT, a situação fica mais confortável para a gestão do prefeito Betinho, já que restam apenas três vereadores do Partido dos Trabalhadores que fazem oposição verdadeira.

Com uma administração caótica com o atraso do município o prefeito Betinho agora está sorridente com a ida do novo vereador PP que passará à integrar a base do prefeito Humberto Filho.

O prefeito Humberto Filho agora tem o seguinte quadro na Câmara de Vereadores de Assis Brasil:

Leia Também:  Prefeitura realiza reforma em escola Conci Alves na zona rural de Brasileia

Partidos aliados:

PMDB, com o vereador Manoel Aroldo;

PSDB, com o vereador Manoel de Oliveira;

DEM, com o vereador Genilson Bezerra;

PP, com a vereadora Gilda Almeida e agora o vereador Neldo Lopes;

O PC do B da vereadora Antônia Alves segue na neutralidade, apesar da aproximação explicita da parlamentar com a gestão do prefeito Betinho.

Oposição mesmo somente os “últimos dos moicanos”. Vereadora Ivelina Araújo, vereador Izaias Flores e o vereador Jerry Correia.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Após votar no orçamento de 1%, vereador Pantico vota contra o complementação de recursos, sua esposa está descumprindo a legislação ao acumular cargos público

Publicados

em

O vereador do município de Epitaciolândia, Francisco das Chagas Santos de Melo, mais conhecido como Pantico da água, não perde a oportunidade quando o assunto é se dar bem, o mesmo tem desenvolvido um trabalho familiar com o intuito de cuidar somente de seus próprios interesses e deixar a população largada a própria sorte. Prova disso é sua falta de posição na Câmara de Vereadores.

Desde que assumiu, o vereador Pantico tem demonstrado que não tem opinião própria e de fácil manipulação, em um momento diz que trabalha pelo povo e luta pelo povo, mas foi um dos parlamentares que votou favorável para que o gestor do município trabalhasse com apenas 1% do orçamento.

Pantico com todo o seu falso moralismo tem apresentado um comportamento no Poder Legislativo, diferente do que costuma dizer, pois todos os projetos enviados pelo Poder Executivo para votação na Câmara, o nobre vereador vota contra. Como pode um vereador dizer que trabalha pelo povo, mas veta todos os projetos que beneficiariam o povo? Sem dúvidas é no mínimo contraditório.

Leia Também:  Pais de alunos da escola rural Baixa Verde em Assis Brasil denunciam ao MP falta de transporte escolar

Recentemente, a prefeitura de Epitaciolândia enviou um projeto que trata-se de uma emenda para abertura de crédito adicional, ou seja, permitiria que o Poder Executivo tivesse mais recursos para trabalhar em benefício para a população, porém, nesta votação, Pantico era o responsável por desempatar a votação diante dos vereadores de oposição, inclusive chegou a afirmar que votaria a favor para que o prefeito tivesse condições de trabalhar, mas na hora de votar, Pantico votou contra o projeto.

O parlamentar que fala muito em moral esqueceu de levar ao conhecimento da população que suas esposa, a Srª. Antônia Arleth Cordeiro de Moura, está descumprindo a legislação ao acumular cargos público. Antônia é servidora efetiva da prefeitura de Epitaciolândia, onde atua na área de serviços gerais, na secretaria municipal de educação, lotada na escola Pequeno Príncipe.

Vale destacar que, Antônia foi nomeada em maio de 2022, o que mostra claramente que o governo de Gladson Cameli está usando os empregos do estado para angariar votos para o processo eleitoral deste ano.

Leia Também:  Desvio de finalidade: Vagner Sales inaugura Centro de multiuso como sede do sindicato dos mototaxistas

Segundo informações colhidas pela redação do site 3 de Julho Notícias, a mesma recentemente foi nomeada para ocupar um Cargo Em omissão – CEC 1 no Instituto de Meio Ambiente do Acre – IMAC com remuneração no valor de R$ 3.224,01 (três mil, duzentos e vinte e quatro reais e um centavo), mas ainda de acordo com informações, Antônia não comparece ao seu local de trabalho, caracterizando como mais um caso de funcionário fantasma no governo de Gladson Cameli e por já ser servidora pública efetiva, a esposa do vereador Pantico não pode exercer um cargo em comissão. Isso e muito mais, mostra que Pantico não passa de um falso moralista.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA