Política

Deputado Jenilson Leite quer saber onde estão as carretas de medicamentos anunciado por Gladson Cameli

Publicados

Política

Desde o início o Governador vinha pedindo paciência para que desse tempo de a carreta chegar, mas e agora, qual seria a justificativa da ausência de medicamento e materiais hospitalares?

O Deputado Jenilson Leite (PCdoB) fez um desabafo na sessão desta terça-feira na Assembleia Legislativa do Estado do Acre e mandou um recado ao Governador Gladson Cameli para que responda à população onde estão as carretas com medicamentos que foi anunciado no início deste ano.

De acordo com Gladson e o seu secretário de Saúde, Alysson Bestene, os medicamentos estão vindo de Manaus pelo rio; o anuncio da primeira carreta com medicamentos e material hospitalar que faz parte da primeira leva adquirida ao que parece virou vapor, pois foi noticiado que a primeira carreta havia chegado mais se procurar atendimento médico nas Unidades de Pronto Atendimento, Postos de Saúde, Pronto Socorro a resposta sempre vai ser a mesma, não tem medicamento e nem insumos hospitalares.

Após a entrega da primeira carreta que não apareceu, mais quatro cargas idênticas deveriam chegar, mas a realidade é que não passou de engano, o governo de Gladson brincando com a cara o acreano que anseia por melhorias na saúde a um bom tempo.

Leia Também:  Em Brasiléia postos de saúde estão vazios sem medicamento e revolta a população

A direção da secretaria de saúde já tinha até uma programação para reabastecer hospitais, postos, UPAs e outras unidades de saúde de todo o Estado, mas não passou de uma programação já que as carretas ainda não apareceram.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Veja o Vídeo: A pior gestão para o produtor rural é a da prefeita Fernanda Hassem, diz Vereador Reinaldo Gadelha

Publicados

em

O vereador Reinaldo Gadelha usou a tribuna para expressar o seu descontentamento com a gestão da prefeita Fernanda Hassem em relação ao modo como a gestão vem tratando o produtor rural, segundo ele, esta é a pior gestão que já teve para o homem do campo, pois faltam incentivos e apoio para o produtor.

Reinaldo destaca que acompanha a política de Brasileia desde o ano de 2000 e durante todo esse tempo, o produtor rural até a gestão do ex-prefeito Everaldo recebeu incentivo da prefeitura e com isso os produtores produziam e essa realidade mudou quando a prefeita Fernanda Hassem passou a ser prefeita, pois desenvolveu uma gestão que não atende as necessidades dos colonos.

O vereador relembra que na gestão do ex-prefeito Alvanir, os colonos puderam ter açude, mesmo aqueles que eram oposição a ele. Alvanir não fazia distinção de ninguém e muitos produtores foram comtemplados do açude; Na gestão da ex-prefeita Leila Galvão, havia cinco tratores trabalhando na mecanização de terras e havia calcário para doar para os produtores rurais, 25 produtores de cada associação tinha direito a calcário incorporado a custo zero; A maior produção de grãos foi na gestão do ex-prefeito Everaldo, pois pegou uma base, já tinha calcário, incorporou o solo também a custo zero e Brasileia produziu.

Leia Também:  Governo assina convênio para aplicativo que disponibiliza legislação estadual

O parlamentar questiona o que Brasileia está produzindo agora, mesmo tendo R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais) a disposição no orçamento de 2022. O que chama atenção é que nas gestões passadas o recursos era bastante inferior se comparado com o atual e as gestões dava incentivo, e agora com esse montante, os produtores não tem apoio.

Quem conhece o vereador Reinaldo Gadelha, sabe que o mesmo é produtor rural e reside na Reserva Extrativista Chico Mendo, portanto a maior bandeira de seu mandato é a luta em defesa dos produtores rurais e da agricultura, por esse motivo é que o parlamentar fala com propriedade pois sente na pele o abandono que os produtores estão enfrentando.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA