Política

Decisão de primeira instância cassa o mandato de James e Branca

A decisão do magistrado foi encaminhada para publicação

Publicados

Política

A decisão do magistrado foi encaminhada para publicação

O Juiz Eleitoral da 8ª Zona decidiu pela cassação

O Juiz Eleitoral da 8ª Zona decidiu pela cassação

O Juiz Eleitoral da 8ª Zona decidiu pela cassação dos diplomas de James Gomes e professora Branca eleitos nas eleições 2012 com 6.191 votos válidos.

A decisão do magistrado foi encaminhada para publicação na manhã desta terça-feira (03) e prevê ainda a aplicação de multa a chapa vitoriosa.

Em contato telefônico com o advogado responsável pela defesa do Prefeito, ele informou que já esta sendo feito recurso ao Tribunal Regional Eleitoral.

“Os meus clientes entendem e respeitam a decisão tomada pela justiça, no entanto vão recorrer da decisão vez que a Jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral exige que para a cassação de um mandato exista robustas, harmônicas e contundentes provas nos autos, e o que verificamos é que não existe”, declara o advogado Marcos Rangel.

O processo eleitoral no qual o Ministério Público pediu a cassação do mandato do Prefeito e vice-prefeita eleita tem como personagens principais funcionários da Fazenda Niterói de propriedade de Henrique Belezura, um dos coordenadores da campanha da Frente Popular, a suposta doação de uma roçadeira e a escavação de poço na comunidade Bonal. As denúncias foram feitas por testemunhas com fortes ligações com os adversários do Prefeito que procuraram o Ministério Público dois dias após as eleições.

Fonte-portal Quinari

Detalhes sobre o caso:

Ressaca pós-eleição levam adversários a orquestrarem denuncias contra prefeito reeleito

Vereadores da mesa tentam inteferir no judiciário

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Inauguração do comitê Juntos Por Brasiléia reúne milhares de pessoas

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

Com afastamento de Sérgio Petecão e Márcio Bittar, Acre terá dois novos representantes no senado federal

Publicados

em

Das três cadeiras do Acre no senado federal, duas estarão com gente nova no assento. Maria das Vitórias assumirá a vaga do Senador Sérgio Petecão (PSD) e Eduardo Veloso assume a vaga de Márcio Bittar (União Brasil).

Ambos são suplentes dos titulares, que ficarão em média de 4 a cinco meses fora do mandato e assim abrem espaços para as caras novas. Maria das Vitórias tem 79 anos de idade e já foi deputada estadual, secretária de Assistência social e era esposa do falecido Deputado federal João Tota.

A mesma assumirá a cadeira do seu titular Petecão, que se afasta para se dedicar exclusivamente a campanha de governo do Acre. Natural da Paraíba e vivendo a décadas em Cruzeiro do Sul, Maria das Vitórias tem uma grande credibilidade na região do Juruá e pode dar uma grande contribuição na campanha de Petecão, inclusive o o filho João Tota, será o vice na chapa de governo do PSD.

Eduardo Veloso é médico oftalmologista, um dos mais respeitados do estado e de uma família tradicional de Rio Branco. Eduardo foi cotado para ser vice de Gladson Cameli na última eleição e nos 45 do segundo tempo, foi trocado por Werles Rocha. Com tudo ele virou suplente de Márcio Bittar, que vai se afastar para fazer um tratamento de saúde e também se dedicar a campanha da esposa Márcia Bittar (PL), que disputará o senado na chapa de Gladson Cameli (PP).

Leia Também:  Inauguração do comitê Juntos Por Brasiléia reúne milhares de pessoas

Sobre o desempenho de ambos, só saberemos quando iniciar os trabalhos de verdade.

A posse dos novos senadores está marcada para ocorrer no final deste mês, dentro de poucos dias

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA