Política

Com entrega do hospital de campanha para o dia 10 de junho, complexo do INTO terá mais de 200 vagas de leitos para COVID-19

Publicados

Política

Uma das obras de maiores prioridades do estado é a construção dos hospitais de campanha, em Cruzeiro do Sul e Rio Branco. As obras são acompanhadas de perto pela equipe da SEINFRA.

Em entrevista a uma emissora local na manhã desta quarta-feira (20), o secretário da SEINFRA Ítalo Medeiros falou sobre detalhes das duas obras e se disse animado para que no dia 10 o governador Gladson Cameli entregue o hospital de campanha da Capital.

“São mais de 60 homens trabalhando sem parar, acompanhados por 6 engenheiros de todas as áreas para que não tenhamos nenhum imprevisto. Esse hospital de campanha em Rio Branco irá desafogar o sistema de saúde, que atualmente se encontra no limite”, disse.

O secretário informou ainda que com a entrega da unidade de Rio Branco e de Cruzeiro do Sul o estado cumpre as metas estabelecidas e passa das 500 vagas de leitos, divididos entre enfermarias e intensivas.

“O governador Gladson Cameli está a todo tempo acompanhando o andamento, pois tudo que fizermos agora é ganho de vidas, mortes a menos, porque a situação fica cada vez mais complicada, disse ítalo Medeiros.”

Leia Também:  Exclusivo: Deputado Bestene poderá ser chamado para depor na Polícia Federal por suposto tráfico de influência

No último boletim divulgado pela Sesacre, o Acre ultrapassou a marca dos 2.500 casos de infectados e o número de mortes registradas já somam 73 nos dados registrados ontem.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Isto são coisas desumanas. Não podemos dizer que a saúde tá bem, isto é um absurdo, governador!, diz Antônia Sales

Publicados

em

A deputada Antonia Sales (MDB) denunciou que está faltando nos hospitais o medicamento que é usado no tratamento de pacientes transplantados de rins e fígado, o Tracolimus. Ainda segundo a emedebista, existe apenas um nefrologista no Setor de Nefrologia da Fundação Hospitalar do Acre para atender 400 pacientes.

“Essa denúncia chegou até mim por um paciente, e eu fiquei muito preocupada. Ainda de acordo com esse paciente, o transplante está paralisado há mais de 4 anos. São 25 mil pessoas que estão esperando por um exame de ecodoppler. Senhor governador, faça alguma coisa, essas pessoas não podem ficar sem o tratamento”, disse.

A parlamentar também falou sobre o lançamento do super mutirão de cirurgias eletivas feito na última terça-feira (17), pelo governador Gladson Cameli (Progressistas).

“Peço a Deus que aconteça de fato porque a nossa saúde pública não anda nada bem. Recebemos, ontem, um aviso que o mutirão atenderá 5 mil pacientes e eu torço muito para que isso aconteça. Vou ficar acompanhando isso, porque falta muita coisa. As nossas unidades de saúde precisam funcionar porque quem precisa do hospital é o povo, o bacana pega o seu jato e vai para outro estado, vai até para os Estados Unidos”, concluiu. (Assessoria Aleac)

Leia Também:  Prefeitura de Capixaba é condenado a pagar mais de R$ 21 mil

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA