RIO BRANCO

Política

Cãos no inícios das aulas na zona rural e a falta de remédios no posto de saúde em Epitaciolândia

Vereadores visitam comunidade São Cristovam, Prata e Guajará e percebem que não a remédios no posto e escola não oferece condições para continuar com as aulas.

Publicados

Política

Vereadores visitam comunidade São Cristovam, Prata e Guajará e percebem que não a remédios no posto e escola não oferece condições para continuar com as aulas.

 Por Alemão Monteiro 

Flores

Os vereadores Messias Lopes (PT), Ademir Sales (PT), Alcione Ferreira (PSD) e Rubens Rodrigues (PSD) visitaram a comunidade São Cristovam, onde estiveram na unidade de saúde e percebem que não tem remédios disponíveis para os moradores e foi constatado que vários remédios foram jogados fora pelo fato de estarem com o prazo de validade ultrapassado, ou seja, remédios vencidos deixados pela gestão anterior.

Além da falta de medicamentos na unidade de saúde São Cristovam, localizada na estrada velha do km 38, também puderam perceber que não tem dentista e os moradores estão sem esses atendimentos.

O vereador Messias Lopes quer saber para onde está indo o dinheiro destinado à compra de medicamentos que todo mês é repassado para a prefeitura e até o momento não tem medicamentos disponíveis para a população nos postos de saúde da zona rural e urbana.  

De acordo com o vereador Messias os repasses do governo Federal estão caindo todo mês na conta da prefeitura, mas até o momento não foi comprado nenhuma dipirona para atender as necessidades da população. Para onde está indo o dinheiro destinado a compra de medicamentos?

Leia Também:  Presidente da Aleac, Nicolau Júnior, destaca importância do 1º Encontro Empresarial Ucayali

Segundo o vereador Messias nem os remédios para hipertensão está tendo disponível, os medicamentos Básicos destinados a população que vive com a renda do programa Bolsa Família, ou aqueles moradores que ganham apenas um salário mínimo, que mal dar para comprar alimentação também estão em falta.

Sabemos que é dever do prefeito Tião Flores comprar e manter os munícipes com pelo menos os medicamentos de atenção básica à saúde, mas nem isso o prefeito tem feito pela população.

Lopes de Epiatciolândia-

Os vereadores mencionados acima estiveram também visitando a escola da comunidade do Prata e Guajará e notaram que as aulas começaram, mas a estrutura da escola não receberam reformas.

Os vereadores afirmam que os banheiros não possuem descargas nos vasos sanitários, as pias estão sem funcionamento e o banheiro não passou por manutenção e não tem nenhuma condição de ser usados amenos que passe por uma manutenção e posição de alguns materiais como a descarga que é de uso extremamente importante.

Já a cobertura da escola está deteriorada e com várias goteiras, e os vereadores cobram providências da prefeitura para melhorar a qualidade do ensino das escolas da zona rural para os alunos que merecem o melhor para frequentarem a escola.

Leia Também:  Urgente: Polícia investiga contas de Facebook falsas criada para atacar a administração em Assis Brasil

De acordo com os vereadores este é um grande descaso com os moradores das comunidades São Cristovam, Prata e Guajará, e pedem providências para o prefeito Flores disponibilizar medicamentos e reformar a escola que iniciou as aulas sem uma reforma, para fazer pelo menos o necessário.

Messias Lopes 7

Messias Lopes 6

Messias Lopes 5

Messias Lopes 4

Messias Lopes 1

vereador Messias Lopes

Banheiro

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

“Enquanto Brasileia vira um caos, Fernanda Hassem se preocupa com seu novo amor”, diz Lacerda

https://3dejulhonoticias.com.br/wp-admin/update-core.php

Publicados

em

As relações na fronteira não parecem estar muito amistosa, por algum motivo o ex-secretário de Cultura, (durante o primeiro mandato de Fernanda Hassem), fez uma publicação inflamada contra a prefeita reeleita deixando bem claro a sua insatisfação com a atual administração da petista.

Não se sabe de fato os motivos que levaram Lacerda a tomar a decisão de se opor a imaculada prefeita, é de se estranhar a atitude do ex-secretário, haja vista que, Lacerda sempre esteve ao lado da gestão inclusive participando de forma direta e por algum motivo as relações entre ambos ficou comprometida.  

Veja abaixo a publicação do ex-secretário R. Lacerda:

Por Raimundo Lacerda – Há muito tempo eu fiquei calado mais agora resolvi falar, chegou a hora tem que ser agora, por que calado não dá pra ficar.

É plagiando o rei Roberto Carlos, que vou expressar minha angústia (revolta), com o que testemunho nesse momento tão difícil que estamos vivendo.

Criticamos o governo central pelo negacionismo que merece repúdio. Mas, esquecemos de exigir dos governos municipais responsabilidade com a vida humana.

Em Brasiléia, município de fronteira com Bolívia, que requer cuidado todo especial, a gestora tem se comportado de forma irresponsável, demostrando mais preocupação de segurar o romance com seu novo amor.

Leia Também:  Urgente: Polícia investiga contas de Facebook falsas criada para atacar a administração em Assis Brasil

Protagonizou aglomeração, realizou festas, onde há quem diga que no intuito de apresentar para o povo o seu novo amor, diga-se de passagem que deveria caracterizar Campanha fora de época, já que essa mesma gestora já pede apoio para os seus apoiados, que não é de sua sigla partidária.

Depois de tudo foi curtir praia no litoral nordestino, estendendo até brincadeiras com bolinhas de neves. Enquanto tudo isso, por essas paragens, as reclamações são inúmeras. Problemas de ramais, educadores desmerecidos, ruas esburacadas, bueiros entupidos causando transtornos às donas de casas, e o pior, total descaso com a saúde dos munícipes.

Não temos um Norte. Não sabemos onde vamos parar. Só nos resta torcer para que o tão inoperante poder legislativo de Brasiléia defina que lua de mel tenha tempo pra terminar.

Raimundo Lacerda

Poeta, comunicador por paixão,

Ex-vereador, ex-secretário municipal de Comunicação e ex-Secretário de Cultura em Brasiléia

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA