RIO BRANCO

Política

Pedro Barusco não tem provas contra PT e confirma propinas na época de FHC

Após assistir ontem, na CPI da Petrobras da Câmara, as mais de sete horas do depoimento do ex-gerente de Serviços da Petrobras, Pedro Barusco

Publicados

Política

Após assistir ontem, na CPI da Petrobras da Câmara, as mais de sete horas do depoimento do ex-gerente de Serviços da Petrobras, Pedro Barusco

Romerito Aquino – De Brasília

leo do pt

O deputado federal e advogado Léo de Brito (PT-AC) disse que ficou convencido da total falta de provas do depoente para acusar o Partido dos Trabalhadores de ter recebido propinas pagas por empresas prestadoras de serviço para a Petrobras.

pedro-barusco“Ele (Pedro Barusco) diz não saber exatamente quais foram esses valores e, se foram repassados, onde foram parar, se foram operacionalizados. Ele faz meramente uma ilação, uma ilação a respeito de que o PT teria recebido esses recursos”, assinala o deputado petista.

Léo de Brito destaca, ainda, que Pedro Barusco confirmou que o esquema de propina também ocorria na década de 1990 durante os governos de FHC e só não quis dar detalhes para não sair do que falou para o Ministério Público em sua delação premiada.

“Uma vez que ele era um dirigente de baixo escalão na década de 1990, a prática de propina era uma prática comum. Se essa era uma prática de quem podia menos, com certeza era uma prática de quem podia mais naquela época”, assinala o deputado. Veja a integra da entrevista do deputado membro da CPI da Petrobras.

Como o senhor está vendo o depoimento do ex-gerente de Serviços da estatal Pedro Barusco?

Ele está fazendo uma reafirmação da sua delação premiada e também esclarecendo algumas coisas que a grande mídia colocou de maneira equivocada ou talvez até tendenciosa.

Que coisas são essas que ele está esclarecendo?

Segundo Pedro Barusco, não houve prejuízos à Petrobras porque todas as obras foram feitas dentro da margem de preços praticada pela companhia e pelo mercado. Ele (Barusco) fala que o cartel era um agente externo, portanto não tinha como atingir a governança da Petrobras.

Leia Também:  Vai chamar ou não, Cameli?? Encerra hoje o prazo dado por Gladson para a contratação dos policiais civis

O que mais Pedro Barusco está esclarecendo?

Em relação a eventuais recursos que foram dados ao Partido dos Trabalhadores, ele estima valores. Ou seja, ele diz não saber exatamente quais foram esses valores e, se foram repassados, onde foram parar, se foram operacionalizados. Ele faz meramente uma ilação, uma ilação a respeito de que o PT teria recebido esses recursos, uma vez que ele simplesmente só administrou o dinheiro de propina que foi para ele e para o seu Renato Duque.

“Se a propina era praticada por quem podia menos, certamente era uma prática de quem podia mais” Pedro Barusco não tem provas, então?

Não, ele não tem absolutamente provas e como provar que qualquer recurso tenha ido para o Partido dos Trabalhadores. A imprensa fez todo um alarde em cima dessa questão, que é uma questão que, em absoluto, está compravada com base no próprio depoimento hoje aqui do Senhor Pedro Barusco.

Pedro Barusco confirmou que as propinas da Petrobras começaram mesmo no governo FHC?

O senhor Pedro Barusco também colocou de uma maneira muito clara que começou a receber propinas na década de 1990, ainda no período do governo FHC. Agora, quando ele foi perguntado se ele era o pai da propina, uma vez que ele fala que era uma coisa isolada, ele diz que não.

Por que fica implícito que a propina já era generalizada na era FHC?

É claro que ele tem conhecimento. Só não quis se expressar aqui porque não quer sair dos termos daquilo que foi levantado na delação premiada, de que na era FHC havia, sim, prática de propina, prática de recebimento de propinas por parte de diretores. Uma vez que ele era um dirigente de baixo escalão, a prática de propina era uma prática comum. Se essa era uma prática de quem podia menos, com certeza era uma prática de quem podia mais naquela época.

Leia Também:  Com tornozeleira na canela, Aldemir Lopes coordena reunião de apoio a Gladson Cameli

Faltou aprofundar essa parte das propinas nos governos tucanos?

O que me parece é que não houve interesse da parte de quem fez os inquéritos, de quem fez as delações premiadas, de tentar esclarecer o que aconteceu na década de 1990. Mas ele mesmo coloca de maneira muito clara de que, no período em que esteve à frente da diretoria, de 1995 a 2003, era sistemática o uso de propinas pelas empresas.

Muita coisa precisa ser investigada, então?

Tem muita contradição nesse jogo e muita coisa precisa ser investigada, sobretudo em relação à década de 1990. E, claro, precisam ser comprovadas todas as afirmações que foram feitas contra o PT, que em absoluta não estão comprovadas.

SEGUE BOX

O que falou Pedro Barusco

– Recebimento de propina se tornou um caminho sem volta;

– Não vê problemas na governança da Petrobras, mas nas pessoas;

– Acumulou desde 1997 o total de US$ 97 milhões em propinas;

– Devolverá os recursos das propinas aos cofres públicos;

– Negou extorsões junto às empreiteiras, pois na relação se acordavam as coisas;

– Por ter recebido a quantia divulgada de US$ 50 milhóes, “o PT deve ter recebido o dobro ou um pouco mais”;

– Não quis dar mais detalhes sobre a propina que diz ter recebido de forma isolada nos anos 1990;

– Se ateve ao depoimento prestado ao MPF, já que há investigação em curso.

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Diante do trabalho que realizam, Deputada Maria Antônia e ex-prefeito Dêda conquistam o apoio político da ex-vereadora de Epitaciolândia, Toinha Gadelha

Publicados

em

O casal Dêda e Maria Antônia tiveram a honra de receber a privilegiada visita da ex-vereadora do município de Epitaciolândia, Toinha Gadelha, e sua filha Eva Hassem em sua residência onde na oportunidade trataram sobre o andamento do atual cenário político no Estado do Acre.

Diante do que foi dialogado, Toinha que é uma grande liderança política na região da Alto Acre destacou que, ao vir à capital Rio Branco para resolver alguns assuntos, não poderia deixar de fazer uma visita a deputada Maria Antônia e seu esposo Dêda Amorim e acompanhar de perto a dedicação e o carinho que o casal tem com o trabalho social que ambos desenvolvem.

Ao tomar conhecimento da história política e o trabalho do casal, Toinha afirmou que se identificou com o perfil de Dêda e Maria Antônia e por esse motivo decidiu se unir ao grupo político e sobretudo, declarar o seu apoio político para o ano de 2022 não só dela como também de sua família, Sua filha Eva também seguiu a mesma decisão da mãe e declarou o seu apoio.

Leia Também:  Prefeitura de Brasileia realiza Páscoa na comunidade no bairro Leonardo Barbosa

“Para nós é sempre muito gratificante receber eu nossa residência pessoas maravilhosas como a nossa querida amiga Toinha Gadelha e sua filha Eva, pessoas de caráter e de respeito que muito nos alegram com vossas presenças, sempre será um privilégio estarmos reunidos conversando pois são pessoas por quem nós temos um imenso carinho e desde já, agradeço pela visita pois a nossa casa sempre estará aberta para recebê-las”, enfatizou a parlamentar.

Vale destacar que Toinha Gadelha tem um legado na política acreana onde deixou sua parcela de contribuição quanto ao desenvolvimento município de Epitaciolândia. Toinha foi eleita a vereadora mais votada por dois mandatos, foi vice-prefeita, ocupou cargos na administração pública e mostrou que foi capaz de fazer a diferença, realizando o seu trabalho sempre com muita competência e dedicando o seu melhor, visando bons frutos para Epitaciolândia.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Leia Também:  Vereadores participam da 1° formatura do Proerd Kids no município de Brasileia

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA