Política

Astério recomenda seriedade diante de ameaças a governador

Astério Moreira recomenda a parlamentares seriedade diante de ameaças a governador

Publicados

Política

Astério Moreira recomenda a parlamentares seriedade diante de ameaças a governador

O deputado Astério Moreira (PEN)

O deputado Astério Moreira (PEN)

Escrito por Agência Aleac

O deputado Astério Moreira (PEN), líder do governo, fez pronunciamento nesta quarta-feira, 11, para contestar pronunciamentos de deputados da oposição questionando o reforço na segurança do governador Tião Viana por conta de ameaças de morte. “Quem é ameaçado de morte e não toma precauções pode pagar um preço alto”, observou.

Para Astério, a questão da Segurança Pública é um problema muito sério e precisa ser debatido na Aleac, mas com profundidade. “Nós estamos cansados de repetir na tribuna que vivemos problemas de violência,  admitimos que é preciso trabalhar muito mais. Mas, a quem interessa dizer que todos vivem em pânico e o crime tomou conta do Estado?”, indagou.

O parlamentar disse que não é verdade que a cidade está entregue, pois as forças policiais agem diuturnamente, têm altos índices de elucidação de crimes e trabalham dentro da lei, ao contrário do que ocorria no passado. “Em 1996 Rio Branco era a capital mais violenta do Brasil. Eu fui testemunha como repórter da Tribuna onde fiz reportagem especial sobre a violência. Hoje não é a mais violenta, as polícias não têm mais bandidos, não têm mais esquadrão”, afirmou.

Astério também afirmou que, ao contrário do que disse o deputado Gilberto Diniz (PTdoB), o governador Tião Viana não está morto politicamente ou não teria conseguido eleger o prefeito Marcus Alexandre para suceder Raimundo Angelim em Rio Branco.

O parlamentar também falou sobre a questão do trânsito, ressaltando que a instalação de radares foi aprovada pela população e uma prova disto é um abaixo assinado com cerca de 10 mil assinaturas de moradores da região da avenida Antonio da Rocha Viana pedindo a manutenção dos equipamentos.

Ney

Em aparte, o deputado Ney Amorim (PT), primeiro-secretário da Aleac, informou que teve acesso ao teor do documento informando sobre ameaças ao governador e garantiu a gravidade dos fatos, lembrando que o governador Edmundo Pinto recebeu ameaças e, mesmo cercado de seguranças acabou sendo assassinado.

Sobre o potencial político do governador Tião Viana, questionado pelo deputado Gilberto Diniz, Ney Amorim comentou que o chefe do Executivo tem seu governo com ampla aceitação, pois honra compromissos assumidos. “Enquanto isso, a oposição não se entende”, observou ele.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Prefeita Fernanda Hassem participa de lançamento de livro no Centro Cultural Sebastião Dantas

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

Os irmãos Hassem deram um chá de cadeira em Márcia Bittar e não compareceram em reunião na câmara de Brasileia

Publicados

em

A pré-candidata ao Senado, Márcia Bittar, esteve no município de Brasileia com o intuito de se reunir na Câmara de Brasileia, com os novos filiados do grupo do casal Bittar, os pré-candidatos Tadeu Hassem e Israel Milani, acompanhado da esposa, prefeita Fernanda Hassem, mas o problema é que na hora da reunião, os irmãos Hassem e o Primeiro Damo deram um chá de cadeira em Márcia e não apareceram.

Segundo informações repassadas a redação do site 3 de Julho Notícias com exclusividade, a reunião contou apenas com a presença de Márcia Bittar e poucos apoiadores, dentre eles a presidente da Câmara, Arlete Amaral; o ex-vereador Vagner Galli; Blandina; Zemar e outros. Já a turma dos irmãos Hassem não apareceu, comportamento este, tido com ingratidão, haja vista que, quando foi para Tadeu e Israel se filiarem aos partidos políticos sob comando de Márcio Bittar, o casal juntamente com um dos filhos se fizeram presentes no ato como forma de dar boas vindas.

Dentre as muitas especulações, a que apresenta mais força é de que o grupo não quer aparecer publicamente com os Bittar, pois isso colocaria os irmão Hassem em maus lenços pelo fato de estares iludindo outros políticos com o argumento de apoio.

Leia Também:  Dá zero pra ela!! Deputada Jéssica Sales, faltou 34 sessões e faltou 65 reuniões em comissões

Atualmente, o Casal Bittar encontra-se em situações estreitas com o governador Gladson Cameli, precisamente ambos os grupos estão rompidos, por ventura tem políticos tirando proveito desta situação e fazendo jogo triplo. As relações entre os irmão Hassem estão cada vez mais comprometedora, isto porquê a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem e Cia, prometeu apoiar, o senador Petecão, grupo no qual a sogra está acomodada; prometeu apoiar o grupo do senador Márcio Bittar, onde o irmão Tadeu Hassem e o esposo Israel estão filiados e por último após fazer as pazes com o Governador Gladson prometeu apoio, inclusive, Fernanda já colocou boa parte da família e amidos mais próximos no governo com cargos de chefia e altas CECs.

Dentre os nomeados está a esposa de Tadeu, Higia, e uma sobrinha dos irmão Hassem esse seria um dos motivos para que os Hassem não apareçam na foto com os Bittar, para não correr o risco os altos cargos da família.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA