RIO BRANCO

Política

As ameaças de Bolsonaro também são crime continuado. A falsa calmaria de um país ameaçado, escreve Perpétua Almeida

Publicados

Política

Tão preocupante quanto os fatos do 7 de setembro é o calor sufocante e sem viração de ventos que escaldou o dia 8, de norte a sul do Brasil – essa falsa calmaria de um país que tem a sua democracia ameaçada publicamente pelo próprio presidente da República; e a sua população submetida a uma crise política, social, sanitária, econômica e ética, com tudo o que basta para uma tempestade perfeita.

Bolsonaro bradou em Brasília, referindo-se ao órgão máximo do Judiciário, o Supremo Tribunal Federal: “Ou o chefe desse Poder enquadra o seu, ou esse Poder pode sofrer aquilo que não queremos”.

Em São Paulo, sobre possíveis decisões de um dos ministros que formam o colegiado do STF, emendou: “Esse presidente não mais cumprirá”.

As falas do presidente Jair Bolsonaro no 7 de setembro coroam uma série de ameaças ao Estado Democrático de Direito que se repetem e já configuram um crime permanente, porque fazem as instituições reféns amedrontadas dos arroubos presidenciais e dos seus recorrentes blefes autoritários, inclusive apresentando sua credencial de comandante-em-chefe das Forças Armadas.

As ameaças de Bolsonaro também são um crime continuado. A cada vez que vocifera contra o STF, o TSE e as instituições democráticas, ele pensa acumular forças para, finalmente, intentar o autogolpe e permanecer no Poder, com poderes ilimitados.

Leia Também:  Transtornos e Humilhação marcam a lotação dos Professores aprovados no Concurso da SEE

O presidente comete crime de responsabilidade. Neste morno 8 de setembro, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, declarou: “Se o desprezo às decisões judiciais ocorre por iniciativa do chefe de qualquer dos Poderes, essa atitude, além de representar um atentado à democracia, configura crime de responsabilidade, a ser analisado pelo Congresso Nacional”.

Na Câmara dos Deputados, casa do Congresso a qual cabe iniciar tal análise, o presidente Arthur Lira reagiu às falas de Bolsonaro afirmando que “nossa Constituição jamais será rasgada”. Ele deve falar olhando para o belo exemplar da Carta de 1988 que lhe decora a mesa presidencial. Para além da metáfora, a Lei Maior já foi rasgada e só o próprio deputado Arthur Lira, que detém o poder de aceitar uma denúncia de impeachment, pode lhe resgatar a vida e evitar que Bolsonaro apague completamente a Constituição Cidadã.

Sem a iniciativa pelo impeachment de Bolsonaro, os sopros de fidelidade constitucional dos discursos dos presidentes do STF e da Câmara, em vez de virarem ventos sobre a falsa calmaria da vida nacional, podem apagar a última chama da democracia brasileira.

Leia Também:  Confraternização Da Câmara De Verereadores De Brasileía

Precisamos de coragem e desprendimento, para construir grandes movimentos pela democracia, como fizemos nas Diretas Já. É preciso sobrestar as bandeiras partidárias e chamar à união todos os democratas brasileiros. Bolsonaro cuspiu na Constituição e agora resta o impeachment.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O deputado Edvaldo Magalhães disse que as manifestações realizadas ontem, 7, em todo o País foram representativas, mas não democráticas. O parlamentar disse que pedir o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF) é um atentado contra o estado democrático de direito. O presidente da República levou seus devotos às ruas. Acho que foram representativos, mas não foram atos democráticos. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Governo do Amazonas e a inércia do prefeito Ordean Silva viraram as costas para a BR-AC40, que liga Guajará a Cruzeiro do Sul

Publicados

em

Moradores da cidade de Guajará – AM, que tem 16 mil habitantes e fica a quase 1.500 km de distância de Manaus, estão indignados com a situação em que se encontra a BR – AC-40, principal meio de ligação da cidade com o município de Cruzeiro do Sul no Acre.

Construída na época pelo governador Amazonino Mendes, a rodovia trouxe avanços no desenvolvimento da cidade, pois sua ligação econômica sempre foi com o estado do Acre. Há anos sem manutenção, a estrada estar praticamente precisando ser refeita, pois não recebe atenção do governo faz anos e a falta de cobrança dos políticos da cidade tem deixado moradores insatisfeitos.

Um Motorista de Lotação que nos enviou as denúncias, conta que a rodovia tem apenas 16 km e que se de dois em dois anos recebesse manutenção, jamais teria chegado a triste realidade em que estar.

“A gente fica revoltado, porque temos vereadores que não fazem nada, aliás eu nem sei porque ter vereador em Guajará, só para dar despesas? ’ Indaga revoltado o motorista.

Leia Também:  Saúde do Acre é obrigada a fazer cirurgia de hérnia em criança que espera procedimento há mais de um ano

O mesmo afirma que o prefeito Ordean Silva (PP), juntamente com o presidente da Câmara de vereadores Fredson Moraes (PP), vivem em Manaus dizendo que estão em busca de melhorias, mas que na prática não se ver nada de concreto.

“Os caras só vivem na capital Manaus fazendo o que que não sei, pois dava muito bem para sentar com governador Wilson Lima e mostrar a realidade dessa estrada, tenho certeza que se fizessem isso já teriam tomado providências”, desabafou.

Nós tentamos contato com a secretaria de Infraestrutura do Amazonas em Manaus, mas não conseguimos contato com secretário da pasta.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Com o intuito de ajudar na manutenção do espaço do Educandário Santa Margarida, que atende crianças de zero a 12 anos de idade, o deputado Leo de Brito está destinando R$ 350 mil, por meio de emenda, à instituição. A emenda será viabilizada por meio de convênio com o Tribunal de Justiça. “O Educandário Santa Margarida é uma instituição que representa a única esperança para crianças que precisam de acolhimento”.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA