Política

Arrogante, Alysson Bestene diz que quem não quiser o reajuste de 5,42% proposto pelo governo, “que entre na justiça”

Publicados

Política

O secretário extraordinário de Assuntos Governamentais, Alysson Bestene, resolveu mostrar para os servidores da Saúde, Educação e Polícia Civil que está por cima da carne seca, afirmando que “Quem não quiser o reajuste dos servidores públicos do Acre de 5,42% proposto pelo governo,  que entre na justiça”.

O que ele não sabe é que a manifestação destes trabalhadores, não é uma forma de mendigar qualquer benefício no governo desastroso de Gladson Cameli, muito pelo contrário. Os Servidores estão dispostos a manter os protestos até que o governo aprenda a valorizar de fato seus servidores e não oferecer migalhas para que realmente trabalha.

A fala do secretário que é muito bem pago para bajular os desmando desta gestão, soou com certa arrogância e prepotência para esses servidores, que acreditam que o governador não está sendo capaz de resolver esses impasses.

 Na Assembleia Legislativa, enquanto na frente do prédio, os servidores realizavam manifestações contra a proposta de reajuste do governo de 5,42%, dentro, os Secretários de Estado de Gladson Cameli (PP), se mantinham irredutíveis querendo empurrar uma proposta descabida.

Leia Também:  A pousada vila Brasilia em Brasiléia foi invadida por sem tetos

O secretário de Planejamento, coronel Ricardo Brandão, reafirmou que o reajuste aos servidores públicos do Acre será de 5,42%, sem possibilidade de negociação e ouviu do deputado Daniel Zen (PT): “não nos trate como bobos. Ou traz outra projeção de renda ou não adianta nada”.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Com afastamento de Sérgio Petecão e Márcio Bittar, Acre terá dois novos representantes no senado federal

Publicados

em

Das três cadeiras do Acre no senado federal, duas estarão com gente nova no assento. Maria das Vitórias assumirá a vaga do Senador Sérgio Petecão (PSD) e Eduardo Veloso assume a vaga de Márcio Bittar (União Brasil).

Ambos são suplentes dos titulares, que ficarão em média de 4 a cinco meses fora do mandato e assim abrem espaços para as caras novas. Maria das Vitórias tem 79 anos de idade e já foi deputada estadual, secretária de Assistência social e era esposa do falecido Deputado federal João Tota.

A mesma assumirá a cadeira do seu titular Petecão, que se afasta para se dedicar exclusivamente a campanha de governo do Acre. Natural da Paraíba e vivendo a décadas em Cruzeiro do Sul, Maria das Vitórias tem uma grande credibilidade na região do Juruá e pode dar uma grande contribuição na campanha de Petecão, inclusive o o filho João Tota, será o vice na chapa de governo do PSD.

Eduardo Veloso é médico oftalmologista, um dos mais respeitados do estado e de uma família tradicional de Rio Branco. Eduardo foi cotado para ser vice de Gladson Cameli na última eleição e nos 45 do segundo tempo, foi trocado por Werles Rocha. Com tudo ele virou suplente de Márcio Bittar, que vai se afastar para fazer um tratamento de saúde e também se dedicar a campanha da esposa Márcia Bittar (PL), que disputará o senado na chapa de Gladson Cameli (PP).

Leia Também:  Leila Galvão questiona apagões e diz que situação é insustentável

Sobre o desempenho de ambos, só saberemos quando iniciar os trabalhos de verdade.

A posse dos novos senadores está marcada para ocorrer no final deste mês, dentro de poucos dias

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA