Política

André Hassem descumpre acordo celebrado perante a classe de Educadores em Epitaciolândia

Prefeito André Hassem não cumpre acordo firmado com a classe de educadores e perde o respeito da categoria.

Publicados

Política

Prefeito André Hassem não cumpre acordo firmado com a classe de educadores e perde o respeito da categoria.

 Por Alemão Monteiro 

Professores de Epitaciolandia Acre

Como sempre o Gestor Municipal de Epitaciolândia descumpre com acordo celebrado perante a classe de Educadores e representante de pais de alunos e não comparece à reunião, conforme ficou acordado para apresentação de contrata proposta.

Em demonstração de total desrespeito com todos que estavam a sua espera, mandou somente um Ofício para o Núcleo do SINTEAC informando a disposição de um abono salarial de 17% calculado sobre o Piso Municipal atual e até dezembro de 2016 que por sua vez não foi aceito por não contemplar a categoria em sua totalidade.

O prefeito André Hassem está desmerecendo os educadores de Apoio Administrativo que daria direito em apenas R$ 100,98 sobre o piso que salarial inicial de R$ 594,00 que somando ficaria em 694,98 e ainda ficaria abaixo de um salário mínimo.

E não esquecendo que isso já foi prometido pelo Prefeito no final do ano passado e que o mesmo não cumpriu. Então perdeu o respeito para com a categoria da educação de Epitaciolândia.

Leia Também:  O Jogo do Poder: Vagner e Ilderlei estão em rota de colisão. O choque vai se dar nas eleições de 2020

Os Profissionais em Educação almejam a Aprovação do PCCR, que só assim terá um amparo legal com todos os benefícios e valorizações que serão de direito dos educadores em conformidade com seu tempo serviço e qualificação, dentre outras vantagens.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Fernanda Hassem só pensava no carnaval: imagens mostram enormes filas nos corredores do hospital de Brasileia. ”O surto é gripe ou Covid?”

Publicados

em

Prefeita de Brasileia Fernanda Hassem – Foto: Assessoria PMB / Foto: Cedida

As consequências da aglomeração no carnaval fora de época de Brasileia começam a aparecer, como é o caso das grandes filas no Hospital Regional do Alto Acre de pacientes em busca de atendimento médico, o uso de máscaras em todos significa uma única coisa, sintomas gripais ou covid-19, era de se esperar que a procura por atendimento aumentasse após tamanha folia.

Mesmo após os alertas feitos por médicos, a prefeitura de Brasileia sob o comando de Fernanda Hassem não tomou nenhuma providência para que o contato entre as pessoas fossem evitado, muito pelo contrário, Fernanda Hassem enquanto prefeita foi a responsável por arrastar uma multidão para o tal do carnaval, consequentemente a prefeita é uma das responsáveis pelo crescimento do vírus em Brasileia. 

A gestora e sua equipe da prefeitura chegaram inclusive negar o surto de Covid-19 que Brasileia vinha enfrentando, para que a aglomeração do carnaval acontecesse. Fizeram a festa e agora agem como se estivesse tudo na normalidade.

Leia Também:  Everaldo, o destruidor de Brasiléia, a cidade que clama por socorro

A prefeitura não só negou o surto, como também vem omitindo os casos positivos de covid-19, de acordo com o Portal Covid-19 do site da prefeitura de Brasileia, desde 2021 que a prefeitura deixou de informar a quantidade de casos, impedindo qualquer transparência no quantitativo de casos confirmados. Se antes já não estavam alimentando com informações, imagina após a festança.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA