RIO BRANCO

Política Destaque

Vereador Franciney Freitas articula com prefeito Ordean Silva recuperação de ramal na divisa entre Cruzeiro do Sul e Guajará

Publicados

Política Destaque

A enorme cratera que se formou no ramal durante o forte inverno amazônico ocorrido na região do Juruá este ano está impedindo a trafegabilidade de veículos e de centas de pessoas que moram no ramal. O problema surgiu logo no início do ramal, com isso as famílias estão precisando caminhar mais de 6 kms para poderem utilizar veículos.

Após verificar o problema o presidente da Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul se reuniu com o prefeito de Guajará-AM para juntos buscarem uma solução ao problema que impedi principalmente os moradores do ramal se deslocarem aos municípios de Guajará e Cruzeiro do Sul.

Durante o encontro entre os chefes do executivo guajaraense e do legislativo cruzeirense ficou definido que o prefeito Ordean Silva irá conversar com proprietário da área ao lado da estrada para que seja feito um novo acesso, numa parceria entre as prefeituras de Cruzeiro do Sul e Guajará.

Caso não seja permitido o novo acesso por uma área particular Ordean Silva se comprometeu em realizar o aterro da cratera que se criou pela erosão no ramal.

Leia Também:  Vereadores participam de manifestação contra fechamento de agência do Banco do Brasil em Cruzeiro do Sul

O vereador e presidente da Câmara de Vereadores Franciney Freitas, PP, destacou a importância do diálogo e das parcerias na resolução dos problemas da sociedade.

“Fui procurado pelo Zé Maria e os moradores do ramal João Santana para ver a situação daquela cratera. Enfatizo que o problema para ser resolvido vai precisar da união dos poderes entre Guajará e Cruzeiro do Sul. Por isso procurei o prefeito Ordean para dialogarmos e firmamos essa parceria, prefeituras de Guajará, Cruzeiro do Sul e Câmara de Vereadores e assim pudermos buscar uma solução para este problema, devolvendo a trafegabilidade para está população que, neste momento está totalmente isolada.”

Franciney concluiu o encontro com o prefeito Ordean Silva agradecendo sua disponibilidade em, mesmo no feriado de Tirandentes, recebê-lo para tratar de assuntos que visam melhorar a qualidade de vida da população que utiliza as estruturas dos dois municípios.

“Agradeço imensamente o prefeito Ordean que nos recebeu neste feriado para juntos buscarmos uma solução para este problema e assim melhorar a vida dessas pessoas. É assim que fazemos gestão, não existe nem feriado nem domingo para estarmos atuando nas melhorias da nossa sociedade.”

Leia Também:  Ex-prefeito Burica é denunciado pelo Ministério Público por Crime contra a Administração Pública e Improbidade Administrativa

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A palavra professor tem origem latina e significa aquele que professa uma ciência, uma arte. É o mestre. Professor é um artesão de futuros, construtor de mundos e sociedades. Uma profissão indispensável à humanidade.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Deputados recebem áudios de servidores da Saúde que choram exaustos pelo excesso de trabalho e lamentam fim do pagamento do auxílio

Publicados

em

O deputado Neném Almeida (Podemos), cobra a volta do pagamento do auxílio – Foto: Reprodução

Acre in Foco – O governo do Acre pagou a última parcela do Auxílio Temporário de Emergência em Saúde (ATS), no mês de dezembro de 2021. Esse adicional de insalubridade destinava-se a suprir os gastos excepcionais e emergenciais decorrentes da exposição excessiva de agentes públicos aos efeitos da pandemia.

Cada funcionário da linha de frente de combate à pandemia de covid-19 recebeu um adicional de cerca de R$ 500 por mês, desde julho de 2021. Um ano e 4 meses depois do intenso trabalho contra o coronavírus. A pandemia de covid-19 se intensificou a partir de março de 2020. O mês de férias dos servidores não foi contemplado com o auxílio que também não foi pago no mês de setembro, garantem os funcionários da Saúde.

O auxílio acabou em dezembro de 2021. Em janeiro de 2022, a covid-19 associada a gripe H3N2 voltaram a lotar as unidades de saúde. O padrão de 5 pacientes para cada técnico foi alterado para 14 pacientes para cada técnico. Um número considerado impossível: “é desumano”, chora de exaustão a servidora em áudio enviado aos deputados.

Leia Também:  Trabalhando em unidade: Vereadores cobram retorno das mais de 300 cirurgias agendadas na maternidade de Cruzeiro do Sul

Isso vem acontecendo com frequência e a gestão da unidades não consegue resolver porque não tem profissional suficiente para atender a demanda”, afirma diretoria de Unidade de Saúde.

O deputado Neném Almeida (Podemos), cobra a volta do pagamento do auxílio e justifica: “muitos destes servidores após o contato com essa doença ficaram com sequelas (respiratória, ansiedade, depressão) e outros chegaram a perder a própria vida nessa guerra. Eles voltaram a ser muito exigidos no combate à doença, em 2022 e por isso é extremamente importante que todos os servidores que estejam na linha de frente, sejam contemplados com o benefício”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA