RIO BRANCO

Política Destaque

Senadora Mailza Gomes não tem um “Plano B” para abrir mão de disputar o Senado, para ser candidata a deputada federal ou ser a vice de Gladson

Publicados

Política Destaque

Para a fonte credenciada, não há outro caminho para a senadora ao não ser de ser candidata a um novo mandato, citando ainda que ela tem o aval do presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira; está no mandato, é fiel ao projeto do governador Gladson Cameli; tem votado com o presidente Jair Bolsonaro; não havendo assim, argumento para brecar a sua candidatura.

Sobre a possibilidade da professora Márcia Bittar – também candidata ao Senado – entrar no PP; ressaltou a fonte que, ela pode entrar, mas para enriquecer a chapa de deputados federais, jamais como candidata a senadora pelo PP.

Assegurou que a senadora Mailza Gomes (PP) só tem uma meta no momento, que é de tornar seu mandato mais conhecido e ter assim uma maior interação popular para chegar em 2022, num bom patamar de aceitação.

Com a posição firmada da senadora Mailza Gomes (PP) de não abrir mão de disputar um novo mandato em 2022, a confusão está formada. Não se sabe ainda como é que o governador Gladson vai dissolver o angu até dezembro, com cinco candidatos ao Senado dentro do seu grupo.

Leia Também:  PT repudia a atitude covarde do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, que permitiu uso de sprays de pimenta e cassetetes contra trabalhadores

Assessores da senadora Mailza Gomes (PP) vêm ingratidão do presidente da Fundação Cultural, o Correinha. Argumentam que, a senadora foi quem mais destinou recursos para a sua pasta, mas ele apoia a Márcia Bittar para o Senado.

O grupo do senador Márcio Bittar, tem nas suas contas que o governador Gladson deverá apontar a Márcia Bittar (sem partido) como a sua candidata a senadora até o final de dezembro. Estão todos apostando neste anúncio.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Deputado Neném Almeida mais uma vez voltou a falar do Cadastro de Reserva da Polícia Civil que aguarda sua convocação desde 2015, ao adotar esta causa como bandeira de luta, o deputado vem cobrando frequentemente, que o governador Gladson Cameli se manifeste e cumpra sua promessa de campanha que ele fez em convocar os mesmo. O parlamentar afirmou que o governador Gladson Cameli cometeu crime de campanha quando assinou um documento dizendo que se eleito fosse (e foi), chamaria o cadastro de reserva da Policia Civil (e não chamou).

Leia Também:  Investindo na educação: Prefeito de Plácido de Castro reajusta o salários dos professores, na tabela do piso nacional

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Se Gladson mudar de local a maternidade de Tarauacá, nós retornaremos disse Jenilson Leite, pré-candidato ao governo do Acre

Publicados

em

Na sessão desta terça-feira, 26, o deputado estadual e médico Jenilson Leite (PSB), declarou que caso o governador Gladson Cameli conclua a transferência da Maternidade Ethel Muriel Guedes, localizada no centro da cidade, para o Hospital Dr. Sansão Gomes, distante 2 km do centro, ele retornará com a maternidade para o centro e construirá um prédio novo.

Jenilson que é pré-candidato ao governo do Acre e presidente em exercício, recebeu na Casa, junto com outros deputados, uma comitiva de 8 vereadores do município, onde eles pedem apoio aos deputados para que essa transferência não seja feita, “Nós recebemos estes vereadores, pois eles estão trazendo uma demanda da população que decidiu pela não mudança do maternidade para o hospital”, disse.

“Grande parte das pessoas que são atendidas ficam nos bairros mais simples e perto da maternidade e levando a unidade para perto do hospital vai causar transtorno, devido o acesso pelas ruas esburacadas, por isso deixamos claro que caso o governador Gladson tire a Maternidade Ethel Muriel Guedes de onde ela está e não devolva para um prédio novo no mesmo local, nós devolveremos quando nós assumirmos o Governo do Acre”, disse Jenilson.

Leia Também:  Com vários processos incluindo o portal da transparência, MPE pede a impugnação do registro de candidatura de Zum em Assis Brasil

Estiveram reunidos os vereadores Arife Rego, Manoel Monteiro, Zé Prego, Irmão Carlinhos, Gleiciane, Pedro Claver, Dikin e Veinha do Valmar. Os vereadores trazem em mãos um abaixo-assinado, onde já entregaram na Casa Civil e Secretaria de Saúde.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Leia Também:  Tem alguém pagando o ex-presidiário expulso da polícia civil por tráfico e agora Blogueiro Zacarias, para atacar o prefeito de Guajará Ordean Silva

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA