Política Destaque

Senador de 4 milhões durante a pandemia: De 2011 a 2020, senador Petecão custou aos cofres públicos mais de 4 milhões de reais

Publicados

Política Destaque

Segundo o dados do Portal de Transparência do Senado Federal, o mandato do senador Sérgio Petecão (PSD) custou aos contribuintes R$ 4.160.813,91 milhões reais, somados os valores dos recursos utilizados em sua atuação parlamentar de 2011 até 2020, ano que explodiu a pandemia do coronavírus no Brasil.

Os gastos totais de 2011 a 2020 incluem aluguel de imóveis para escritório político, aquisição de material de consumo, locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis, contratação de serviços de apoio ao parlamentar, divulgação da atividade parlamentar, passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais  e serviços de Segurança Privada. Segundo a postagem do site, Tribuna do Acre

No Ano de 2020, o mandado do Senador Petecão custou pouco aos contribuintes. Os recursos utilizados pelo mandato do senador totalizaram R$ 204.898,90. Já o ano de 2014, os brasileiros gastaram mais com o mandato do senador Sérgio Peteção: R$ 466,253,38. 

Também, no primeiro ano de pandemia (2020) no Brasil, o senador Petecão gastou com locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis  R$ 42.001,73 reais. Com passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais, foram gastos R$ 49.420, 96 reais. 

Leia Também:  A gigante Murano encerra atividades no Acre e empresa de Manaus ganha obras milionárias

Petecão tem se destacado como um senador que mais manda emendas para a  construção de quadras sintéticas no Acre. 

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O prefeito da segunda maior cidade do Acre, Zequinha Lima, se pronunciou sobre o decreto com medidas mais rigorosas. O governador do Estado decretou o fechamento do comércio, igrejas, academias e outros. Segundo o Decreto 5.496, durante a Bandeira Vermelha.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Um adolescente de apenas 11 anos foi resgatada acorrentado em um barril pela Polícia Militar, os militares foram surpreendidos com uma cena deplorável, tratava-se do garotinho acorrentado sem água e sem comida, apresentando subnutrição e desidratação. A polícia apurou que o garoto era mantido naquela situação há pelo menos 7 anos, quando foi adotado pela família. 

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Leia Também:  Assombrados com STJ: 2022 e a incerteza de Gladson e aliados, que temem seu afastamento do cargo de governador

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Vereador Ronaldo Reis denuncia trabalho mal feito pelo governador Gladson Cameli realizado na escola Dom Pedro, na BR-364, em Feijó

Publicados

em

A Escola Dom Pedro I localizada no quilômetro cinquenta e sete da BR-364 no município de Feijó, está abandonada pelo governo do estado, diz vereador Ronaldo Reis.

Segundo informações as reformas que foram realizadas foram apenas pra camuflar, já que o trabalho realizado foi mal feito.

“As salas são pequenas e não comporta de maneira adequada a quantidade de alunos. Desde 2020 que encaminhamos ofícios informando que a escola não tem condição de receber alunos, um mês após as reformas, alguns lugares estão caindo, quebrando”. Informou o denunciante ao blog.

Em 2021 uma empresa foi fazer a reforma, mas antes de concluir, fizeram uma pausa para voltar depois, e não voltaram, segundo informações.

“Vem sempre pessoas da secretaria, mas apenas tiraram fotos e vão embora e não resolve nada”. Lamenta uma moradora.

“O ano letivo já deveria ter começado, mas o descaso do poder público com a situação é tão grande, que depois de dois anos e meio sem aula. A evasão, desistência e transferência são vivenciadas todos os dias”. Relata a comunidade escolar.

Leia Também:  Conversas com os partidos: Partido dos Trabalhadores confirma candidatura majoritária do ex-senador Jorge Viana em 2022

“Tenho vergonha, como gestor escolar de participar desse descompromisso do poder público molha dentro da escola porque a cobertura foi iniciada, mas não foi terminada, os banheiros não funcionam,  não tem banheiros para cadeirante, precisa-se de vigias porque já houve roubo e é perigoso deixar os computadores,  impressoras e etc., porteiro,  secretaria (o), auxiliar escolar,  mais um servente”. Destacou os profissionais em educação da escola.

Desde 2018 que a gestão da escola solicita a organização da energia, pois o transformador é pra escola e outras casas, e até agora nada foi feito.

A própria comunidade começou um abaixo assinado para ver se muda a situação da escola, mais até o momento continuam desamparados pelo governo do estado.

“Esse é o retrato do governo de Gladson Cameli em Feijó, juntamente com o deputado Marcus Cavalcante, já que o núcleo de educação foi entregue a ele para acomodar seus pares, um descaso com a educação.” Destacou o vereador Ronaldo Reis.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA