RIO BRANCO

Política Destaque

Presidente Estadual do PROS, Dêda, e executiva municipal recebe a visita do Senador Petecão na sede do partido

Publicados

Política Destaque

O presidente estadual do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Dêda, juntamente coma executiva municipal representada pelo presidente Fernando Melo, receberam na manhã desta sexta-feira (13) a ilustre presença do Senador da República, Sérgio Petecão (PSD).

A reunião aconteceu no diretório do PROS, localizado na rua José de Melo, no Centro da capital Rio Branco e contou com a participação da executiva estadual e municipal do partido, com a presença do senador Petecão e alguns assessores do senador.

A visita foi voltada para conversa relacionadas a política acreana, e troca de idéias, pois o fato de o Senador Sérgio Petecão ser pertencente a outra agremiação política, não significa que eles (o PSD e o PROS) não possam dialogar sobre a atual conjuntura política no Estado do Acre e possíveis ideias para o futuro.

O Presidente Dêda, afirmou que se sentiu honrado em receber a visita ilustre do senador Petecão e destacou que é sempre bom manter o diálogo e a boa relação com os demais partidos, principalmente neste momento por se tratar da aproximação do período eleitoral que acontece em 2020, no qual o PROS, assim como os demais partidos estão se organizando desde já.

Leia Também:  O Governo Gladson prometeu valorizar o servidor e não uma Reforma para deixá-los mais pobres , diz Jenilson

“Para nós é uma grande honra e alegria poder receber a visita do senador da república Sérgio Petecão que representa o nosso estado no senado federal, e receber ele em nossa sede do PROS é muito satisfatório, nós da diretoria do partido ficamos honrados e estamos sempre disposto a dialogar com as demais sigla, trocar ideias e deixar a política mais bacana, esperamos receber novamente a visita do nosso senador aqui no diretório do nosso partido”, finalizou Dêda.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Ministério Público investiga Chefe de Material da Zeladoria por possível desvio de ferramentas dos garis e margaridas

Publicados

em

A 2º Promotoria Especializada de Defesa do Patrimônio Público e Fiscalização das Fundações e Entidades de Interesse Social, do Ministério Público Estadual, instaurou investigação contra a Divisão de Material e Patrimônio, órgão da Zeladoria Municipal de Rio Branco.

Segundo a Promotora de Justiça Laura Cristina de Almeira Miranda, os fatos consubstanciam, “em tese, na prática de possíveis atos de improbidade administrativa, no âmbito da Divisão de Material e Patrimônio, órgão integrante da estrutura da Secretaria Municipal de Zeladoria da Cidade – SMZC, acerca de desvio de ferramentas de trabalho em proveito próprio ou alheio pelo atual Chefe da Divisão, o Sr. Jaffesson Rodrigues”, destacou.

Jaffesson Rodrigues de Freitas é o Chefe da Divisão de Material e Patrimônio, indicado pelo Secretário da Zeladoria, Joabe Lira, e foi nomeado pelo prefeito Tião Bocalom, através do Decreto nº. 290, de 21/01/2021, publicado no DOE, edição 12.967, fls. 123.

A investigação do MP apura possíveis desvios das ferramentas de trabalho que seriam utilizadas por garis e margaridas, como vassourões, vassourinhas, enxadas, limas, rastelos, lonas, etc.

Leia Também:  Governo do Estado e Caixa Econômica assinam convênios de R$ 95 milhões para investimentos em saúde e infraestrutura

A Notícia de Fato relata que garis e margaridas estariam adquirindo, com dinheiro próprio, desde janeiro de 2021, as ferramentas de trabalho, utilizadas na limpeza pública de Rio Branco, ao passo que a Zeladoria não estaria regularmente fornecendo as ferramentas, mesmo existindo contratos para aquisição e ordens de pagamento a favor de empresas fornecedoras.

Serão analisados pelo MP, cópia integral dos Termos de Cautela; cópia integral do Inventário Patrimonial; cópia integral dos contratos de aquisições de materiais; cópia integral dos relatórios de controle de estoque (discriminando datas das entradas e saídas de material e/ou ferramentas de trabalho e nomes dos trabalhadores que utilizam o material); cópia do organograma da Divisão de Material e Patrimônio da Zeladoria Municipal da Cidade, e ainda os nomes e funções de cada servidor que atuam na referida Divisão da Zeladoria.

A Promotoria de Justiça já expediu notificação, requisitando informações, ao prefeito Tião Bocalom e ao secretário Joabe Lira, que deverão prestar esclarecimentos no prazo de 10 dias.

Leia Também:  Outra reforma da previdência era possível; Gladson Cameli escolheu castigar os servidores público

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA