Política Destaque

Prefeito Mazinho Serafim transforma o município de Sena Madureira em um Canteiro de obras em alusão ao aniversário da Cidade

Publicados

Política Destaque

Na semana de aniversário do município de Sena Madureira, o prefeito Mazinho Serafim tem transformado a Cidade em um verdadeiro canteiro de obras, prova disso são as pavimentações com Micro-Revestimento das ruas Benjamin Constant, Manoel Firmino Matos e Doutorzinho, ambas localizadas no Bairro Jardim Primavera.

O trabalho é fruto da parceria entre a Prefeitura Municipal e a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra). Enquanto a Prefeitura realizou todo o trabalho de Drenagem, recuperação de Base e imprimação, o Governo está executando a pavimentação.

“Quero externar meus agradecimentos ao Governador Gladson Cameli, bem como ao amigo Cirleudo Alencar, gestor da Seinfra, por firmarmos esse convênio que vem gerando bons frutos para a nossa população. Se é pelo bem da minha comunidade, eu sempre estou disposto a firmar parcerias independente de cores partidárias. Afinal, o interesse da nossa população sempre deve está em primeiro lugar”, enfatizou o prefeito.

Nessa primeira etapa, o trabalho de pavimentação também irá ocorrer nas Ruas Didi Moisés e Beija-flor, no bairro Jardim Primavera e na Rua Luíza Costa Figueiredo no bairro Eugênio Areal. Mas a prefeitura de Sena pretende firmar novos convênios para beneficiar moradores de outras ruas e bairros do município.

Leia Também:  Projeto de Lei do deputado Jenilson Leite que proíbe canudos de plástico em estabelecimentos é aprovado

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Major Rocha, participou, representando o Governo do Acre, da abertura do Seminário Regional Etnodesenvolvimento e Sustentabilidade, promovido pela Secretaria de Governo da Presidência da República e Fundação Nacional do Índio (Funai). ‌Ofertar aos povos indígenas a oportunidade de decidir o próprio futuro parece simples? Pelo contrário, graças ao massivo discurso de desenvolvimento sustentável que no Acre ganhou novas tonalidades com a “Florestania” dava-se a entender que tudo que era feito pelos governos era decidido pelas comunidades, mas nada passava, segundo eles, de opções diante dos caminhos expostos.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Vereador Ronaldo Reis denuncia trabalho mal feito pelo governador Gladson Cameli realizado na escola Dom Pedro, na BR-364, em Feijó

Publicados

em

A Escola Dom Pedro I localizada no quilômetro cinquenta e sete da BR-364 no município de Feijó, está abandonada pelo governo do estado, diz vereador Ronaldo Reis.

Segundo informações as reformas que foram realizadas foram apenas pra camuflar, já que o trabalho realizado foi mal feito.

“As salas são pequenas e não comporta de maneira adequada a quantidade de alunos. Desde 2020 que encaminhamos ofícios informando que a escola não tem condição de receber alunos, um mês após as reformas, alguns lugares estão caindo, quebrando”. Informou o denunciante ao blog.

Em 2021 uma empresa foi fazer a reforma, mas antes de concluir, fizeram uma pausa para voltar depois, e não voltaram, segundo informações.

“Vem sempre pessoas da secretaria, mas apenas tiraram fotos e vão embora e não resolve nada”. Lamenta uma moradora.

“O ano letivo já deveria ter começado, mas o descaso do poder público com a situação é tão grande, que depois de dois anos e meio sem aula. A evasão, desistência e transferência são vivenciadas todos os dias”. Relata a comunidade escolar.

Leia Também:  Gladson Cameli enfrenta maior revolta de servidores do estado contra sua gestão em três anos

“Tenho vergonha, como gestor escolar de participar desse descompromisso do poder público molha dentro da escola porque a cobertura foi iniciada, mas não foi terminada, os banheiros não funcionam,  não tem banheiros para cadeirante, precisa-se de vigias porque já houve roubo e é perigoso deixar os computadores,  impressoras e etc., porteiro,  secretaria (o), auxiliar escolar,  mais um servente”. Destacou os profissionais em educação da escola.

Desde 2018 que a gestão da escola solicita a organização da energia, pois o transformador é pra escola e outras casas, e até agora nada foi feito.

A própria comunidade começou um abaixo assinado para ver se muda a situação da escola, mais até o momento continuam desamparados pelo governo do estado.

“Esse é o retrato do governo de Gladson Cameli em Feijó, juntamente com o deputado Marcus Cavalcante, já que o núcleo de educação foi entregue a ele para acomodar seus pares, um descaso com a educação.” Destacou o vereador Ronaldo Reis.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA