RIO BRANCO

Política Destaque

Pensando na eleição do filho, Vagner Sales menospreza Nicolau Júnior e chama base do governo de “fraca”

Publicados

Política Destaque

Tentando se reerguer no cenário político atual, já que seu partido, o MDB, sobrevive com apenas duas prefeitura no Vale do Juruá, em Rodrigues Alves e Porto Walter, o comandante protagonizou uma cena um tanto quanto hilária no Aeroporto Internacional da cidade.

De acordo com a jornalista Angélica Paiva, do Portal Notícias da Hora, o “coronel” teria menosprezado o presidente do poder legislativo, Nicolau Junior, durante uma de suas agendas no Juruá.

Acompanhe:

“O ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (MDB), protagonizou uma cena hilariante recentemente. Ao encontrar o presidente do Legislativo, Nicolau Júnior (PP), no aeroporto de Cruzeiro do Sul e ouvir dele a clássica frase: “Tamo Junto”, o mesmo respondeu: “Claro que vocês têm que estar comigo. Os mais fracos têm que se juntar aos mais fortes”.

Sales pretende fazer seu filho, Fagner Sales, prefeito. O mesmo deve disputar e concorrer a prefeitura municipal no próximo ano, de 2020. O governador do Acre, Gladson Cameli, em evento recentemente do PP (Partido Progressista) em Cruzeiro do Sul, declarou publicamente apoio ao atual prefeito, Ilderlei Cordeiro.

Leia Também:  Deputado Roberto Duarte denuncia o desleixo da segurança pública com a polícia civil de Mâncio Lima

Será que Sales esta com essa “bola toda” para 2020? Será que o presidente da Assembléia Legislativa deve ir contra seu principal apoiador político, Gladson Cameli?

Essas perguntas, ficarão sem respostas, ao menos momentaneamente. Decidido, o governador disse já estar. Agora, resta aguardar o próximo pleito eleitoral, para saber quem sairá vencedor desta “batalha política”. Aguardemos! Por Por Richard Silva / Juruá em Tempo

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Calote: Motoristas dos ônibus escolares do governo Gladson Cameli, denunciam 2 meses de salários atrasados

Publicados

em

Virou rotina trabalhadores terceirizados reclamarem da falta de pagamento de seus salários, mesmo o governador Gladson Cameli (Progressista) viver afirmando que paga em dia.

Motoristas que trabalham nós ônibus escolares da secretaria estadual de educação, afirmam que a empresa PIT STOP, vai para o segundo mês sem depositar os vencimentos na conta dos trabalhadores.

“Temos família para sustentar, pagamos aluguel, energia e precisamos comer. O governador precisa cumprir as leis com essas empresas, pois pagar os funcionários públicos em dia e humilhar os terceirizados não é justo”, desabafou um dos motoristas que não quis se identificar.

Mesmo o governo Gladson Cameli viver se exaltando que dinheiro tem, sua equipe pelo visto não levou em conta isso e deixa muitas pessoas passando perrengue.

O espaço para responder os questionamentos estão abertos, tanto para assessoria da SEE quanto da empresa PIT STOP.

E Veja Também no 3 de Julho Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: A leseira dessa turma da potoca parece não ter limites e também falta a eles conhecimento da minha história no Amapá. No contra-ataque de hoje, vai uma aula sobre minha vida no Amapá. Do Santina Rioli, passando pelo CCA e pela UNIFAP até os dias como professor e parlamentar. Criei raízes no antigo bairro da Favela, hoje Santa Rita, onde moro até hoje. Mas essas e tantas outras coisas são ignoradas pelos que vivem da mentira. Já a gente, compartilha a verdade.

Leia Também:  Audiência pública debate qualidade dos serviços de telecomunicações em Cruzeiro do Sul

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA