RIO BRANCO

Política Destaque

PCdoB dá aula de democracia ao juntar diversas forças partidárias em evento dos 100 anos do partido

Publicados

Política Destaque

Em meio a diversos movimentos grevistas e governo em baixa com servidores públicos, o PCdoB realizou um grande evento para celebrar os seus 100 anos de história em uma prestigiada sessão solene na Assembleia Legislativa do Acre – ALEAC.

Os comunistas deram uma aula de democracia ao reunirem lideranças dos mais diversos segmentos e dirigentes partidários como o ex-governador e ex-senador Jorge Viana (PT), Senador Sergio Petecão (PSD), deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), deputado Luiz Tchê (PDT), deputado Pedro Longo (PV), deputado  Jenilson Leite (PSB), Macapá (MDB) e diversos líderes da sociedade civil organizada.

O presidente estadual da sigla Eduardo Farias (PCdoB), falou da contribuição dos Comunistas para a formação da sociedade democrática e disse que o PCdoB orgulha pela trajetória trilhada ao longo dos 10 anos.

“O PCdoB – Partido Comunista do Brasil, chega a um século de presença ininterrupta na história brasileira, sem nunca tirar de seus punhos os estandartes da defesa da democracia e de um Brasil soberano e desenvolvido. Procurou sempre servir ao povo e lutar pelos direitos da classe trabalhadora, que o fez nascer. Com sua fundação, o proletariado pela primeira vez no país passa a ter um Partido que conclama os operários a participarem da luta política por seus direitos vinculada à luta pelo poder”, disse Eduardo.

Aproveitando a onda de greves e insatisfação dos servidores públicos com o governo de Gladson Cameli – PP, o deputado estadual Edvaldo Magalhães disse o aniversário de 100 anos do PCdoB é um marco e que a trajetória do partido fala por si. O parlamentar Fez referência ao que estar acontecendo no estado e disse que o momento e de juntar os que, querem reconstruir o Acre e deixar algumas divergências ideológicas de lado.

Leia Também:  Helicóptero usado na pré-campanha de Vanda Milane ao senado, pode ter sido comprado com recursos desviados do fundo eleitoral do PROS

“Nós estamos atravessando um momento de dificuldades e as pessoas que acreditavam no projeto da mudança, se indignarem coletivamente. O governador fez promessas para todas as categorias, não cumpriu com nenhuma e agora esse povo esgotou sua paciência. Precisamos unir forças dos querem uma mudança de postura no tratamento do governo e trabalhadores, sem falar na falta de investimentos para geração do emprego e renda”, pontuou Magalhães.

A deputada Perpétua Almeida fez um duro discurso contra as políticas do presidente Bolsonaro. A parlamentar desafiou os seus seguidores a levar o presidente na BR-364 em um dos seus passeios de moto. Aqui no Acre as coisas estão cada dia pior, a gasolina em Jordão está ultrapassando a casa dos R$ 11,00 e me digam se isso é normal? Não é, por isso tenho a certeza de que o Bolsonaro não é digno de segurar a bandeira do Brasil”, esbravejou a deputada.

Nos bastidores, aliados do governo de Gladson Cameli – PP ligaram o botão de alerta, pois o PCdoB que nem candidatura majoritária tem, conseguiu reunir muita força política, dias depois do MDB pautar a política com a filiação de Mara e Wherles Rocha na sigla. Já se cogita uma junção de todas as forças políticas que estão insatisfeitos com os desmandos do governo Gladson Cameli, para garantir uma vitória na eleição majoritária deste ano.

Leia Também:  Ministério Público abre investigação contra o prefeito Isaac Lima após aumentar o seu próprio salário para mais de R$ 15 mil

E Veja Também no 3 de Julho – Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: Em apoio às reivindicações dos servidores da Educação, Saúde e Segurança do Estado. Leo de Brito anunciou que entrou com uma ação popular, na Justiça Federal, para que o governador Gladson Cameli restitua aos cofres públicos os R$ 800 milhões que a Polícia Federal, por meio da Operação Ptolomeu, apontou que foram desviados. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página: Facebook 3 de Julho Notíci

Portal: 3dejulho.com.br Rio de Janeiro

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Governo determina que as máquinas sejam retiradas de Epitaciolândia, moradores não deixam e funcionários saem levando só as chaves

Publicados

em

Governador Gladson Cameli ordena ao DERACRE a retirada imediata do maquinário que estavam no município de Epitaciolândia – Foto: 

Gladson Cameli parece que está brincando de ser governador, pois a instabilidade nas decisões governamentais vem causando transtornos a população acreana. Prova disso é que após o maquinário do Departamento de Estradas de Rodagens do Acre (Deracre) ser levados para o município de Epitaciolândia, com a permissão no governador segundo informações, agora, Gladson (que é conhecido por não cumprir sua palavra) mudou de ideia e determinou que as máquinas fossem retirados do município por pura vaidade politica e deixa comunidades rurais a mercê, uma vez que a prefeitura depende desses maquinário para abertura e melhorias de ramais.

De acordo com denúncias dos moradores de Epitaciolândia, por volta de 12:00 horas, servidores do governo, por determinação do governador, chegaram no local para retirar as máquinas do município, mas houve resistência por parte da população para que o maquinário não fosse retirado, em virtude desta situação, os servidores não retiraram as máquinas, mas saíram levando as chaves de todo o maquinário para que não sejam usados.

Leia Também:  Enfermeira Lícia Fidelis, se filia ao Partido Solidariedade e se torna Pré-candidata a Deputada Federal

O fato das máquinas do DERACRE estarem no município de Epitaciolândia é que no dia 26 de Junho de 2021, o Governador Gladson assinou um convênio com as prefeituras da região do Alto Acre para a implementação do programa Ramais Acre, e agora chegou a vez de Epitaciolândia ser contemplada, mas segundo informações, por motivos políticos, Gladson resolveu descumprir o convênio celebrado anteriormente, comprometendo o direito de ir e vir do produtores rurais do referido município.

A população de Epitaciolândia agora irá pagar um preço muito alto por ter um governador que não tem palavra, falta com a verdade corriqueiramente e não cumpre com os compromissos governamentais como é o caso do convênio que ele resolveu descumprir pelo fato de estar preocupado somente com a sua reeleição, embora que isso cause prejuízos para a população.

O programa Ramais Acre visa a abertura e recuperação de estradas vicinais (ramais e estradas municipais), que pretende criar condições necessárias para o fortalecimento e consolidação do agronegócio como nova alternativa de desenvolvimento econômico e social, mas com essa decisão do governador Gladson em retirar o maquinário do DERACRE, derruba o discurso fajuto de Cameli sobre o fortalecimento do agronegócio.

Leia Também:  Helicóptero usado na pré-campanha de Vanda Milane ao senado, pode ter sido comprado com recursos desviados do fundo eleitoral do PROS

A redação do jornal 3 de Julho Notícias tentou contato com a assessoria de comunicação do Governo, mas até a publicação desta matéria não obtivemos êxito, desde já o espaço fica aberto caso os mencionados queiram fazer algum esclarecimento a respeito do assunto.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA