RIO BRANCO

Política Destaque

O carro chefe da campanha de Gladson e Rocha, termina o primeiro ano sem ter nem cheiro verde para mostrar e com multas milionárias do IMAC

Publicados

Política Destaque

Continuando a série de avaliações sobre o primeiro ano de governo Gladson Cameli (PP) e Major Rocha (PSDB), o site 3 de julho mostra um pouco da retrospectiva do que foi a política de produção do governo. Até aqui, nada de novo, além de muitas viagens ao exterior, estas para falar da preservação ambiental e a confusão envolvendo o secretário demitido Paulo Wadt e a madrinha do cargo, deputada federal Mara Rocha (PSDB).

Indicado por Mara Rocha para conduzir a pasta considerada cartão postal do Plano de governo, o secretário de Produção e Agronegócio Paulo Wadt, assumiu a pasta com a missão de mudar a política econômica do Acre.

A Florestania era tida como debate vencido e ultrapassado, inclusive sendo este um dos pilares da campanha do atual governador Gladson Cameli, que prometeu abrir o estado para o Agro Negócio. Passados seis meses, Wadt mais viajava para cuidar dos negócios particulares do que cuidava de sua pasta. Logo o desgaste e as críticas do empresariado local veio à tona, causando incomodo a madrinha do cargo, deputada federa Mara Rocha (PSDB), que também teve apoio dos empresários do setor.

Leia Também:  Prefeito Tião Bocalom diz que trabalha para baixar o valor da tarifa no transporte coletivo de Rio Branco

Mara reuniu com Gladson, falou do descontentamento e este prometera aceitar seu pedido para que trocasse o comando da pasta. O problema é que a palavra do governador não se sustentou, gerando assim uma crise com a parlamentar que se declarou rompida com o governo. Mara disse que foi desrespeitada pelo governador e seu grupo e que não queria mais conversa com o setor produtivo do governo.

Bocalon, que historicamente disputou eleições com a bandeira da produção, foi convidado para assumir a EMATER, com uma proposta de revolucionar o setor de assistência Técnica e Produção do Acre.

Nesse período, Gladson fez as pazes com Mara Rocha, lhes deu a garantia de apadrinhamento da produção outra vez, desta vez cumpriu com a palavra. Paulo Wadt foi exonerado e em seu lugar o indicado foi o médico veterinário: Edvan Azevedo, que pegou a difícil missão de dar respostas positivas, para uma área que não teve avanços algum.

Passados um ano, o setor produtivo estar na mesma, ou pior, pois as máquinas foram recolhidas, ramais sequer foram licitados, assistência técnica estar no papel e no discurso do Produzir para empregar e o governo não tem uma safra fruto de seu esforço e trabalho para mostrar.

Leia Também:  Gladson Cameli pode chamar ex-assessora de Suely Melo para ocupar subsecretaria na Saúde

Além desses entraves, não podemos deixar de registrar as contradições do que prometera para os agricultores. Quem não lembra daquela frase dita em um evento, quando afirmou: “Quem ver um fiscal do IMAC multando me avise!’.

Pois é, o IMAC é um órgão fiscalizar e não facilitador de desmatamento e agressão ao meio ambiente, faltou conhecimento ao nobre governador.

O governador vive em Fóruns pelo mundo, pregando sustentabilidade, conservação das florestas e não tem coragem de afirmar que, em um estado da Amazônia como Acre, não existe espaço para expansão do Agronegócio em larga escala, mas sim, para fortalecer agricultura familiar.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Ministério Público investiga Chefe de Material da Zeladoria por possível desvio de ferramentas dos garis e margaridas

Publicados

em

A 2º Promotoria Especializada de Defesa do Patrimônio Público e Fiscalização das Fundações e Entidades de Interesse Social, do Ministério Público Estadual, instaurou investigação contra a Divisão de Material e Patrimônio, órgão da Zeladoria Municipal de Rio Branco.

Segundo a Promotora de Justiça Laura Cristina de Almeira Miranda, os fatos consubstanciam, “em tese, na prática de possíveis atos de improbidade administrativa, no âmbito da Divisão de Material e Patrimônio, órgão integrante da estrutura da Secretaria Municipal de Zeladoria da Cidade – SMZC, acerca de desvio de ferramentas de trabalho em proveito próprio ou alheio pelo atual Chefe da Divisão, o Sr. Jaffesson Rodrigues”, destacou.

Jaffesson Rodrigues de Freitas é o Chefe da Divisão de Material e Patrimônio, indicado pelo Secretário da Zeladoria, Joabe Lira, e foi nomeado pelo prefeito Tião Bocalom, através do Decreto nº. 290, de 21/01/2021, publicado no DOE, edição 12.967, fls. 123.

A investigação do MP apura possíveis desvios das ferramentas de trabalho que seriam utilizadas por garis e margaridas, como vassourões, vassourinhas, enxadas, limas, rastelos, lonas, etc.

Leia Também:  Vídeo: Com o seguro atrasado, helicóptero do governo pousa no meio da rua, e sem sinalização, caminhão colide contra a aeronave

A Notícia de Fato relata que garis e margaridas estariam adquirindo, com dinheiro próprio, desde janeiro de 2021, as ferramentas de trabalho, utilizadas na limpeza pública de Rio Branco, ao passo que a Zeladoria não estaria regularmente fornecendo as ferramentas, mesmo existindo contratos para aquisição e ordens de pagamento a favor de empresas fornecedoras.

Serão analisados pelo MP, cópia integral dos Termos de Cautela; cópia integral do Inventário Patrimonial; cópia integral dos contratos de aquisições de materiais; cópia integral dos relatórios de controle de estoque (discriminando datas das entradas e saídas de material e/ou ferramentas de trabalho e nomes dos trabalhadores que utilizam o material); cópia do organograma da Divisão de Material e Patrimônio da Zeladoria Municipal da Cidade, e ainda os nomes e funções de cada servidor que atuam na referida Divisão da Zeladoria.

A Promotoria de Justiça já expediu notificação, requisitando informações, ao prefeito Tião Bocalom e ao secretário Joabe Lira, que deverão prestar esclarecimentos no prazo de 10 dias.

Leia Também:  Alô TCE, MP, e Policia Federal!! funcionários imploram por uma investigação na Secretaria de Licitações do governo Cameli

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA