Política Destaque

No governo Gladson falta de tudo: Sem equipamentos, servidores usam touca como máscaras em hospitais do Acre

Publicados

Política Destaque

Falta de gorro, máscaras, aventais e até luvas adequadas para atender pacientes com sintomas do novo coronavírus. Esses são alguns dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) que os profissionais de saúde do Acre estão sem acesso em algumas unidades.

A denúncia foi feita ao Conselhos Regional e Federal de Enfermagem (Coren-AC) do estado e conferida pelos conselheiros. O Coren afirmar que o problema ainda não foi resolvido. 

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) informou que houve uma necessidade de adquirir mais kits para coletas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito, mas que o problema já foi sanado. A Sesacre garantiu também que não há falta de material e, para reforçar a aquisição de de mais insumos, o Ministério da Saúde liberou um R$ 1,2 milhão para o estado.

O mundo vive uma pandemia de Covid-19, declarada na quarta-feira (11) pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O Acre já tem três casos confirmados da doença e aguarda a contraprova dos exames, que foram enviados ao Instituto Evandro Chagas, em Belém. Outros 55 casos suspeitos são investigados pelo Laboratório de Infectologia Charles Mérieux, em Rio Branco.

Leia Também:  O maior Porto de embarque e desembarque de cargas se encontra abandonado pelo governador Gladson Cameli

O Brasil contabiliza mais de 500 infectados pela doença, em 20 estados e o Distrito Federal, e quatro mortes até esta quarta (18).

Por conta da situação, o governo do Acre decretou situação de emergência e recomendou que as pessoas fiquem em casa para evitar a propagação do vírus no estado. Vários serviços foram suspensos ou reduzidos obedecendo o decreto governamental.

Sem equipamentos

O conselheiro federal Adailton Cruz lamentou a situação e exigiu providências do Estado.

“O Estado demorou, era para ter essa estrutura com equipes, com equipamento individual e setor físico em todas as unidades das regionais e agora que o estado está correndo atrás. Estamos aqui cobrando e pedindo que os profissionais exijam de seus gestores os equipamentos de proteção. Sem os equipamentos de proteção não podemos dá assistência porque nossa vida está em jogo”, frisou.

Nas fotos, é possível ver que em algumas unidades os profissionais tiveram que improvisar usando touca descartável. Em outra foto, apesar de usar luvas, touca e máscaras corretas, o avental teria que ser impermeável.

Cruz explicou que há informações de falta de EPIs na Maternidade Bárbara Heliodora, Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre) e hospitais do interior como de Brasileia, Tarauacá e Cruzeiro do Sul. Segundo ele, alguns profissionais estão usando máscaras feitas de tecido, o que não é recomendável.

Leia Também:  Presidente da Câmara de Cruzeiro do Sul parabeniza senadora Mailza Gomes pelos investimentos destinos ao município

“O Estado precisa intervir imediatamente porque os profissionais precisam de suporte. No pronto-socorro também porque lá o quantitativo de profissionais é grande e o de equipamentos individuais é pequeno e não está dando para suprir. O Estado tem que providenciar isso com urgência”, exigiu.

Como evitar o contágio

Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;

Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

Não compartilhar objetos de uso pessoal;

Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;

Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;

Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;

Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos. Por Lidson Almeida G1 Acre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Enquanto a diária do servidor público custa R$ 150 reais (diária miserável), a do Governador custa mais de R$ 1.700 reais, denuncia Daniel Zem

Publicados

em

“Gladson despreza a nossa história mas se apega às suas diárias”, afirma Daniel Zen

Acreinfoco – O deputado estadual Daniel Zen (PT-AC) comentou, em sessão ocorrida nesta terça-feira (05), na ALEAC, sobre o vandalismo praticado contra a estátua de Chico Mendes, localizada na Praça Povos da Floresta, no centro de Rio Branco, capital do Acre.

“Chico não é só Patrono do Meio Ambiente Brasileiro e Herói Nacional, com o nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria. Ele é um dos fundadores da Aliança dos Povos da Floresta, criador do conceito de sócio-ambientalismo. Seu legado transborda o Acre e o Brasil, pois sua luta teve, tem e terá importância mundial: ontem, hoje e sempre. O ataque à sua estátua – e o descaso do governo em reparar os respectivos danos – são ataques a tudo o que ele representa. Chico merece muito mais respeito!” afirmou o deputado de oposição ao governo bolsonarista de Gladson Cameli (PP-AC).

Zen ainda prosseguiu: “Enquanto o governo permite que a memória de um de nossos mártires seja violada, desprezando nossa cultura em uma tentativa insistente de reescrever a nossa história, o governador publica um decreto aumentando o valor de suas diárias para deslocamentos para fora do Estado para mais de R$ 1.400,00.”

Leia Também:  Atenção TCE e Ministério Público!! Cadê a transparência da Câmara de Rodrigues Alves?? Presidente Neto do Jamilson, mal começou o mandato e já esconde a transparência da Casa do Povo

Entendendo se tratar de uma situação absurda e vexatória, o Líder do Partido dos Trabalhadores na ALEAC complementou: “Enquanto o trabalhador assalariado tem que escolher entre pagar a talão de luz, comprar a botija de gás ou adquirir uma cesta básica para dar de comer à sua família, uma única diária do governador equivale a mais de um salário mínimo. Com esse valor, dava pra consertar a estátua do Chico, devolvê-la para o seu lugar e, assim, demonstrar algum respeito pela memória dos acreanos”, concluiu o parlamentar

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA