Política Destaque

No governo Cameli, mulher dá à luz em corredor deitada apenas em um colchonete na maternidade de Rio Branco

Publicados

Política Destaque

Mulher dá à luz em corredor de maternidade em Rio Branco – Foto: Reprodução

Uma mulher deu à luz um bebê no corredor da Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco, deitada apenas em um colchonete. O parto ocorreu no dia 13 de abril, mas as imagens só começaram a circular nas redes sociais neste final de semana.

Segundo o portal G1 Acre, a informação foi confirmada em nota, assinada pela gerente-geral da Maternidade, Laura Pontes, na qual afirmou que abril foi um mês atípico, com muitos partos e que a estrutura pequena do local acabou contribuindo para o fato.

“O momento do parto não espera e ao ser identificado como iminente, a gestante foi trazida a um ambiente mais próximo e calmo (setor Doce Espera) e assistido o parto com a assistência possível, com profissionais capacitados e mantida a privacidade da paciente, garantindo o mínimo de conforto possível. Queremos enfatizar que o processo de humanização envolve o acolhimento, a assistência a atenção, a naturalidade com que ocorre o parto e que nunca será impedido de ocorrer quando chegar o momento certo. Foi o que aconteceu e que, por vezes, acontece nos lares e tantos outros lugares”, diz o documento.

Leia Também:  Vereador Nego demostra indignação com a atitude de Gladson Cameli em tirar Sérgio Mesquita da secretaria de saúde de Epitaciolândia

Ainda conforme a direção, mãe e filha receberam alta maternidade, 24h depois do parto e que as duas estavam bem. Um vídeo que começou a circular nas redes sociais neste final de semana, mostra a mãe e o bebê no colchão no chão recebendo atendimento médico.

Em janeiro deste ano, uma mulher entrou em trabalho de parto e deu à luz uma menina em frente à Maternidade. Um vídeo que circulou nas redes sociais na época, mostrava a bebê no chão da calçada chorando enquanto a mulher ficou de pé ao lado.

Veja nota na íntegra

Queremos informar que sim, tivemos o conhecimento desse parto, que o mês de abril está sendo atípico, muitas mulheres em trabalho de parto nos buscam e somos uma maternidade criada com uma estrutura para atender uma população bem menor que a atual e por conta disso o governo busca, nesse momento, construir uma outra com melhor estrutura e capacidade de atendimento.

Que nossa maternidade é pública e acolhe todas as mulheres que nos buscam e o atendimento foi assistido por profissionais experientes.

Leia Também:  Enquanto Gladson Cameli planeja shows milionários na Expoacre, falta até dipirona no Pronto Socorro e pacientes denunciam o caos

Que o momento do parto não espera e que ao ser identificado como iminente a gestante foi trazida a um ambiente mais próximo e calmo (setor Doce Espera) e assistido o parto com a assistência possível, com profissionais capacitados e mantida a privacidade da paciente, garantindo o mínimo de conforto possível.

Queremos enfatizar que o processo de humanização envolve o acolhimento, a assistência a atenção, a naturalidade com que ocorre o parto e que nunca será impedido de ocorrer, quando chegar o momento certo! Foi o que aconteceu e que, por vezes, acontece nos lares e tantos outros lugares. Nós estamos de braços abertos a todas as gestantes. Nossos profissionais são competentes e preparados para atendê-las e estamos a cada dia buscando melhorar a estrutura e as condições de atendimento. Temos certeza que melhoraremos!

Mulher dá à luz em corredor de maternidade em Rio Branco – Foto: Reprodução

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Quase chorando em grupo de whatsapp, Gladson pede para aliados pararem de qualquer opinião sobre vice porque está lhe prejudicando

Publicados

em

Em se tratando de Marcia Bittar, é problema na certa! Prova disso é a insatisfação do grupo do governador, que se dividiu após Gladson aceitar Marcia como sua vice, ocasião em quê, a angústia e desespero está tomando conta do despreparado governador do Acre que vem tendo muitos problemas por ter aceitado a referida senhora de goela abaixo.

Em um grupo de whatsapp dos aliados do Governador Cameli, denominado de “Primeiro Turno”, diante de tantas críticas, Gladson apelou e publicou uma mensagem nada agradável onde em tom de lamentações pede para que aliados pararem de qualquer opinião sobre vice porque está lhe prejudicando e pede união.

Na mensagem, Gladson ainda garante que até o último dia de seu mandato como governador, todos estarão seguro; difícil de se acreditar pois o que Cameli diz, não se escreve.

“Amigos vcs parem de qualquer opinião sobre vice pq isso está me prejudicando por favor se concentrar em fazer um trabalho de unir todo mundo. Depois não chorem o leite derramando, garanto que até 31 de dezembro todos estão seguro. Pergunta: Querem mais 4 anos? Se sim vamos agir”.

Leia Também:  É humilhante o tratamento que Cameli tem dado aos trabalhadores terceirizados que estão com salário atrasado

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA