Política Destaque

Márcio Bittar embarca para reunião com a direção nacional do União Brasil e pode voltar anunciando sua candidatura ao governo

Publicados

Política Destaque

A semana do desespero, assim podemos chamar os últimos dias para os partidos deferirem suas alianças e realizar suas convenções eleitorais. Os partidos estão deixando para definir suas estratégias no prazo limite estabelecido pela Justiça eleitoral.

Por exemplo, o grupo de partidos que é liderado pelo senador Márcio Bittar, tenta ajustar aliança com MDB de Mara Rocha, mas caso não seja possível o senador que rompeu recentemente com o governador Gladson Cameli (PP), pode ser aposta do União Brasil para disputa de governo.

Márcio Bittar embarcou para São Paulo, onde se encontra com a direção nacional do União Brasil e deve relatar os motivos pelos quais não quer Alan Rick como vice de Gladson Cameli, que decidiu sacar a sua esposa Márcia Bittar da chapa.

Para concorrer ao governo, Bittar teria um bom tempo de TV, pois preside o União Brasil, controla o Republicanos e PL, além de tentar fazer o presidente Bolsonaro entrar de vez na sua campanha, o que pode dar certo ou não.

Leia Também:  Na UPA da Sobral, Deputado Jenilson Leite diz que servidores da Saúde precisam de melhores salários e não de terceirização

A convenção do União Brasil está marcada para acontecer na tarde do dia 5, data limite do que é estabelecido pela Justiça eleitoral, resta saber se com candidato ao governo, ou apoiando a chapa do MDB

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Se Gladson Cameli passar mais 4 anos como governador poderá ser o homem mais rico do Acre; em menos de 4 anos seu patrimônio cresceu 76%

Publicados

em

Ac24horas – O patrimônio do governador Gladson Cameli (PP), que busca a reeleição nas eleições deste ano, cresceu cerca de 76% nos últimos quatro anos. A informação consta no Portal DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral que mostra os registros oficiais e contas eleitorais das eleições de 2022. A candidatura de Cameli e e da senadora Mailza como vice foi registrada nesta terça-feira, 9, no sistema eleitoral. O Progressista não realizou nenhum ato sobre o registro no Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com a lista de bens disponibilizada pelo candidato progressista, seu patrimônio totalizado em 2022 é de R$ 5,1 milhões (R$5.161.383,44). Nas eleições de 2018, quando concorreu pela cadeira de governador pela primeira vez, Cameli registrou R$ 2.9 milhões em bens e quando disputou o senado federal em 2014, seus bens eram avaliados em apenas R$ 514 mil.

De acordo com a lista de bens atualizados disponibilizadas pelo governador ao TSE, consta uma aeronave de R$ 1,5 milhões, dois carros de R$ 600 mil e R$ 449 mil, respectivamente, um terreno avaliado em R$ 600 mil e alíquota de empresas no valor de R$ 1 milhão. Esses são os itens mais caros declarados por Cameli.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  As rasteiras de Cameli: Quem for aliado dos Bittar que se prepare para mudança de rumo, porque Gladson já definiu sua chapa majoritária
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA