RIO BRANCO

Política Destaque

“Mamando no Governo”: Casal de Manaus troca a vida de empresários por cargos comissionados no governo Cameli

Publicados

Política Destaque

Acre In Foco – Camila Lekakis e Victor Diniz, eram proprietários da empresa Lekakis e Bonecker Servicos de Engenharia LTDA, localizada na Avenida Mario Ypiranga, 315, Adrianópolis, em Manaus.

Com a ascensão de Gladson Cameli (PP) ao governo do Acre, dois dos três sócios da empresa Lekakis e Bonecker Servicos de Engenharia LTDA, Camila Lekakis e Luis Victor Diniz Bonecker, se transferiram para Rio Branco /Ac onde ocupam cargos em comissão.

Camila Lekakis, assumiu um cargo em comissão na Secretaria Estadual de Educação. Já Luiz Victor Diniz Bonecker que estava lotado como secretário da SEDUR, passou a exercer o cargo de Secretário Adjunto da Seplag em novembro de 2020. 

Funcionários das duas pastas que afirmam não ter nada pessoal contra o casal, mas reclamam da “superlotação” de “manauaras” em cargos do governo Gladson.

Um deles disse: “o financiamento da revolução acreana está sendo cobrado agora, e com altíssimos juros”.

Veja os trabalhos que a empresa Lekakis e Bonecker Fazia

Além dos serviços de engenharia em sua gama variada de projetos, consultorias, gestão, manutenção, inspeção e produção, com suas ramificações nas áreas Elétrica-eletrônica (telecomunicações, energia, física-médica, programação e computação);

Leia Também:  Governador Gladson Cameli estourou teto de gastos com pessoal em mais de 60% em 2019

Química (ramo petroquímico, petrolífero, indústrias de base, cosméticos, bens de consumo, alimentos, produtos farmacêuticos); Mecânica (automotiva, aeronáutica, aeroespacial, hidráulica, naval, usinagem, prospecção de petróleo e peças mecânicas);

Agrícola, minas, acústica, segurança, bioengenharia, nuclear, portuária, maquinaria, tráfego, produção e bélica, a empresa também oferecia os serviços de construção de edifícios residenciais e comerciais;

Serviços de arquitetura e design de interiores além de cartografia, topografia e geodésia.

Estas últimas consideradas fundamentais para estudos preliminares em locais potencias de obras de engenharia (como usinas hidrelétricas e poços de perfuração de petróleo.

A empresa Lekakis e Bonecker Servicos de Engenharia LTDA, acabou sendo fechada em 19 de outubro de 2021.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O ex-deputado federal, Sibá Machado, gravou um vídeo polêmico onde fez um desabafo contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, o Juiz Sérgio Moro e o governador do Acre, Gladson Cameli. Sibá não perdeu a oportunidade de alfinetar o gestor em se tratando do escândalo de corrupção no qual para a Polícia Federal, Cameli é tido como o chefe de uma organização Criminosa que desviou quase R$ 1 bilhão de reais dos cofres públicos do Estado.

Leia Também:  Ministério Público recomenda que governo do Acre proíba eventos religiosos presenciais aos fins de semana e feriados

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Deputados recebem áudios de servidores da Saúde que choram exaustos pelo excesso de trabalho e lamentam fim do pagamento do auxílio

Publicados

em

O deputado Neném Almeida (Podemos), cobra a volta do pagamento do auxílio – Foto: Reprodução

Acre in Foco – O governo do Acre pagou a última parcela do Auxílio Temporário de Emergência em Saúde (ATS), no mês de dezembro de 2021. Esse adicional de insalubridade destinava-se a suprir os gastos excepcionais e emergenciais decorrentes da exposição excessiva de agentes públicos aos efeitos da pandemia.

Cada funcionário da linha de frente de combate à pandemia de covid-19 recebeu um adicional de cerca de R$ 500 por mês, desde julho de 2021. Um ano e 4 meses depois do intenso trabalho contra o coronavírus. A pandemia de covid-19 se intensificou a partir de março de 2020. O mês de férias dos servidores não foi contemplado com o auxílio que também não foi pago no mês de setembro, garantem os funcionários da Saúde.

O auxílio acabou em dezembro de 2021. Em janeiro de 2022, a covid-19 associada a gripe H3N2 voltaram a lotar as unidades de saúde. O padrão de 5 pacientes para cada técnico foi alterado para 14 pacientes para cada técnico. Um número considerado impossível: “é desumano”, chora de exaustão a servidora em áudio enviado aos deputados.

Leia Também:  Empresa de Manaus ganhou milhares de reais no Acre, sem executar obras, supostamente quem fez foi o Deracre, diz Rocha em vídeo

Isso vem acontecendo com frequência e a gestão da unidades não consegue resolver porque não tem profissional suficiente para atender a demanda”, afirma diretoria de Unidade de Saúde.

O deputado Neném Almeida (Podemos), cobra a volta do pagamento do auxílio e justifica: “muitos destes servidores após o contato com essa doença ficaram com sequelas (respiratória, ansiedade, depressão) e outros chegaram a perder a própria vida nessa guerra. Eles voltaram a ser muito exigidos no combate à doença, em 2022 e por isso é extremamente importante que todos os servidores que estejam na linha de frente, sejam contemplados com o benefício”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA