Política Destaque

Lira Xapuri diz que Gladson e Mailza Gomes tomaram o PMN na marra: “Cameli é um amaldiçoado eu era presidente na sexta e na segundo eu fui destituído”

Publicados

Política Destaque

Presidente regional do PMN é destituído do cargo por não aceitar se aliar com Gladson – Foto: Reprodução

O presidente regional do Partido da Mobilização Nacional – PMN no Acre, Lira Monteiro, popularmente conhecido como Lira Xapuri, foi destituído da presidência da sigla de forma desrespeitosa e o motivo dessa rasteira política, segundo ele, teria sido o fato do mesmo se recusar a apoiar a reeleição de Gladson Cameli.

Lira alega que foi vítima tanto do governador Gladson Cameli como também da senadora Mailza Gomes, pois segundo ele, por diversas vezes o governador e sua turma tentaram dialogar com o intuito de levar o PMN para apoiar Gladson e em todas as vezes, Lira Xapuri se recusou a apoiar Gladson despertando assim o interesse de troca o presidente da sigla.

Com isso, ambos (Mailza e Gladson) estiveram em Brasília e trataram direto com a executiva nacional do PMN e no mesmo momento Lira foi trocado. Após isso, Gladson e Mailza conseguiram levar o PMN para apoiar a chapa de Cameli, inclusive, no convite para a Convenção da Coligação “Avançar para fazer mais”, consta o PMN como um dos partidos que agora (depois da rasteira) faz parte da coligação.

Leia Também:  Depois de passar o mandato fazendo oposição a Cameli, Duarte vai se filiar ao Republicanos e apoiar Gladson

Essa parece que é mais um caso de uma rasteira política em que a vítima só descobre após o balaio de gato ter sido dado, e com Lira não foi diferente. Lira chegou a lamentar esta prática imoral feita por Gladson e Mailza Gomes, afirmando ser vítima de perseguição por parte dos dois.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A vereadora do município de Brasileia, Neiva Badotti, afirma que o mensalinho, agora na atual gestão o feito é praticado via pix, o que antes era mensalinho por meio de folhinha agora, na gestão de Fernanda Hassem foi informatizado, ou seja, modernizaram a possível prática de lavagem de dinheiro.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página do Instagram 3_de_Julho_Notícias, seja membro e compartilhe.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Se Gladson Cameli passar mais 4 anos como governador poderá ser o homem mais rico do Acre; em menos de 4 anos seu patrimônio cresceu 76%

Publicados

em

Ac24horas – O patrimônio do governador Gladson Cameli (PP), que busca a reeleição nas eleições deste ano, cresceu cerca de 76% nos últimos quatro anos. A informação consta no Portal DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral que mostra os registros oficiais e contas eleitorais das eleições de 2022. A candidatura de Cameli e e da senadora Mailza como vice foi registrada nesta terça-feira, 9, no sistema eleitoral. O Progressista não realizou nenhum ato sobre o registro no Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com a lista de bens disponibilizada pelo candidato progressista, seu patrimônio totalizado em 2022 é de R$ 5,1 milhões (R$5.161.383,44). Nas eleições de 2018, quando concorreu pela cadeira de governador pela primeira vez, Cameli registrou R$ 2.9 milhões em bens e quando disputou o senado federal em 2014, seus bens eram avaliados em apenas R$ 514 mil.

De acordo com a lista de bens atualizados disponibilizadas pelo governador ao TSE, consta uma aeronave de R$ 1,5 milhões, dois carros de R$ 600 mil e R$ 449 mil, respectivamente, um terreno avaliado em R$ 600 mil e alíquota de empresas no valor de R$ 1 milhão. Esses são os itens mais caros declarados por Cameli.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Empresário, Fernando Lage, diz que Gladson Cameli não foi convidado para inauguração das Boas Novas
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA