Política Destaque

Leo de Brito entra com ação na Justiça Federal para que Gladson Cameli devolva os R$ 800 milhões que foram desviados

Publicados

Política Destaque

Veja o Vídeo:

Em apoio às reivindicações dos servidores da Educação, Saúde e Segurança do Estado, o deputado federal Leo de Brito (PT-AC) manifestou sua solidariedade às categorias durante discurso no plenário da Câmara dos Deputados.

Leo de Brito anunciou ainda que entrou com uma ação popular, na Justiça Federal, para que o governador Gladson Cameli restitua aos cofres públicos os R$ 800 milhões que a Polícia Federal, por meio da Operação Ptolomeu, apontou que foram desviados.

“Lamento profundamente que os servidores estaduais estão sem reajuste salarial há quase quatro anos e os federais estão sem reajustes desde o governo da presidente Dilma. A carestia está aí. A inflação está comendo nossos salários. O governo Gladson Cameli virou as costas para os servidores públicos do Acre”, afirmou o parlamentar. 

Leo de Brito destaca que justamente quando os funcionários públicos lutam por valorização, o governador Gladson Cameli é acusado de desviar R$ 800 milhões dos cofres do Estado, como apontou a Operação Ptolomeu, da Polícia Federal.

Leia Também:  Depois de constatar o desvio de dinheiro da Educação, escolas estaduais estão tomadas pelo matagal

“Estou entrando com essa ação porque a situação revelada pela Polícia Federal é gravíssima e tem como principal beneficiário o governador Gladson Cameli. São mais de R$ 800 milhões que foram utilizados para compra de apartamentos, joias, carros de luxos. Isso é um absurdo. Enquanto isso, a população do Acre sofre com a fome, desemprego e as principais categorias do serviço público sem reajuste a quatro anos, recebendo migalhas”, destacou.

O deputado declarou ainda que a expectativa é que com a restituição dos valores desviados aos cofres públicos seja possível investir em políticas públicas. “E quem sabe dar uma remuneração justa aos servidores públicos do Estado do Acre”, finalizou.

Ainda nesta terça-feira, Leo de Brito participou da Audiência Pública que tratou do reajuste emergencial do serviço público, realizada na Câmara dos Deputados e que contou com a presença de diversas categorias do funcionalismo público federal.

As categorias reivindicam a recomposição das perdas salariais e não recebem reajuste há cinco anos.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho – Acre 24 Horas

Leia Também:  “O que essa empresa está fazendo nas obras de recuperação da pista de Thaumaturgo é uma vergonha para o governo”, dispara Edvaldo Magalhães

Veja o Vídeo Abaixo: O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre, SINTEAC vem a público, REPUDIAR a fala nojenta e desrespeitosa da senhora Márcia Bittar, pré-candidata a senadora da república. Na ocasião, a mesma em um canal de televisão em Cruzeiro do Sul, afirma que: “Os professores em sala de aula ensinavam aos filhos fazerem sexo com os pais”.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página: Facebook 3 de Julho Notíci

Portal: 3dejulho.com.br Rio de Janeiro

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Quase chorando em grupo de whatsapp, Gladson pede para aliados pararem de qualquer opinião sobre vice porque está lhe prejudicando

Publicados

em

Em se tratando de Marcia Bittar, é problema na certa! Prova disso é a insatisfação do grupo do governador, que se dividiu após Gladson aceitar Marcia como sua vice, ocasião em quê, a angústia e desespero está tomando conta do despreparado governador do Acre que vem tendo muitos problemas por ter aceitado a referida senhora de goela abaixo.

Em um grupo de whatsapp dos aliados do Governador Cameli, denominado de “Primeiro Turno”, diante de tantas críticas, Gladson apelou e publicou uma mensagem nada agradável onde em tom de lamentações pede para que aliados pararem de qualquer opinião sobre vice porque está lhe prejudicando e pede união.

Na mensagem, Gladson ainda garante que até o último dia de seu mandato como governador, todos estarão seguro; difícil de se acreditar pois o que Cameli diz, não se escreve.

“Amigos vcs parem de qualquer opinião sobre vice pq isso está me prejudicando por favor se concentrar em fazer um trabalho de unir todo mundo. Depois não chorem o leite derramando, garanto que até 31 de dezembro todos estão seguro. Pergunta: Querem mais 4 anos? Se sim vamos agir”.

Leia Também:  Ex-prefeito de Xapuri, Wanderley Viana envia nudes em grupo de WhatsApp de alunos

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA