Política Destaque

Irmã de Socorro Néri diz que professores “não sabem que letra vem antes ou depois de K ou W e nem as 4 operações

Publicados

Política Destaque

Acreinfoco – José Uchoa postou um desabafo em sua página no Facebook (Meta), criticando a posição adotada por defensores do governo Gladson Cameli (PP) que segundo ele atacam a credibilidade a justeza da greve da Educação. Foi o suficiente para a irmã da Secretária de Educação, Socorro Néri se manifestar, contestando com veemencia a postagem que traz Gladson e Socorro como “inimigos da Educação”

“Inimigos da educação, são “professores” que não sabem quais letras vêm antes ou depois de K e W. Não sabem as quatro operações matemáticas, não conhecem as capitais do Brasil. que deixam os alunos passarem de ano sem serem alfabetizados. Não sabem nem se “nois” vai, ou se “nois” vem…Esses sim, são inimigos da educação. Se respeite para ser respeitada! Inveja mata!!!”.

Uchoa destacou o fato da categoria estar há cinco anos sem reajuste e que no geral recebe os piores salários do estado vivendo uma situação de penúria, E disse que “se Socorro Néri tivesse o mínimo de dignidade e compromisso com a Educação, devolveria o cargo ao governador e não aceitaria entrar para a história como a secretária que operou a destruição da carreira do magistério acreano”.

Leia Também:  Policia Federal dá continuidade em operação e prende a chefe de gabinete do governador Cameli

As postagens de Uchoa afirmam que os defensores do governo atacam a credibilidade e a justeza da greve da Educação , alegando que trata-se de um movimento com motivações políticas eleitorais. Ele lembra que os servidores da Educação estão há 5 anos sem reajuste e em situação de penúria.

“Nenhuma pessoa que está no movimento e que tem por ventura a intenção de participar do processo eleitoral tira os justos e nescessarios motivos de nosso movimento , nossa greve é uma questão vital , estamos enfrentando um governo ardiloso e dissimulado , que se elegeu com apoio massivo da educação e prometendo uma valorização sem precedentes e ao final de seu mandato apresenta uma proposta que além de não recuperar as nossas perdas salariais destrói a estrutura do nosso PCCR e liquida a nossa carreira. Se tudo isso não são motivos justos pra justificar o nosso movimento eu não sei então o que seria”.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Governo determina que as máquinas sejam retiradas de Epitaciolândia, moradores não deixam e funcionários saem levando só as chaves

Publicados

em

Governador Gladson Cameli ordena ao DERACRE a retirada imediata do maquinário que estavam no município de Epitaciolândia – Foto: 

Gladson Cameli parece que está brincando de ser governador, pois a instabilidade nas decisões governamentais vem causando transtornos a população acreana. Prova disso é que após o maquinário do Departamento de Estradas de Rodagens do Acre (Deracre) ser levados para o município de Epitaciolândia, com a permissão no governador segundo informações, agora, Gladson (que é conhecido por não cumprir sua palavra) mudou de ideia e determinou que as máquinas fossem retirados do município por pura vaidade politica e deixa comunidades rurais a mercê, uma vez que a prefeitura depende desses maquinário para abertura e melhorias de ramais.

De acordo com denúncias dos moradores de Epitaciolândia, por volta de 12:00 horas, servidores do governo, por determinação do governador, chegaram no local para retirar as máquinas do município, mas houve resistência por parte da população para que o maquinário não fosse retirado, em virtude desta situação, os servidores não retiraram as máquinas, mas saíram levando as chaves de todo o maquinário para que não sejam usados.

Leia Também:  O governador não tem conhecimento, ele diz uma coisa agora e depois alguém tem que desmentir, desabafa deputado da base

O fato das máquinas do DERACRE estarem no município de Epitaciolândia é que no dia 26 de Junho de 2021, o Governador Gladson assinou um convênio com as prefeituras da região do Alto Acre para a implementação do programa Ramais Acre, e agora chegou a vez de Epitaciolândia ser contemplada, mas segundo informações, por motivos políticos, Gladson resolveu descumprir o convênio celebrado anteriormente, comprometendo o direito de ir e vir do produtores rurais do referido município.

A população de Epitaciolândia agora irá pagar um preço muito alto por ter um governador que não tem palavra, falta com a verdade corriqueiramente e não cumpre com os compromissos governamentais como é o caso do convênio que ele resolveu descumprir pelo fato de estar preocupado somente com a sua reeleição, embora que isso cause prejuízos para a população.

O programa Ramais Acre visa a abertura e recuperação de estradas vicinais (ramais e estradas municipais), que pretende criar condições necessárias para o fortalecimento e consolidação do agronegócio como nova alternativa de desenvolvimento econômico e social, mas com essa decisão do governador Gladson em retirar o maquinário do DERACRE, derruba o discurso fajuto de Cameli sobre o fortalecimento do agronegócio.

Leia Também:  Depois de passar o mandato fazendo oposição a Cameli, Duarte vai se filiar ao Republicanos e apoiar Gladson

A redação do jornal 3 de Julho Notícias tentou contato com a assessoria de comunicação do Governo, mas até a publicação desta matéria não obtivemos êxito, desde já o espaço fica aberto caso os mencionados queiram fazer algum esclarecimento a respeito do assunto.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA