Política Destaque

Gladson Cameli usou a força policial contra manifestantes do Pentecostes, afirma internauta

Publicados

Política Destaque

Acre infoco – O jovem Ítalo Alexandre, postou em sua página do facebook (Meta), vídeos da ação policial contra os manifestantes do Ramal de Pentecostes, Cruzeiro do Sul, afirmando: “O governador Gladson Cameli usou força policial contra a população para desobstruir a via e acabar com a manifestação do povo da Linha do Deracre.

Além de não cumprir suas promessas de campanha ainda usou a força contra trabalhadores rurais que reivindicam 5 km de asfalto, prometido por ele. Usaram bombas, spray de pimenta e ameaçaram levar os manifestantes presos”.

Durante um protesto em Cruzeiro do Sul ovídeo abaixo mostram policiais militares, que foram chamados para dispensar os manifestantes, jogando bomba de fumaça e de gás lacrimôgeneo nos moradores. No grupo havia crianças, adolescentes e mulheres.

Duas pessoas foram presas por desacato. Os manifestantes fecharam a rodovia AC-405, próximo ao Igarapé Preto, em busca de melhorias para a Comunidade Pentecostes. Entre essas melhorias está a pavimentação dos ramais.

Os moradores interditaram a rodovia com pedaços de madeira e também fizeram uma barreira humana para impedir a passagem dos veículos. Vários carros, motocicletas e até ônibus ficaram parados às margens da estrada.

Chovia bastante no momento do protesto. Com celulares, os moradores e motoristas que aguardavam a liberação da passagem gravaram a ação da polícia. Em um dos registros é possível ver a polícia jogando bombas em direção aos manifestantes, que gritam e se afastam.

Muita fumaça começa a aparecer no local e algumas crianças, que estavam fardadas, se afastam e tentam se proteger. “Covardes, covardes!! A gente não tem arma nenhuma, só temos a voz”, grita uma mulher no meio do protesto.

Veja o Vídeo:

‘Dentro dos padrões’

O comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar (6ºBPM), tenente-coronel Edvan Rogério, disse à Rede Amazônica Acre que as equipes policiais haviam combinado com as lideranças do movimento que seria dado apoio necessário. Segundo ele, desde o início do protesto, que começou por volta das 5h desta segunda com o bloqueio da via, uma equipe ficou no local para garantir a segurança dos manifestantes.

“Justamente por achar legítima a manifestação dos moradores, no entanto, solicitamos a pedido deles que uma equipe do governo fosse lá para conversar e acertar um acordo com a manifestação para ver o que poderia executar para o que fosse feito no momento. No entanto, os líderes dos manifestantes não quiseram fazer o acordo, não desbloquearam a via e, assim, tivemos que fazer a desobstrução”, defendeu.

Para essa desobstrução, o comandante afirmou que foram usados equipamentos menos letais que não causasse ferimentos aos manifestantes. O major falou que os métodos usados estão dentro dos padrões da polícia e ninguém ficou ferido.

“Usamos gás lacrimogêneo, bomba de efeito moral exatamente para que a população se dispensasse e a gente retirasse os obstáculos da via tudo dentro da nossa doutrina de controle de estudo civil. Todos nós sabemos da importância da AC-405 que liga às nossas outras cidades e, principalmente, ao aeroporto e o horário também era inconveniente, mas entendemos a manifestação da comunidade e garantimos a segurança deles”, justificou.

O militar argumentou que os policiais decidiram usar os equipamentos e avançar em direção à manifestação quando os moradores não queriam mais dialogar com as equipes do governo. Dois dos líderes dos manifestantes foram presos por desacato.

“Então, não tinha mais motivo para que se deixasse a via obstruída da forma que estava. Foram duas lideranças presas no momento”, concluiu.

O outro lado

O diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagens do Acre (Deracre), Petrônio Antunes, disse que o governo está empenhado em conseguir recursos para o asfaltar 7 quilômetros de ramal da comunidade. Para essa obra, segundo ele, é necessário conseguir mais de R$ 10 milhões, dinheiro que o governo não tem.

“Temos que buscar recursos federais ou outras fontes para poder essa obra. O governo se compromete em buscar esses recursos, mas ainda não aconteceu. Sei da ansiedade da população que há mais de oito anos tem essa promessa, mesmo de governos passados, e essa ansiedade acaba renovando em Cruzeiro do Sul”, destacou.

O diretor explicou que o Deracre tem se empenhado também em outras melhorias no município, como a duplicação da Rodovia AC-405, alteamento da estrada do aeroporto até a Comunidade Santa Rosa e recapeamento do acesso à cidade de Mâncio Lima.

“Isso renova as esperanças da comunidade [dos moradores]. Fica aqui meu compromisso, junto com o governador Gladson Cameli, de ir atrás desses recursos para a gente poder atender esse pedido”, concluiu. Veja mais no G1 Acre

Protesto contava com a presença de mulheres e alunos na manhã desta segunda (21) – Foto: Reprodução

E Veja Também no 3 de Julho – Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: Em apoio às reivindicações dos servidores da Educação, Saúde e Segurança do Estado. Leo de Brito anunciou que entrou com uma ação popular, na Justiça Federal, para que o governador Gladson Cameli restitua aos cofres públicos os R$ 800 milhões que a Polícia Federal, por meio da Operação Ptolomeu, apontou que foram desviados. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página: Facebook 3 de Julho Notíci

Portal: 3dejulho.com.br Rio de Janeiro

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Com Ciro Nogueira na articulação, Mailza pode desbancar os concorrentes e ser a vice de Gladson Cameli
Propaganda

Política Destaque

Gladson Cameli e assessores estão em Brasília na tentativa de rifar Mailza Gomes de vez do jogo, a estratégia até aqui deu errado

Publicados

em

O governador Gladson Cameli (PP) e vários assessores próximos, estão em Brasília para uma maratona de reuniões e conversas que afunile na formação da chapa majoritária que disputará a reeleição do atual governo.

Acompanhado do deputado estadual José Bestene, do secretário da Casa Civil Jhonatan Donadoni, dos assessores Lívio Veras, Rômulo Grandidier e Alysson Bestene, segundo informações repassada ao portal 3 de Julho, Gladson Cameli tenta chegar a um entendimento com os postulantes a vaga de senado e vice na sua chapa.

A confusão está posta, pois ao menos dois nomes na briga pela vice e três pela pela a vaga de senado.

Rômulo Grandidier e Alysson Bestene duelam ferrenhamente para saber quem agrada mais o governador e assim compor na vice, já Mailza Gomes, Márcia Bittar e Alan Rick, fazem o “Duelo de Titãs” para saber quem será o escolhido na disputa de senado para enfrentar Vanda Milane e o ex-senador Jorge Viana.

Não será fácil fazer o casal Bittar desistir de empurrar Márcia na disputa, por outro lado, Gladson se agrada mais de Alan Rick. Outro obstáculos grande é convencer a senadora Mailza Gomes, que está no mandato e preside o Progressista.

Leia Também:  Irmão dentista do vice governador Rocha é nomeado para a Casa Civil com salário de R$ 16 mil reais

A operação tira Mailza não funciona e segundo informações vem deixando Gladson Cameli enfurecido. O clima é de guerra, vai se salvar quem tiver mais poder político e pelo jeito a senadora Mailza Gomes tem de sobra.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA