Política Destaque

Enquanto o casal Bittar se preocupava em falar mal da esquerda, Gladson Cameli costurava a grande humilhação política ao relator do orçamento da União

Publicados

Política Destaque

Ninguém nunca imaginou ver uma rasteira tão bem dada igual o Gladson Cameli fez com grupo político do senador Márcio Bittar (UB), que até então era o dono da indução da vice e o sucessor de Cameli em 2026. Cameli, porém, percebeu que a indicação de Márcia Bittar como sua vice colocava a chapa para baixo, daí deu início a operação rifa Bittar.

A confusão ficou tamanha que a relação entre Gladson e Bittar foi de rompimento total e quem pode sair perdendo com tudo isso, seria o deputado federal Alan Rick, que poderia ser o vice dos sonhos de Cameli.

Dizem que Márcio Bittar não deixará barato a humilhação que sofreu publicamente, aliás a promessa de Gladson ao Flávio Bolsonaro seria ter Márcia Bittar na sua chapa para ter apoio do presidente na sua eleição e isso será lembrado em Brasília.

Os próximos capítulos prometem e vamos ver quais as cartas na manga que cada um dos lados tem a mostrar.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Leia Também:  Governo Gladson Cameli acionará a União no STF, para que governo Bolsonaro faça compensação de percas na redução do ICMS

Veja o Vídeo Abaixo: A vereadora do município de Brasileia, Neiva Badotti, afirma que o mensalinho, agora na atual gestão o feito é praticado via pix, o que antes era mensalinho por meio de folhinha agora, na gestão de Fernanda Hassem foi informatizado, ou seja, modernizaram a possível prática de lavagem de dinheiro.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Veja-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página do Instagram 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Se Gladson Cameli passar mais 4 anos como governador poderá ser o homem mais rico do Acre; em menos de 4 anos seu patrimônio cresceu 76%

Publicados

em

Ac24horas – O patrimônio do governador Gladson Cameli (PP), que busca a reeleição nas eleições deste ano, cresceu cerca de 76% nos últimos quatro anos. A informação consta no Portal DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral que mostra os registros oficiais e contas eleitorais das eleições de 2022. A candidatura de Cameli e e da senadora Mailza como vice foi registrada nesta terça-feira, 9, no sistema eleitoral. O Progressista não realizou nenhum ato sobre o registro no Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com a lista de bens disponibilizada pelo candidato progressista, seu patrimônio totalizado em 2022 é de R$ 5,1 milhões (R$5.161.383,44). Nas eleições de 2018, quando concorreu pela cadeira de governador pela primeira vez, Cameli registrou R$ 2.9 milhões em bens e quando disputou o senado federal em 2014, seus bens eram avaliados em apenas R$ 514 mil.

De acordo com a lista de bens atualizados disponibilizadas pelo governador ao TSE, consta uma aeronave de R$ 1,5 milhões, dois carros de R$ 600 mil e R$ 449 mil, respectivamente, um terreno avaliado em R$ 600 mil e alíquota de empresas no valor de R$ 1 milhão. Esses são os itens mais caros declarados por Cameli.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Marcio Bittar tenta tomar o Partido Liberal para inviabilizar possível candidatura da deputada Mara Rocha
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA