Política Destaque

Em entrevista no Portal UOL, Gladson se perde nas perguntas e atribui o crescimento do seu patrimônio à inflação

Publicados

Política Destaque

Entrevista do governador do Acre, Gladson Cameli no portal UOL – Foto: Reprodução

A investigação da Polícia Federal, que desencadeou a Operação Ptolomeu em dezembro do ano passado, mostra que o governador do Acre, Gladso

Cameli, seria o principal beneficiário de um suposto esquema de corrupção no alto escalão da gestão. A PF lista episódios de superfaturamento, propina, empresas fantasmas e movimentações bancárias com altos valores.

O governador é suspeito de desviar quase R$ 1 bilhão da Educação e Saúde do Acre onde foi alvo da Operação Ptolomeu que resultou na prisão de sua Chefe de Gabinete. Cameli concedeu entrevista exclusiva ao portal Uol, nesta sexta-feira (14).

Em entrevista, Gladson desviou quase todas as perguntas dos jornalista do UOL, Cameli disse que não quer falar sobre o inquérito determinado pelo STJ e quando questionado sobre o aumento de seu patrimônio em cerca de R$ 1 milhão por ano de mandato, respondeu que foi por causa da inflação.

Gladson até hoje não esclareceu para a população acreana sobre a operação que segundo as investigação, ele seria o chefe da quadrilha, diante das acusações ele só diz que tudo o que está acontecendo é politicagem o mesmo culpa os adversários mas não explica a origem de seu patrimônio onde a investigação aponta que a movimentações chegam a quase R$ 1 bilhão de reais.

Leia Também:  Os asseclas de Gladson querem arranjar culpados para as irresponsabilidades de Cameli afrente do governo

A defesa do governador do estado diz que o processo é desconexo e reúne diversas informações que não se fundamentam. Operação Ptolomeu foi desencadeada em dezembro do ano passado.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O ex-deputado federal, Sibá Machado, gravou um vídeo polêmico onde fez um desabafo contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, o Juiz Sérgio Moro e o governador do Acre, Gladson Cameli. Sibá não perdeu a oportunidade de alfinetar o gestor em se tratando do escândalo de corrupção no qual para a Polícia Federal, Cameli é tido como o chefe de uma organização Criminosa que desviou quase R$ 1 bilhão de reais dos cofres públicos do Estado.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Leia Também:  Pressionado, Márcio Bittar grava vídeo afirmando que vai com Gladson Cameli até o final

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Enquanto a diária do servidor público custa R$ 150 reais (diária miserável), a do Governador custa mais de R$ 1.700 reais, denuncia Daniel Zem

Publicados

em

“Gladson despreza a nossa história mas se apega às suas diárias”, afirma Daniel Zen

Acreinfoco – O deputado estadual Daniel Zen (PT-AC) comentou, em sessão ocorrida nesta terça-feira (05), na ALEAC, sobre o vandalismo praticado contra a estátua de Chico Mendes, localizada na Praça Povos da Floresta, no centro de Rio Branco, capital do Acre.

“Chico não é só Patrono do Meio Ambiente Brasileiro e Herói Nacional, com o nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria. Ele é um dos fundadores da Aliança dos Povos da Floresta, criador do conceito de sócio-ambientalismo. Seu legado transborda o Acre e o Brasil, pois sua luta teve, tem e terá importância mundial: ontem, hoje e sempre. O ataque à sua estátua – e o descaso do governo em reparar os respectivos danos – são ataques a tudo o que ele representa. Chico merece muito mais respeito!” afirmou o deputado de oposição ao governo bolsonarista de Gladson Cameli (PP-AC).

Zen ainda prosseguiu: “Enquanto o governo permite que a memória de um de nossos mártires seja violada, desprezando nossa cultura em uma tentativa insistente de reescrever a nossa história, o governador publica um decreto aumentando o valor de suas diárias para deslocamentos para fora do Estado para mais de R$ 1.400,00.”

Leia Também:  "O meu compromisso é com a população de Jordão", diz Naudo em nota ao presidente do PT, Cesário Campelo

Entendendo se tratar de uma situação absurda e vexatória, o Líder do Partido dos Trabalhadores na ALEAC complementou: “Enquanto o trabalhador assalariado tem que escolher entre pagar a talão de luz, comprar a botija de gás ou adquirir uma cesta básica para dar de comer à sua família, uma única diária do governador equivale a mais de um salário mínimo. Com esse valor, dava pra consertar a estátua do Chico, devolvê-la para o seu lugar e, assim, demonstrar algum respeito pela memória dos acreanos”, concluiu o parlamentar

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA