Política Destaque

Descaso do Governo Gladson com Tarauacá: População tem que se deslocar até Feijó para poder fazer um simples Raio X

Publicados

Política Destaque

Distante 380 km de Rio Branco, Tarauacá é a quarta maior cidade do estado com cerca de 43 mil habitantes e conhecida pela riqueza cultural e produtiva.

Moradores da cidade estão indignados com o tratamento que o governo de Gladson Cameli (PP) vem dando ao município, que praticamente foi abandonado pelo gestor estadual. Não bastasse ter uma péssima administração municipal, moradores encontram nas ações do governo negligência ara tudo que é lado.

Faz seis meses que o aparelho de Raio X do hospital Sansão Gomes se encontra quebrado e parece que para o governo e sua equipe isso é normal. Aos moradores que venham adoecer e o médico receitar um exame de raio X, este terá que se deslocar por 45 km até a cidade mais próxima que é Feijó e isso tem deixado as pessoas revoltadas.

O governo anunciou uma obra para readequação e instalar um aparelho de raio x novo no hospital geral da cidade, mas pelo visto ele não tem pressa alguma para conclusão dos serviços. Após a obra, o estado ainda irá contratar uma empresa especializada, treinar pessoal e coloque demora e transtorno.

Leia Também:  "Você não tem vergonha na cara, você é um moleque. Nosso governador Gladson é um mentiroso", diz morador

Pessoas reclamam que sequer tem dinheiro para passagem até Feijó e na maioria das vezes acabam desistindo do exame, tão importante para diversos diagnósticos.
Gladson tem deixado a desejar não somente na saúde de Tarauacá, mas sim de todo estado.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O Gefron apreendeu dentro de Van do município de Brasileia aproximadamente 150 kg de entorpecente, seria esta a maior apreensão daquela regional. De acordo com informações preliminares, o veículo da prefeitura iria realizar mais um transporte de pacientes que estão fazendo tratamento em Rio Branco quando foi surpreendido pelo policiais, após revistarem os pacientes e o veículo encontraram em uma sacola preta com todo o entorpecente.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Leia Também:  Sem ter o que mostrar vereador de Rio Branco, Anderson Sandro, faz ataques sensacionalistas contra Prefeita Socorro Neri para aparecer na mídia

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Investigado pela PF, Gladson Cameli declara R$ 114 mil investidos em ouro e quer mais 4 anos para aumentar ainda mais sua riqueza

Publicados

em

Gladson Cameli, que já foi alvo de investigações por suspeita de corrupção, declarou mais de R$ 5 milhões em bens, 76,6% acima do informado em 2018

O Antagonista – Gladson Cameli (PP), candidato à reeleição ao governo do Acre, declarou este ano à Justiça Eleitoral possuir pouco mais de R$ 5 milhões em bens. Deste montante, mais de R$ 114 mil são em ouro.

O candidato do Progressistas também informou possuir uma aeronave de R$ 1,5 milhão e outro R$ 1 milhão em participações em empresas. O candidato à reeleição é empresário e engenheiro civil de formação.

Nominalmente, o valor é 76,6% acima dos R$ 2,9 milhões informados ao TSE em 2018. Corrigido pela inflação, o patrimônio de quatro anos atrás valeria hoje R$ 4,8 milhões. Ou seja, um crescimento de 5,45% na comparação entre 2018 e 2022.

Em 2014, quando foi eleito senador pelo estado, Cameli declarou ao TSE possuir mais de R$ 514 mil em bens. O montante valeria hoje R$ 1,1 milhão.

Leia Também:  Enquanto Gladson dorme bem, funcionários fotografam paciente dormindo no chão dos corredores do pronto socorro da Capital

Neste ano, o Progressistas foi alvo de investigações da PF por suspeita de corrupção em seu governo. Cameli atribuiu o salto patrimonial à inflação.

A Assembleia do Acre chegou a pedir o impeachment de Gladson devido às suspeitas sobre seu governo, o que não ocorreu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA