Política Destaque

Com a base desalinhada e cada um por si, deputado Pedro Longo deve entregar o cargo de líder do governo

Publicados

Política Destaque

O clima na base de sustentação do governo de Gladson Cameli (PP), parece não ser dos mais amistosos pelas bandas da Assembleia Legislativa Estado do Acre do Acre.

Na sessão ordinária desta terça-feira (22), o atual líder do governo ficou praticamente isolado na ofensiva contra a bancada da oposição e para piorar, os próprios deputados da base estavam fazendo duras críticas ao Deracre.

Gerlen Diniz (PP) que inclusive foi líder do governo, não poupou críticas ao trabalho executado pela empresa ALTAS na reforma da pista do aeródromo de Marechal Thaumaturgo. Deputado disse que os responsáveis pelo péssimo serviço deveriam ser preso e criticou o presidente do Deracre, por não cobrar um serviço de qualidade.

Sem ajuda dos demais colegas de base para rebater ataques de vários deputados da oposição, o líder do governo Pedro Longo estaria se sentindo constrangido e confessou ter o desejo de entregar a liderança do governo no retorno de Gladson Cameli.

A verdade é que o clima não anda nada de unidade na base do governo, Calegário fez duras cobranças a secretaria de educação, que está atrasando os salários dos empregados terceirizados que prestam serviços ao governo. Cadmiel vem criticando duramente o não cumprimento das promessas aos Policias Militares e Bombeiros feitas pelo governador.

Leia Também:  Prefeita Socorro garante Selo para empresas vinculadas ao projeto "Amigas da Paz"

O clima é de cada um por si e Deus por todos.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias – Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: Os servidores da Educação do estado estão revoltados, com tanto descaso do governo Gladson Cameli com a maior categoria do Acre. Os servidores liderados pelo Sinteac, alegam que o governo descumpriu acordo judicial firmado com a categoria e que só iniciam o ano que vem tiver cumprimento do que foi acordado. Os servidores estiveram mais uma vez na frente da casa Civil e manifestaram sua insatisfação com Gladson Cameli.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Enquanto a diária do servidor público custa R$ 150 reais (diária miserável), a do Governador custa mais de R$ 1.700 reais, denuncia Daniel Zem

Publicados

em

“Gladson despreza a nossa história mas se apega às suas diárias”, afirma Daniel Zen

Acreinfoco – O deputado estadual Daniel Zen (PT-AC) comentou, em sessão ocorrida nesta terça-feira (05), na ALEAC, sobre o vandalismo praticado contra a estátua de Chico Mendes, localizada na Praça Povos da Floresta, no centro de Rio Branco, capital do Acre.

“Chico não é só Patrono do Meio Ambiente Brasileiro e Herói Nacional, com o nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria. Ele é um dos fundadores da Aliança dos Povos da Floresta, criador do conceito de sócio-ambientalismo. Seu legado transborda o Acre e o Brasil, pois sua luta teve, tem e terá importância mundial: ontem, hoje e sempre. O ataque à sua estátua – e o descaso do governo em reparar os respectivos danos – são ataques a tudo o que ele representa. Chico merece muito mais respeito!” afirmou o deputado de oposição ao governo bolsonarista de Gladson Cameli (PP-AC).

Zen ainda prosseguiu: “Enquanto o governo permite que a memória de um de nossos mártires seja violada, desprezando nossa cultura em uma tentativa insistente de reescrever a nossa história, o governador publica um decreto aumentando o valor de suas diárias para deslocamentos para fora do Estado para mais de R$ 1.400,00.”

Leia Também:  Bolsonarista original: Senador Márcio Bittar faz agenda no Acre e sempre fazendo questão de não usar máscara

Entendendo se tratar de uma situação absurda e vexatória, o Líder do Partido dos Trabalhadores na ALEAC complementou: “Enquanto o trabalhador assalariado tem que escolher entre pagar a talão de luz, comprar a botija de gás ou adquirir uma cesta básica para dar de comer à sua família, uma única diária do governador equivale a mais de um salário mínimo. Com esse valor, dava pra consertar a estátua do Chico, devolvê-la para o seu lugar e, assim, demonstrar algum respeito pela memória dos acreanos”, concluiu o parlamentar

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA