Política Destaque

Cedo ou tarde a PF vai bater em portas aí, porque os documentos estão chegando, diz vereadora Marinete

Publicados

Política Destaque

Durante os trabalhos legislativos desta terça-feira (29), a vereadora Marinete Mesquita esclareceu um fato que dias atrás foi denunciado pela redação do site 3 de Julho Notícias na  qual os vereadores de Brasileia estavam sendo vítimas de censura por parte da prefeita Fernanda Hassem, no qual Marinete classificou como ditadora, perseguidora e mal informada.

A parlamentar demonstrou tamanha indignação com as manobras da gestora de Brasileia em querer (segundo ela) mascarar os trabalhos da Câmara de vereadores, ao pedir a retirada do Boletim Informativo da Câmara de Vereadores de Brasileia, bem como o programa de rádio apresentado por Marinete enquanto servidora da prefeitura de Epitaciolândia.

Vale destacar que quando esta redação de notícias noticiou a tentativa de amordaçar os vereadores, ferir a Constituição e agredir diretamente os direitos de cada cidadão, houve meia dúzia de bajuladores, que são pagos com o dinheiro público para tentar blindar a prefeita, que disseram que era mentira, era Fake News, mas a verdade cedo ou tarde chega, e Chegou!

Leia Também:  Ministério Público Federal abre inquérito para apurar danos ambientais na Reserva Chico Mendes, em Brasiléia

Mesquita, inclusive, afirmou que quando a prefeita Fernanda Hassem tenta bloquear a apresentação de um programa de rádio, calar, expulsar apresentador, ela está rasgando a lei 4.860 e mostrando que é ditadora. Marinete completou que Fernanda Hassem ainda engana meia dúzia e dentre essa meia dúzia, metade ainda estão por conveniência porque precisa.

Marinete fez um alerta para toda a população de que cedo ou tarde a Polícia Federal vai bater em algumas portas, pois os documentos estão chegando. Alerta este que nos faz querer saber o que anda acontecendo por debaixo dos panos, como o fato de receber uma remuneração no valor de R$ 6.000,00 (seis mil reais) e pagar faculdade para o filho no valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) fora do Estado (e não é na Bolívia), ou o fato de receber R$ 6.000,00 (seis mil reais) e comprar um apartamento a vista, são coisas que não batem e merecem uma investigação minuciosa por parte do judiciário.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Gladson Cameli e assessores estão em Brasília na tentativa de rifar Mailza Gomes de vez do jogo, a estratégia até aqui deu errado

Publicados

em

O governador Gladson Cameli (PP) e vários assessores próximos, estão em Brasília para uma maratona de reuniões e conversas que afunile na formação da chapa majoritária que disputará a reeleição do atual governo.

Acompanhado do deputado estadual José Bestene, do secretário da Casa Civil Jhonatan Donadoni, dos assessores Lívio Veras, Rômulo Grandidier e Alysson Bestene, segundo informações repassada ao portal 3 de Julho, Gladson Cameli tenta chegar a um entendimento com os postulantes a vaga de senado e vice na sua chapa.

A confusão está posta, pois ao menos dois nomes na briga pela vice e três pela pela a vaga de senado.

Rômulo Grandidier e Alysson Bestene duelam ferrenhamente para saber quem agrada mais o governador e assim compor na vice, já Mailza Gomes, Márcia Bittar e Alan Rick, fazem o “Duelo de Titãs” para saber quem será o escolhido na disputa de senado para enfrentar Vanda Milane e o ex-senador Jorge Viana.

Não será fácil fazer o casal Bittar desistir de empurrar Márcia na disputa, por outro lado, Gladson se agrada mais de Alan Rick. Outro obstáculos grande é convencer a senadora Mailza Gomes, que está no mandato e preside o Progressista.

Leia Também:  Negacionista: Pesquisa mostra como Bolsonaro executou estratégia pela propagação da Covid-19

A operação tira Mailza não funciona e segundo informações vem deixando Gladson Cameli enfurecido. O clima é de guerra, vai se salvar quem tiver mais poder político e pelo jeito a senadora Mailza Gomes tem de sobra.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA