Política Destaque

Cameli só lembra das empresas de Manaus! Nem o Governador Gladson e muito menos o relator do orçamento Márcio Bittar, lembram da Ponte em Rodrigues Alves

Publicados

Política Destaque

Veja o Vídeo:

É muito liso, o caminho sobe patinando, quando sobe. Moradores reclamam do péssimo acesso ao município de Rodrigues Alves.

Com seus 20 mil habitantes, distante cerca de 650 km da capital Rio Branco, a cidade de Rodrigues Alves vive um eterno drama com a falta de uma ponte que faça a ligação entre as duas margens do Rio Juruá.

A cidade que era para ser a porta de entrada de quem chega no Vale do Juruá pela BR-364, se transformou em um braço morto, tendo assim prejuízos econômicos incalculáveis.

Com uma bancada federal quase toda na base do governo Bolsonaro, incluindo o governador Gladson Cameli (PP), os Rodriguenses já começam a perder a fé na concretização do maior objetivo dos munícipes.

Olhe que o Senador Acreano Márcio Bittar (MDB), se exaltou e ser o relator do orçamento 2021, destinou milhões para tudo que é cidade do País, mas esqueceu que a Ponte em Rodrigues Alves poderia ser uma das obras beneficiadas por ele.

Na campanha de 2018, o hoje governador Gladson Cameli (PP), animou a população da cidade, quando deu sua palavra durante vários comícios e reuniões, que caso eleito uma das primeiras obras na região seria a tão sonhada ponte.

Leia Também:  Cunhado de Gladson: Funcionários da Aleac protestam com faixa contra o presidente Nicolau Júnior

Passada a eleição, o governador esteve em uma agenda na cidade e foi cobrado sobre sua maior promessa. Foi aí que Gladson pediu um plesbicito na cidade, para que a população escolhesse, R$ 100 milhões investidos em algumas áreas, ou esse valor na construção da Ponte.

De imediato, o movimento denominado Pró-Ponte, que nasceu da luta de alguns líderes da sociedade do município, que é encabeçado pelo jovem Ralph Fernandes, fizeram uma extensa mobilização. Os mesmos envolveram os mais diversos políticos de todas as esferas, sociedade civil organizada e a escolha foi unanime pela ponte.

O documento com assinatura de todos foi entregue ao governador e ficou acordado de ele tratar da viabilidade da obra. Para animar ainda mais a população, Gladson trouxe junto com senador Marcio Bittar, o presidente do Senado na época, David Alcolumbre, que reafirmou seu compromisso em alocar recursos no orçamento geral da União.

A promessa foi esfriando e o primeiro projeto de viabilidade foi rejeitado pelo DNIT e com isso nenhum parlamentar alocou emendas para o pontapé inicial.

Um vídeo enviado por internautas na tarde desta sexta-feira (10), mostram a realidade cruel de quem ver no período do inverno, o drama do atoleiro e lamaçal na beira do Rio.

Leia Também:  As promessa de Cameli: Vereador Tiago Matos, pede que Governador cumpra as promessas feitas ao Município de Rodrigues Alves

Rodrigues Alves fica a 10 km DE Cruzeiro do Sul, ligada pela estrada da variante, utilizada por centenas de veículos e milhares de pessoas diariamente.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Daniel Zen, diz que os atos antidemocráticos realizado no dia 7 por apoiadores de Bolsonaro. Sobre a pauta da alta dos combustíveis no País e no Acre, o deputado afirmou que falta informações para esclarecer as pessoas e culpabilidade. “O governo Bolsonaro é principal culpado pelo caos no País, só ver o perfil da maioria dos que saíram as ruas no dia de ontem. Homens brancos, ricos e que estavam ali porque mesmo? Lutando por emprego, moradia e dignidade que não era! Quem aumenta a Energia e o combustível e maltrata o povo, é o Bolsonaro”, disse.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Investigado pela PF, Gladson Cameli declara R$ 114 mil investidos em ouro e quer mais 4 anos para aumentar ainda mais sua riqueza

Publicados

em

Gladson Cameli, que já foi alvo de investigações por suspeita de corrupção, declarou mais de R$ 5 milhões em bens, 76,6% acima do informado em 2018

O Antagonista – Gladson Cameli (PP), candidato à reeleição ao governo do Acre, declarou este ano à Justiça Eleitoral possuir pouco mais de R$ 5 milhões em bens. Deste montante, mais de R$ 114 mil são em ouro.

O candidato do Progressistas também informou possuir uma aeronave de R$ 1,5 milhão e outro R$ 1 milhão em participações em empresas. O candidato à reeleição é empresário e engenheiro civil de formação.

Nominalmente, o valor é 76,6% acima dos R$ 2,9 milhões informados ao TSE em 2018. Corrigido pela inflação, o patrimônio de quatro anos atrás valeria hoje R$ 4,8 milhões. Ou seja, um crescimento de 5,45% na comparação entre 2018 e 2022.

Em 2014, quando foi eleito senador pelo estado, Cameli declarou ao TSE possuir mais de R$ 514 mil em bens. O montante valeria hoje R$ 1,1 milhão.

Leia Também:  MPF de olho em Bittar: Sindicalista Issac Ronaltti denuncia no Ministério Público Federal, emenda de R$ 126 Milhões destinada pelo senador a Santa Casa de Misericórdia

Neste ano, o Progressistas foi alvo de investigações da PF por suspeita de corrupção em seu governo. Cameli atribuiu o salto patrimonial à inflação.

A Assembleia do Acre chegou a pedir o impeachment de Gladson devido às suspeitas sobre seu governo, o que não ocorreu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA