Política Destaque

Escola rural Luiz Gonzaga, em Epitaciolândia, suspende aulas por falta de professores e vereador Messias denuncia o descaso do governo

Publicados

Política Destaque

Durante a gestão do governador Gladson Cameli, a educação estadual vem sofrendo grande decadência e quando se pensa que não pode piorar os pais dos alunos são surpreendidos por mais notícias ruins, como é o caso dos alunos da escola rural Prof. Luiz Gonzaga da Rocha, localizada no km 9 da BR-317, zona rural do município de Epitaciolândia.

Nesta sexta-feira (24), para o desespero dos pais dos alunos, a escola Prof. Luiz Gonzaga da Rocha emitiu um comunicado afirmando que a partir desta segunda-feira (27) as aulas serão suspensas por tempo indeterminado.

O motivo da suspensão das aulas seria a quantidade insuficiente de professores para atender a demanda da Unidade Escolar durante o ano letivo. No mesmo comunicado, a equipe gestora destaca que quando a Secretaria de Educação solucionar esta demanda, as aulas serão retomadas.

Vale lembrar que os alunos da rede estadual de ensino rural, incluindo Epitaciolândia, iniciaram as aulas com cinco meses de atraso, isto pelo fato de não ter transporte escolar e muito menos motoristas, pois mesmo após o período de pandemia, a equipe da SEE não se preparou para garantir o retorno das aulas em tempo hábil, para não prejudicar a comunidade escolar, mas ao invés disso ficaram adormecidos esperando o ano letivo chegar para poderem dar início aos procedimentos necessário.

Leia Também:  Preparando a rasteira: Abre o olho Alan Rick, seu nome está quase fora da chapa majoritária de Gladson Cameli

Revoltados com a situação, alguns pais de alunos procuraram o vereador Messias Lopes solicitando ajuda para que os filhos não continuem sendo lesados sem a educação devida. Diante da situação, o parlamentar afirmou que na posição de vereador estará tomando as devidas providências junto aos órgãos competentes, inclusive estará acionando o Ministério Público para que o direito a educação seja garantido para as crianças e adolescentes de Epitaciolândia.

Ouça o áudio:

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Se Gladson Cameli passar mais 4 anos como governador poderá ser o homem mais rico do Acre; em menos de 4 anos seu patrimônio cresceu 76%

Publicados

em

Ac24horas – O patrimônio do governador Gladson Cameli (PP), que busca a reeleição nas eleições deste ano, cresceu cerca de 76% nos últimos quatro anos. A informação consta no Portal DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral que mostra os registros oficiais e contas eleitorais das eleições de 2022. A candidatura de Cameli e e da senadora Mailza como vice foi registrada nesta terça-feira, 9, no sistema eleitoral. O Progressista não realizou nenhum ato sobre o registro no Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com a lista de bens disponibilizada pelo candidato progressista, seu patrimônio totalizado em 2022 é de R$ 5,1 milhões (R$5.161.383,44). Nas eleições de 2018, quando concorreu pela cadeira de governador pela primeira vez, Cameli registrou R$ 2.9 milhões em bens e quando disputou o senado federal em 2014, seus bens eram avaliados em apenas R$ 514 mil.

De acordo com a lista de bens atualizados disponibilizadas pelo governador ao TSE, consta uma aeronave de R$ 1,5 milhões, dois carros de R$ 600 mil e R$ 449 mil, respectivamente, um terreno avaliado em R$ 600 mil e alíquota de empresas no valor de R$ 1 milhão. Esses são os itens mais caros declarados por Cameli.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Enquanto Gladson "dialoga com calango", Policial com câncer tenta há 2 meses conseguir remédio que custa quase R$ 32 mil
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA