RIO BRANCO

Política Destaque

Após ser duramente criticado nas redes sociais por fazer campanha em meio a pandemia e dificuldades, Petecão finge se importar com a saúde do Acre

Publicados

Política Destaque

Aglomeração realizada com sucesso!! Foto: Rede social do Senador.

Enquanto a saúde do Acre entrava em colapso (situação em que muitos temiam) e moradores de rio Branco e outros municípios sofriam com os transbordamentos de igarapés e seus afluentes, o senador Petecão estava pouco se importando em Santa Rosa, fazendo campanha em meio a pandemia.

Porém, nesta segunda-feira a bancada federal do Acre, na qual o senador Petecão integra, juntamente com Márcio Bittar, tinha uma reunião marcada com o ministro da saúde de Bolsonaro, Eduardo Pazuello, que desmarcou a reunião sem dar grandes justificativa, o que é uma falta de compromisso e respeito com os acreanos, isso porque o Acre foi um dos estados que deu uma porcentagem de votos generosa para Bolsonaro. Parece que o relator do orçamento do governo bolsonaro (Márcio Bittar) está com a sua influencia comprometida. 

Tentando abafar o fato de que ele estava nas comunidades aglomerando e correndo o risco de propagar o coronavírus nas aldeias isoladas, Petecão resolveu mostrar que se importa com algumas coisa que envolve o Acre, além de seus próprios interesses, onde afirmou que sua posição era que a bancada acampasse no ministério da saúde.

Leia Também:  Deputado Leo repúdio ameaça feita pelo sargento do Exército, que diz: “vou praticar tiro ao alvo na cabeça de esquerdopatas”

Mas a pergunta que fica é. Mas só agora o senador Petecão resolveu se importar com a situação em que o Acre está enfrentando há um certo tempo? E que agora a situação está só se agravando. Cadê o relator do orçamento para intermedir uma reunião do Governo Bolsonaro com a bancada?

Esta reunião que foi desmarcada pelo ministro Pazuello, era de vital importância, pois era o momento para se levar as necessidades do Acre como o colapso na saúde para serem resolvidos. Mas o governo federal está fazendo pouco caso com a situação do Acre, talvez esteja esperando o caos acontecer, assim como no estado do Amazonas.

A Bancada federal do Acre manteve uma reunião interna, para tirar encaminhamentos a ser traçadas e tentar uma ação junto ao governo Federal, que venha resultar em ajuda imediata para o estado.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: Hospitais do Acre entraram para a lista dos hospitais com 100% de sua capacidade ocupada e sofrem drasticamente devido a grande quantidade de casos graves de pacientes com covid-19. De acordo com informações, 100% dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, Instituto de Traumatologia do Acre (INTO) e Hospital de urgência e Emergência de Rio Branco (Pronto Socorro) estão todos ocupados.

Leia Também:  Acuado, Bolsonaro reativa o Gabinete do Ódio: Vereador Carlos Bolsonaro é alvo de investigação do Supremo Tribunal Federal

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Conselheiro Tutelar diz que estão perseguindo Bocalom para desviar os desvios no governo Cameli e que estão pagando R$ 100 reais, para alguns bater no prefeito

Publicados

em

O Conselheiro Tutelar Ari Oliveira, usou uma postagem em um grupo de debates no whatsapp bem movimentado para criticar o excesso de críticas contra o prefeito Tião Bocalom (Progressista).

O mesmo ainda disse que ficou sabendo que um grupo de políticos estariam pagando R$100 para populares detonar Bocalom e sua gestão nas redes sociais.

Na sua mensagem o Conselheiro supõe que, as críticas contra o prefeito são para tirar o foco dos últimos escândalos envolvendo membros da cúpula do governo Gladson Cameli (PP), pois Bocalom tem apenas um ano de mandato e não tem como resolver todos os problemas da cidade em tão pouco tempo.

“Rapaz já virou bagunça, aliás virou caso de perseguição o que estão fazendo com prefeito. Ontem mesmo falei com um rapaz aí em RBO e disse que teve político oferecendo 100 reais para os moradores detonar o Prefeito em vídeo. Tá feio já. Prefeito tem 4 anos de mandato. Eu fico perguntando pq até agora nenhum jornal foi até a fundo para descobrir de onde saiu tanto dinheiro desviado na operação Ptolomeu ou como funciona o esquema dos precatórios. Porque estão tão calados? Bocalom pode até aqui ainda não ter acertado o compasso da gestão, mas já virou caso de perseguição e isso é ridículo. Eu tenho as minhas críticas em relação a gestao, mas o que estão fazendo já passou dos limites. Qual foi o prefeito que mudou tudo em RB? Qual Prefeito melhorou a vida das pessoas da noite para o dia?”, Indagou Ari.

Leia Também:  Angelim, o bom administrador!! Ex-prefeito Angelim aparece como um possível pré-candidato a prefeito de Rio Branco

Nas redes sociais o clima entre militantes do palácio Rio Branco e da prefeitura municipal é de guerra, inclusive foi motivo de um alerta por parte de um vereador do PP esta semana.

O pano de fundo dessa briga é o reflexo da eleição de 2020 e o que vai ser 2022, quando parte do PP estará com Gladson Cameli, enquanto a outra com Sérgio Petecao (PSD).

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Leia Também:  Vergonha: dos 14 vereadores somente 3 comparecem as sessões da Câmara municipal de Cruzeiro do Sul

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA