Política Destaque

A política acreana está fervendo, todos estão esperando o desenrolar desse Zig Zag feito pelo governador, diz Edvaldo Magalhães

Publicados

Política Destaque

Os bastidores da política acreana ganha ares verdadeiramente de uma grande e acirrada disputa nas eleições municipais deste ano, tendo o governador Gladosn Cameli pautando as notícias com sua possível sápida do PP.

No retorno dos trabalhos na Assembleia Legislativa do Acre desta terça-feira (04), o assunto que pautou a fala dos deputados foram as articulações políticas, andanças dos deputados durante esses 15 dias. O Deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) aproveitou para botar pimenta na discussão. O parlamentar disse que o governador Gladson Cameli se tornou um errante na política e sua indefinição tem deixado seus aliados sem compreender nada.

“O governador foi achincalhado no seu partido, depois de uma gravação vazada, onde um dirigente o chamava de menino em corpo de homem, em uma demonstração clara de que as coisas por lá não ia alinhadas. Depois teve a Operação Bandeirantes, esta articulada em São Paulo e que tem resistência dos Tucanos acreanos” disse Edvaldo.

Edvaldo disse que andou o Acre quase todo neste período de recesso e sentiu uma paralisia política, onde os partidos aguardam a movimentação do governador.

Leia Também:  Presidente da Câmara de Cruzeiro do Sul parabeniza senadora Mailza Gomes pelos investimentos destinos ao município

“Os partidos estão esperando a definição desse zig zag do governador, ele decidiu pousar no ninho tucano, sob a desconfiança dos dirigentes locais. Basta ler o que disse a nota do PSDB assinada pela deputada federal Mara Rocha. Se quiser vir será bem-vindo, mas vem para balançar a bandeira de nossos candidatos, ‘aqui a casa tem ordem’”, finalizou Edvaldo, em uma clara alfinetada no ambiente político do palácio Rio Branco.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Vereador Ronaldo Reis denuncia trabalho mal feito pelo governador Gladson Cameli realizado na escola Dom Pedro, na BR-364, em Feijó

Publicados

em

A Escola Dom Pedro I localizada no quilômetro cinquenta e sete da BR-364 no município de Feijó, está abandonada pelo governo do estado, diz vereador Ronaldo Reis.

Segundo informações as reformas que foram realizadas foram apenas pra camuflar, já que o trabalho realizado foi mal feito.

“As salas são pequenas e não comporta de maneira adequada a quantidade de alunos. Desde 2020 que encaminhamos ofícios informando que a escola não tem condição de receber alunos, um mês após as reformas, alguns lugares estão caindo, quebrando”. Informou o denunciante ao blog.

Em 2021 uma empresa foi fazer a reforma, mas antes de concluir, fizeram uma pausa para voltar depois, e não voltaram, segundo informações.

“Vem sempre pessoas da secretaria, mas apenas tiraram fotos e vão embora e não resolve nada”. Lamenta uma moradora.

“O ano letivo já deveria ter começado, mas o descaso do poder público com a situação é tão grande, que depois de dois anos e meio sem aula. A evasão, desistência e transferência são vivenciadas todos os dias”. Relata a comunidade escolar.

Leia Também:  Ex-assessora parlamentar critica mesa diretora da ALEAC: ‘Estão pagando as rescisões de uns e outros não’, isso não é justo!

“Tenho vergonha, como gestor escolar de participar desse descompromisso do poder público molha dentro da escola porque a cobertura foi iniciada, mas não foi terminada, os banheiros não funcionam,  não tem banheiros para cadeirante, precisa-se de vigias porque já houve roubo e é perigoso deixar os computadores,  impressoras e etc., porteiro,  secretaria (o), auxiliar escolar,  mais um servente”. Destacou os profissionais em educação da escola.

Desde 2018 que a gestão da escola solicita a organização da energia, pois o transformador é pra escola e outras casas, e até agora nada foi feito.

A própria comunidade começou um abaixo assinado para ver se muda a situação da escola, mais até o momento continuam desamparados pelo governo do estado.

“Esse é o retrato do governo de Gladson Cameli em Feijó, juntamente com o deputado Marcus Cavalcante, já que o núcleo de educação foi entregue a ele para acomodar seus pares, um descaso com a educação.” Destacou o vereador Ronaldo Reis.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA