Política Destaque

A empresa SUATS é mais uma terceirizada do governo Gladson Cameli a deixar seus empregados sem salários

Publicados

Política Destaque

O portal 3 de Julho Notícias recebeu a denúncia anônima de um grupo de trabalhadores terceirizados da empresa SUATS, que presta serviços para o governo na parte de vigilância e monitoramento alegando falta de salário em suas contas.

Os trabalhadores alegam que estão encontrando dificuldades para suprir suas necessidades de sobrevivência, por irresponsabilidade dos proprietários que atrasam frequentemente o calendário de pagamento dos mesmos. Temendo represarias, não vamos divulgar os nomes dos dois trabalhadores que nos contaram o drama que é ver suas contas atrasadas e ter dificuldades até para comprar comida.

“Nós não aguentamos mais essa situação meu amigo, divulga aí no seu porta, pois não acho justo a gente trabalhar o mês inteiro e não ter direito a receber nosso pagamento em dia. Eu tenho certeza que o governador sabe dessa situação, mas ninguém faz nada porque somos terceirizados e não podemos nem fazer uma greve que podemos ser demitidos”, desabafou um dos reclamantes.

Outro empregado que também tem salário em atraso, falou da batalha para garantir sobreviver e pagar suas contas em atraso.

Leia Também:  Será que Jorge Viana está com medo de enfrentar Gladson? Indecisão política do ex-senador atrapalha Jenilson

“Eu não sei mais como me programar para pagar minhas contas, mês passado eu troquei o gás porque minha irmã emprestou o cartão dela meu amigo. Olha, nós temos gente aqui com até três meses de salário a receber e isso é muito humilhante”, queria muito que o governador tivesse responsabilidade como a gente também”, disse o trabalhador revoltado.

A SUATS presta serviços de vigilância e monitoramento em diversas repartições públicas d estado e ainda não se manifestou sobre as reclamações feita por servidores.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Destaque

Investigado pela PF, Gladson Cameli declara R$ 114 mil investidos em ouro e quer mais 4 anos para aumentar ainda mais sua riqueza

Publicados

em

Gladson Cameli, que já foi alvo de investigações por suspeita de corrupção, declarou mais de R$ 5 milhões em bens, 76,6% acima do informado em 2018

O Antagonista – Gladson Cameli (PP), candidato à reeleição ao governo do Acre, declarou este ano à Justiça Eleitoral possuir pouco mais de R$ 5 milhões em bens. Deste montante, mais de R$ 114 mil são em ouro.

O candidato do Progressistas também informou possuir uma aeronave de R$ 1,5 milhão e outro R$ 1 milhão em participações em empresas. O candidato à reeleição é empresário e engenheiro civil de formação.

Nominalmente, o valor é 76,6% acima dos R$ 2,9 milhões informados ao TSE em 2018. Corrigido pela inflação, o patrimônio de quatro anos atrás valeria hoje R$ 4,8 milhões. Ou seja, um crescimento de 5,45% na comparação entre 2018 e 2022.

Em 2014, quando foi eleito senador pelo estado, Cameli declarou ao TSE possuir mais de R$ 514 mil em bens. O montante valeria hoje R$ 1,1 milhão.

Leia Também:  Prefeitura de Brasileia tapa boca de Bueiro com madeira de refugo e vira motivo de piada nas redes sociais "parabéns secretaria de obras!"

Neste ano, o Progressistas foi alvo de investigações da PF por suspeita de corrupção em seu governo. Cameli atribuiu o salto patrimonial à inflação.

A Assembleia do Acre chegou a pedir o impeachment de Gladson devido às suspeitas sobre seu governo, o que não ocorreu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA