Política Destaque

“A aliança do Gladson é com o povo”: É o que se observa na construção política do governador Gladson Cameli para as eleições de 2022

Publicados

Política Destaque

Com a deterioração das siglas partidárias e suas principais lideranças em função dos grandes escândalos de corrupção, alguns políticos preferem estreitar o relacionamento com a população através das redes socais.

É o que se observa na construção política do governador Gladson Cameli (PP) para as eleições de 2022. Não é que Cameli despreze os partidos, mas os enxerga em seu real e devido tamanho.

Como a pressão por espaços de cargos dentro do governo é muito grande pelos “aliados”, o governador se articula diretamente com lideranças independente de seus partidos políticos como sempre fez, desde que se elegeu a primeira vez como deputado federal e depois senador.

Muitas vezes, quando questionado pela imprensa o porquê de negar mais espaços aos aliados, Cameli sempre responde com outra pergunta: “Que aliados”? Se ressente dos que estão no governo, mas não o defendem nos momentos mais críticos, principalmente no enfrentamento às acusações que considera levianas. Por isso, o núcleo de sua reeleição é diretamente com a população de um modo geral. Como se diz: “A melhor aliança é com o povo”.

Leia Também:  Vereadora afirma que é vergonhoso Governador fazer mutirão de cirurgia somente em ano eleitoral

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O vereador Leomar Barbosa também deu seus esclarecimentos a respeito da situação do veículo da Amoprebe que cedeu uma caminhonete nova para a prefeitura de Brasileia juntamente com um tratar que era para auxiliar os produtores da reserva extrativista.

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Veja o Vídeo Abaixo: O assunto mais pertinente foi a caminhonete cabine dupla da Amoprebe que está cedida para a prefeitura, assunto este que deu o que falar. Na oportunidade, o vereador Jurandir Queiroz, que foi o autor do ofício que solicitou a presença do presidente da Amoprebe, questionou a cerca dos motivos que teria levado a Associação ceder o veículo em questão para o executivo.

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política Destaque

Governo paga R$ 14 mil para professores ficarem tomando banho de piscina na escola Armando Nogueira, professor das águas ainda debocha de colegas

Publicados

em

O fato de usarem a máquina pública para beneficiar meia dúzia de encostados tem gerado grande revolta dentro da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes- SEE, na gestão de Gladson Cameli, sobretudo, por conta dos benefícios financeiros que são disponibilizados para alguns, como é o caso da Escola Estadual Armando Nogueira.

Não é novidade que a educação estadual está em decadência devido a falta de compromisso com o trabalho a ser desenvolvido e por estar servindo de cabide de emprego, pois na Escola Armando Nogueira, ainda em 2021, dois professores foram lotados na piscina olímpica para desenvolver atividades pedagógicas para os alunos integrais e das escolas militares, mas até a presente data essas atividades não estão acontecendo.

O que chama a atenção é o fato de um desses professores, identificado como Everton Araújo de Lima, que é professor de Educação Física, ser parente do secretário de educação Aberson Carvalho e foi tirado de sala de aula, sem que a escola fosse consultada para ficar a disposição da piscina onde vai trabalhar quando quer, sem contribuir para a educação pública, apenas recebendo seus proventos mês a mês. A gestora afirmou que ficou surpresa quando Everton chegou na escola com um memorando em mão dizendo que iria ficar a disposição na piscina.

Leia Também:  Ex-prefeito André Maia volta a ser alvo da Polícia Federal em nova operação em Senador Guiomard

Já o outro professor, identificado como Luiz Rodomilson dos Santos, foi lotado na Escola Armando Nogueira em dezembro do ano passado, onde na oportunidade fez questão de dizer que ele era indicação da Secretaria para ficar a disposição da piscina e logo que foi lotado na escola seu salário era no valor de R$ 4.547,94 (quatro mil quinhentos e quarente e sete reais e noventa e quatro centavos).

Não satisfeito com o seu salário, Rodomilson chegou na escola ainda no início de fevereiro e disse que o secretário Aberson pediu que a escola solicitasse uma Dedicação Exclusiva – DE para ele (Rodomilson), mas a escola informou que a não pede dedicação exclusiva para professor. Como a escola não atendeu o desejo de Rodomilson, posteriormente ele chegou na escola dizendo que tinha resolvido tudo pela secretaria de educação. Com o passar do tempo, os demais professores começaram a questionar por que tinha um professor a disposição da piscina se não estava tendo atividades pedagógicas.

Na oportunidade a gestora da escola encaminhou um ofício a SEE, solicitando esclarecimento de porque havia professores lotado na piscina se a piscina não estava funcionando, mas a secretaria não respondeu. Incomodados, os demais professores consultaram o portal da transparência e vira que antes de solicitar Dedicação Exclusiva, Rodomilson recebia 4 mil reais e depois que Rodomilson falou que havia resolvido tudo pela secretaria ele passou a receber o valor de R$ 14.500,70 (quatorze mil e quinhentos reais e setenta centavos).

Leia Também:  Com o Gás custando R$100 em Cruzeiro do Sul, dona de casa substitui gás de cozinha por lenha

Diante do valor que Rodomilson recebe, os demais professores ficaram indignados por ver um professor lotado na piscina sem exercer nenhuma função pedagógica e ainda ganhando um salário exorbitante deste. A realidade da escola é que tem dois professores de educação física, mas os dois estão a disposição da piscina, ambos sem exercer nenhuma função pedagógica.

Veja os Vídeos:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA