RIO BRANCO

Polícia

Vendedor de algodão doce é executado a tiros, em Sena Madureira

De acordo com o apurado até o presente momento, ele estava jantando na cozinha quando foi pego de surpresa e alvejado por um disparo de arma de fogo nas costas.

Publicados

Polícia

De acordo com o apurado até o presente momento, ele estava jantando na cozinha quando foi pego de surpresa e alvejado por um disparo de arma de fogo nas costas.

O começo da noite deste domingo, 16, foi marcada pela violência no Bairro Cristo Libertador, em Sena Madureira. Geraldo Cesário dos Santos, 48 anos de idade, conhecido como “Baxim do algodão doce” foi morto dentro de sua residência, localizada na Rua Santa Luzia.

De acordo com o apurado até o presente momento, ele estava jantando na cozinha quando foi pego de surpresa e alvejado por um disparo de arma de fogo nas costas.

Após ser atingido, a vítima teria caminhado alguns passos e caído na sala da casa, morrendo minutos depois. Na residência estavam também a esposa de Geraldo Cesário e sua enteada, mas elas ficaram ilesas.

Uma equipe da Polícia Militar foi acionada, mas até o fechamento dessa matéria ninguém tinha sido preso. O crime tem sinais de execução, mas o motivo é desconhecido.

Leia Também:  PM age rápido, prende assaltantes e recupera veículo roubado no Quinari

Geraldo Cesário dos Santos era bastante conhecido em Sena Madureira, pois trabalhava vendendo algodão doce e percorria praticamente todos os Bairros do município.

Há cerca de duas semanas, ele tinha tentado se suicidar, não conseguindo o feito por conta da intervenção de terceiros.

Homem morto em Sena MadureiraCom Informação Senaonline.com

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  PM age rápido, prende assaltantes e recupera veículo roubado no Quinari

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA